Fondue no Arcanjo Restaurante, em Caxias do Sul, RS

Fondue de queijo com acompanhamentos. Foto: Kelly Pelisser

Acho que quando a maioria das pessoas pensa em comer fondue em Caxias do Sul (RS) lembra do Arcanjo Restaurante. A casa, que agora fica na Rua Pinheiro Machado bem ao lado do Blue Tree Towers do bairro São Pelegrino, tem cardápio à la carte com massas, filés e frutos do mar, mas é bem conhecida pela sequência de fondue. O restaurante serve aquele tradicional mesmo, que começa com fondue de queijo, depois, vem o fondue de carne, e, por fim, o fondue de chocolate.

Fondue de carne com molhos. Foto: Kelly Pelisser

O fondue de queijo é acompanhado por cesta de pães, batata baby, cenoura baby, brócolis e goiabada. Tem a opção de pedir queijo sem lactose e sem glúten no fondue. Ah, e qualquer um dos acompanhamentos pode ser retirado, caso você não goste, ou pode ter reposição, caso você goste muito e tenha já comido tudo. Quando já estiver satisfeito, é só chamar o garçom e pedir o fondue de carne. Nesse, vem cinco tipos de cortes: picanha, alcatra, filé de frango, filé suíno e linguiça. De novo: dá para tirar, se não gostar de algo. Com ele, vem molhos para acompanhar: mostarda e mel, rosé, maionese, pasta de alho, pasta de azeitonas pretas, vinagrete, farofa, molho de maracujá, geleia de pimenta, geleia de morango e cebolas caramelizadas. A carne é assada numa pedra quente levada à mesa (não é aquele esquema de fondue com óleo para cozinhar a carne). Assim, você não sai cheirando à fritura. Ah, a dica é colocar sal na pedra para evitar de queimar a carne e também para temperá-la.

Fondue de chocolate com acompanhamentos. Foto: Kelly Pelisser

Para finalizar, e já servir como sobremesa, vem o fondue de chocolate, acompanhado de morangos, banana, abacaxi, uva, maçã, waffer e marshmallows. É difícil escolher qual deles é melhor. Queijo e goiabada é uma combinação muito boa do primeiro. No segundo, prove todos os molhos com as carnes. E eu sou apaixonada pelo fondue de chocolate com frutas.

A sequência de fondue custa R$ 75 por pessoa no Arcanjo. Vale muito a pena provar, especialmente nos dias frios. Mas fondue não tem muitas regras. Para mostrar isso, o pessoal do restaurante me convidou para fazer um vídeo para mostrar como fondue é algo extremamente simples. No vídeo abaixo, eu explico como comer fondue e apresento a sequência do Arcanjo. Espero que vocês gostem.

 

Arcanjo Restaurante 

Onde fica: Rua Pinheiro Machado, 2851, (entre as ruas Ministro Toledo e La Salle, ao lado do Blue Tree Hotel), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários: de segunda a sábado, das 18h às 23h, domingos, das 17h às 23h.

Mais: Facebook do Arcanjo Restaurante

Anúncios

Cardápio de primavera do restaurante Don Claudino, em Caxias do Sul (RS)

Antepasto: piem de coelho e suquete empanado. Foto: Kelly Pelisser

Eu já tinha feito um post falando do restaurante Don Claudino, de Caxias do Sul (RS), que fez um resgate da cozinha afetiva, com pratos que a gente comia na infância, produzidos de acordo com os ingredientes de cada estação. Agora, a casa está lançando o cardápio de primavera, que começa a valer nesta sexta-feira, dia 29. A ideia é uma comida com mais amor, que respeita as fases da natureza. O Don Claudino, que é bem conhecido pelos espaços para eventos, oferece o jantar no restaurante nas sextas e sábados, a partir das 19h30min.

Salada: quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon. Foto: Kelly Pelisser

Eu fui uma das pessoas convidadas a conhecer o menu de primavera em primeira mão. São duas opções de cardápio, uma mais completa, com três pratos, e outra um pouco mais simples, com dois pratos principais e uma sobremesa diferente. As duas têm antepasto e salada. O serviço é feito na mesa e a pessoa pode repetir o que quiser. Para vegetarianos, é possível contar a mesma sequência, mas sem as carnes. Provei a opção mais completa, que é simplesmente fantástica, com itens que lembram muito casa da nonna, como suquete empanado super crocante, e outras adaptações para surpreender, como piem de coelho, e quiche de radicchi cotti. A sobremesa dessa opção é divina, uma trilogia super lindinha, com uma palha italiana macia, que desmancha na boca, a tradicional ambrosia, e uma reinvenção do sagu, com leite de coco acompanhado de doce de manga (parece inusitado à primeira vista, mas combina demais!).

Primeiro prato: talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes. Foto: Kelly Pelisser

A primeira opção de cardápio, mais completa, tem: de antepasto, piem de coelho e suquete empanado; de salada, quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon; de primeiro prato, talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes; de segundo prato, risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado; de terceiro prato, tortellini de cordeiro; e como sobremesa, uma trilogia maravilhosa, palha italiana, ambrosia e sagu de leite de coco com doce de manga. O preço para esta opção é R$ 84 por pessoa. Já para as crianças de cinco a 10 anos, é R$ 41. Os vegetarianos podem pedir os mesmos pratos, mas sem as carnes, pagando R$ 55.

Segundo prato: risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado. Foto: Kelly Pelisser

A segunda alternativa é praticamente o mesmo menu, mas sem o terceiro prato e com uma sobremesa diferente. Nessa caso, vem de antepasto, piem de coelho e suquete empanado; de salada, quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon; de primeiro prato, talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes; de segundo prato, risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado; e de sobremesa, uma seleção de semifreddo (sabores do dia). Para este, o valor é de é R$ 75 por pessoa. As crianças de cinco a 10 anos pagam R$ 37. E vegetarianos, R$ 55.

Terceiro prato: tortellini de cordeiro. Foto: Kelly Pelisser

A carta de bebidas do restaurante foi reformulada e conta agora com mais opções de vinhos nacionais, além do produzido pela vinícola Don Claudino. A ideia é valorizar os produtos da região.

De sobremesa: palha italiana, ambrosia e sagu de leite de coco com doce de manga. Foto: Kelly Pelisser

Se você é da Serra, é impossível provar o cardápio da Don Claudino sem lembrar da avó e dos almoços de colônia. É mais do que comida, é amor em pratos, lembranças boas e saudades. Para quem não é daqui, vale para conferir um pouco da identidade local revisitada. É o tradicional com uma cara nova que te recebe com um abraço e afeto.

 

Don Claudino Enogastronomia & Eventos

Onde fica: Rua Padre Alberto Luiz Lamonatto, 1127, bairro Nossa Senhora da Saúde, próximo aos Pavilhões da Festa da Uva, Caxias do Sul, RS

Horários: sextas-feiras e sábados, a partir das 19h30min. É bom reservar antes: (54) 3211.9899 ou (54) 3028.9066.

Maissite Facebook

Dolmã Bistrô House, em Caxias do Sul (RS)

Filé Duxelles acompanhado de risoto. Foto: Kelly Pelisser

O Dolmã Bistrô House funciona numa casa em Caxias do Sul (RS) em que o primeiro andar tem um restaurante, que atende de terças a sábado no jantar, e a parte de baixo é um bar, com cardápio de aperitivos e lanches, e onde rola um pagode ao vivo nas quintas e domingos. Eu que não sou boba nem nada, fui conhecer o restaurante numa quinta, para já esticar para o pagode (quem janta na casa não paga o ingresso da festa).

O restaurante serve risotos, massas e filés, numa mistura do regional com o internacional. É bom consultar nas redes sociais se ele estará aberto quando você quiser ir, porque o Dolmã também faz eventos privados, então, pode ser que em algum dia (especialmente em sábados), esteja fechado para uma formatura, por exemplo. É interessante reservar seu lugar para o jantar, o que pode ser feito pelas redes sociais mesmo. Ah, e bom saber: o pagode começa cedo. Nas quintas, a casa já recebe gente para a festa às 20h, mas o show mesmo começa às 22h e vai até meia-noite. Nos domingos (o restaurante está fechado nesse dia), a casa abre às 18h e o show começa ali por 19h30min e vai até umas 22h.  Já nas terças, eles têm um projeto chamado Terça da Comédia Dolmã, com apresentações de stand up comedy.

Sobremesa Dolce é la Vita. Foto: Kelly Pelisser

No cardápio do restaurante estão entradinhas (como dados de tapioca e pães), saladas, risotos (de maçã verde e gorgonzola, parmigiano, de legumes, caprese, quatro queijos e iscas de filé) e massas (carbonara, tortéi ao molho thai, espaghetti al mare ou caprese). Todos esses pratos custam na faixa de R$ 30 a R$ 38 por pessoa. Também dá para pedir um filé para acompanhar, de frango, mignon ou de salmão (de R$ 16 a R$ 19). Nesse friozinho, tem sopa no pão, de agnoline ou de quatro queijos. Há também combos, com uma carne e um acompanhamento. Entre as opções, tem entrecot e filé Wellington. Um dos mais populares do combo é o Salmão à Moda do Chef (salmão com shimeji na manteiga e shoyo, acompanhado de tortei ao molho thai – levemente picante). Esse sai por R$ 99 para duas pessoas.

Eu escolhi um dos combos, um Filé Duxelles. É um filé com cogumelos frescos, acompanhado de risoto de maçã verde e gorgonzola. O que serve uma pessoa custa R$ 69 e o para duas pessoas sai por R$ 109. O prato veio rapidinho e estava maravilhoso. Adorei o filé com cogumelos!

Escolhi depois uma sobremesa. As opções são um semifredo de abacaxi com açaí e granola, Mousse Kinder, strudel, Gran Gateau ou Dolce é La Vita (massa folhada com Ntella e marshmallows com gelato de limão). Escolhi essa última. Tem um toque divertido e o sorvete é bem do jeito que eu gosto. As sobremesas saem por R$ 19, menos o Gran Gateau, que custa R$ 28.

Andar inferior da casa tem um pagodinho super animado nas quintas e domingos. Foto: Kelly Pelisser

Desci para o andar inferior da casa a tempo do pagodinho, que começa às 22h. É bem animado e concorrido (e diz que no domingo lota ainda mais). A casa tem um deck ao ar livre na altura desse andar, onde dá para pegar um ar e admirar a lua ou fumar (o espaço é totalmente aberto). Nesse andar, o cardápio tem, além de drinks e bebidas, petiscos, hambúrgueres e pizzas. O lugar conta com algumas mesinhas. O pagode é super animado e dá para dançar (tem casais dançando a dois inclusive). A banda toca sucessos desse estilo, mas também alguns clássicos do pop e da MPB ou hits do momento adaptados. Foi uma noite muito divertida e com comida boa. Recomendo a visita. Quero voltar mais vezes nas quintas para jantar e já esticar a noite.

 

Dolmã Bistrô House

Onde fica: Rua Pinto bandeira, 182, Caxias do Sul, RS

Horários: restaurante e bar, de terças a sábados, das 19h à meia-noite (consultar porque, em dias de eventos privados, está fechado). Balada com pagode, nas quintas (show começa às 22h) e domingos (show começa às 19h30min, mas a casa abre às 18h).

Mais: site e Facebook

 

 

Don Claudino Enogastronomia & Eventos, em Caxias do Sul, RS

Polenta com ragu de couvert. Foto: Kelly Pelisser

Muita gente conhece a Don Claudino, em Caxias do Sul, pelos espaços maravilhosos para eventos (o mais novo deles tem uma pitangueira no meio da sala – lindo!). Mas o restaurante também atende ao público nas sextas e sábados pela noite. A casa trabalha com um conceito de slow food, de utilizar os alimentos de cada estação para que a comida seja mais genuína, tenha gosto de verdade. Eles estão oferecendo agora menus temáticos por estação. Os pratos são elaborados com alimentos e temperos específicos da época do ano, cultivados na própria horta do restaurante. A casa tem uma história encantadora, aliás, que começou com a Granja Piccoli, do avô da família, que possuía uma vinícola que depois foi convertida para o ramo da gastronomia.

Creme de batata com bacon. Foto: Kelly Pelisser

Salada de folha e timballo de cenoura. Foto: Kelly Pelisser

Eu fui conhecer a estreia do cardápio de inverno. O menu é mais ou menos fixo. Mas algumas coisas mudam a cada semana. E quem for vegetariano pode pedir para retirarem as carnes dos preparos, já que os pratos são individuais. A carta de vinhos é bem bacana, com desde opções mais simples – vinhos da casa que custam entre R$ 35 e R$ 42 – até rótulos importados. Eu pedi um Chardonnay Don Claudino (que é bem leve e fresco, porque estava com vontade de algo assim naquela noite). O clima do restaurante é intimista, luz mais baixa e uma lareira no canto (aliás, dá para pedir para reservar seu lugar ali perto, nos dias mais frios, se ainda tiver disponibilidade).

Risoto de pimentões defumados e gorgonzola e filé de frango ao molho de laranja e cúrcuma. Foto: Kelly Pelisser

Gnocchi de batata doce ao creme de queijos fundidos com escalopes de filé ao molho de vinho merlot. Foto: Kelly Pelisser

O menu do inverno começa com uma polentinha com ragu servida numa tigelinha super querida. Na sequência, vem uma entradinha quente, que pode ser uma sopa ou creme e varia conforme o dia. A que eu provei era de batata com bacon. A salada é uma seleção de folhas de inverno com timballo de cenoura, uma graça! O primeiro prato é um gnocchi de batata doce ao creme de queijos fundidos, acompanhados por filé de frango ao molho de laranja e cúrcuma e o segundo prato é um risoto de pimentões defumados e gorgonzola acompanhado por escalopes de filé ao molho de vinho merlot. Como eu fui no primeiro dia do menu, o pessoal da cozinha trocou as carnes do primeiro e segundo prato, já que ainda estavam se adaptando. Mas não tem problema. Tudo estava bem gostoso. Adorei o gnocchi e achei muito gostoso o molho de laranja junto ao frango. A sobremesa pode ser escolhida entre um crepe de beijinho com paçoca, um crepe suzette e ou a seleção de semifredos da casa. Eu optei pelo primeiro, o crepe de beijinho com paçoca, acompanhado de uma bola de sorvete: é divino (eu amo paçoca e o beijinho estava uma delícia)! Sabe quanto custa tudo isso? O preço do jantar é de R$ 79 por pessoa. Quem for vegetariano, tem a mesma sequência, porém sem carnes, por R$ 53. Já as crianças de seis a 10 anos pagam R$ 40. Eu achei super em conta por tudo o que é oferecido! E a comida te abraça, sabe? Conforta, tem gosto de comida de casa, tem textura. Mesmo tendo uma sequência de pratos, você não sai pesado. Muito pelo contrário. Sai levinho e feliz. Ah, se quiser, pode repetir qualquer um dos pratos. Delicinha! Vale demais a pena pelo custo-benefício e pela alegria proporcionada!

Crepe de beijinho com paçoca. Foto: Kelly Pelisser

 

Don Claudino Enogastronomia & Eventos

Onde fica: Rua Padre Alberto Luiz Lamonatto, 1127, bairro Nossa Senhora da Saúde, próximo aos Pavilhões da Festa da Uva, Caxias do Sul, RS

Horários: sextas-feiras e sábados, a partir das 19h30min. É bom reservar antes: (54) 3211.9899 ou (54) 3028.9066.

Mais: site e Facebook

 

 

Restaurante Mascaron, em Vila Flores, RS

Para começar, tem sopa de capeletti, polenta, pien e salame frito no restaurante Mascaron. Foto: Kelly Pelisser

Mais do que um restaurante, o Mascaron Paradouro, em Vila Flores (RS), é uma pequena aula de história. A casa foi construída especialmente para abrigar o empreendimento, com semelhança àquela dos ancestrais da família Brandalise, proprietária do negócio. O Mascaron era o apelido na família na Itália. Pelas paredes, na recepção, pelo teto, em cada cantinho, estão objetos ou referências à colonização italiana e a história da família. Aliás, além desse restaurante, eles também administram o famoso Restaurante Giratório na cidade vizinha de Veranópolis.

Apaixonada pelo pão frito: esses do cantinho debaixo. Foto: Kelly Pelisser

A construção em Vila Flores é de pedra, madeira, e tem uma fonte, réplica de uma entrada na cidade de Arsié, na Itália, de onde partiu a família Brandalise. Na recepção, cadeiras como as de antigos cinemas, de onde se contemplam uma porta antiga, mapas, fotos de família e quadros religiosos. No hall, olhe para o teto e veja uma fotografia da casa dos antepassados do proprietário do restaurante. Logo em frente, estão rádios, TV e máquinas de escrever antigos. O salão do restaurante é amplo, com cadeiras em madeira colorida, além de azulejos e outros objetos que trazem cor ao local, também, como era nas casas do passado.

De meio-dia, tem buffet a quilo. Foto: Kelly Pelisser

De meio-dia, diariamente, o almoço é buffet a quilo ou livre. De entrada, tem sopa de capeletti, pien, queijo ralado, polenta brustolada e salame frito, em cima do fogão à lenha. Ali do ladinho, estão também queijo, salame, pão, e atenção para o detalhe que me deixou encantada: tem pão frito! Em duas versões: salgado e doce! Quanto tempo eu não via pão frito! Quem é descendente de italianos na Serra, deve ter comido na casa da nonna pão frito. Com os restinhos que sobrava da massa do pão, se cortava em quadradinhos e fritava! Experiência afetiva para voltar no tempo comer essa delícia antes do almoço! Para mim, tem gosto de infância.

Hall do restaurante tem objetos antigos, que evocam a memória da família e da cidade. Foto: Kelly Pelisser

No buffet do almoço, estão massas, saladas variadas, legumes refogados, carnes, também com a opção de grelha. Tudo bem gostoso! O local oferece vinhos, incluindo os da vinícola da família. De sobremesa, tem sagu com creme, pudim e outras delícias tradicionais. Se você pedir um café, a xícara é bem fofa, uma canequinha colorida. À noite, o sistema do restaurante é a la carte, com filés e peixes. Vale a parada nessa cidadezinha simpática para comer bem e ainda se encantar com a beleza e a história do lugar.

Restaurante é amplo e colorido. Foto: Kelly Pelisser

Detalhes do restaurante. Foto: Kelly Pelisser

 

Restaurante Mascaron

Onde: BR 470, km 168, Vila Flores, RS

Horários: para almoço, diariamente, das 11h30min às 13h30min, e para jantar, de terças à sábados, das 19h30min às 22h.

Mais: site e Facebook

 

 

Casa DiPaolo inaugura 11° restaurante

Imagem: reprodução do projeto, Casa DiPaolo

10 Imagem: reprodução do projeto, Casa DiPaolo

A rede de restaurantes Casa DiPaolo, especializada na culinária típica italiana e com sede na Serra gaúcha, vai inaugurar a 11ª unidade em novembro. O novo espaço será o segundo restaurante do grupo em Porto Alegre. Na verdade, a rede optou por fechar o restaurante Belgaleto, que pertence à Casa DiPaolo, no primeiro piso do Bourbon Shopping Wallig pra reformá-lo e transformá-lo na bandeira principal do grupo. A capacidade é para receber até 150 pessoas, mas ainda não há data definida para abertura. Outras novidades da marca são a reforma da unidade de Garibaldi, na Serra gaúcha, que reabre no feriado do dia 12 de outubro, e, em breve, a abertura de um Belgaleto no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

A Casa DiPaolo de Garibaldi fica fechada para reformas até essa terça-feira, dia 11 de outubro. O restaurante voltará a atender aos clientes na quarta, feriado. Entre as melhorias, o local ganhará uma nova decoração, seguindo o padrão das outras unidades, novos equipamentos, ampliação do Espaço Kids, adega climatizada, área reservada para eventos. Além disso, os banheiros serão ampliados e haverá mais visibilidade para a área verde. Até o dia 11, o restaurante oferece transporte para encaminhar os clientes ao restaurante da rede em Bento Gonçalves.

Falando sobre o novo Casa DiPaolo do Bourbon Shopping Wallig, em Porto Alegre, a unidade funcionará nas modalidades rodízio (diariamente, exceto domingo à noite), em que é servido à mesa e à vontade sopa de capeletti, salada verde, radicci com bacon, maionese, pão caseiro, queijo à dorê, polenta frita e brustolada, diversos tipos de massas e molhos, galeto al primo canto e sobremesa. E também na modalidade à la carte, de segunda a sexta-feira, no almoço e jantar, em que o cliente monta seu prato.  No novo Casa DiPaolo, também serão comercializados os produtos da DiPaolo Alimentos, marca criada em 2015 para venda direta ao consumidor de massas e molhos congelados.

Imagem: reprodução do projeto, Casa DiPaolo

Imagem: reprodução do projeto, Casa DiPaolo

A mudança do restaurante em Porto Alegre faz parte de uma estratégia para reposicionar o foco de cada empresa do Grupo Casa DiPaolo, formado pelas marcas Belgaleto, DiPaolo Alimentos e Escola DiPaolo. A partir de agora, o Belgaleto, que hoje tem apenas unidades em Porto Alegre, vai atuar exclusivamente em praças de alimentação e por tele entrega. O sócio-fundador do Casa DiPaolo, Paulo Geremia, diz que a intenção também é fortalecer o Belgaleto como modelo de franquia. Atualmente, o Belgaleto – que serve a típica culinária italiana no formato de pratos expressos e é administrado pelos sócios André Geremia e Fernando Piovesan – opera no Boulevard Assis Brasil (atendimento ao público) e na Avenida Ipiranga, onde funciona a central de delivery, ambos na Capital gaúcha. Em breve, terá uma unidade também na praça de alimentação do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Já a Casa DiPaolo possui unidades na Serra Gaúcha (Bento Gonçalves, Garibaldi, Caxias do Sul e Gramado), em Porto Alegre (Boulevard Laçador), na região Central do Estado (Recanto Maestro) e em Itapema (Santa Catarina).

 

SERVIÇO

Restaurante Casa DiPaolo – Bourbon Shopping Wallig Poa

Onde: Av. Grécia, 1500, Porto Alegre (primeiro piso do Bourbon Shopping Wallig)

Telefone: (51) 3012.2812

Horário de funcionamento: das 11h30min às 16h (diariamente) e das 19h às 23h30min (segunda a sábado)

Restaurantes vegetarianos e veganos em Caxias do Sul (RS)

Já fiz aqui no blog resenhas de todos os restaurantes vegetarianos listados abaixo, mas quis reuni-los num único post para facilitar a vida tanto de quem não come carne quanto de quem gosta de variar o cardápio. Nenhum deles é exclusivamente vegano, mas vários informam em plaquinhas quais pratos não tem nenhum produto de origem animal. Quem conhecer mais algum lugar em Caxias do Sul, é só deixar nos comentários.

 

Gaia’s House

Gaia's House Caxias do sul

Meio-dia tem buffet livre. Foto: Kelly Pelisser

Restaurante novo em uma casa próxima ao Parque dos Macaquinhos. De meio-dia, tem buffet livre e, à noite, é bistrô.

Onde: Rua Antônio Prado, 30 (perto do Parque dos Macaquinhos, entre a Dr. Montaury e a Visconde de Pelotas), Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sábado, almoço, das 11h30min às 14h. Jantar, de quinta a sábado, das 19h30min à meia-noite.

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/05/31/gaias-house-em-caxias-do-sul-rs/

 

Gautama

vegetariano gautama caxias

Buffet livre inclui sopa, saladas, pratos quentes e sobremesa. Foto: Kelly Pelisser

Restaurante inaugurado há pouco numa casa na Rua Garibaldi. É de uma família de orientais e funciona no sistema de buffet livre com sobremesa incluída. A comida e os doces são muito gostosos e o atendimento é cordial.

Onde fica: Rua Garibaldi, 1336 (entre a Rua Antônio Prado e a Tronca), bairro Exposição, Caxias do Sul, RS

Horário: de segunda a sábado, das 11h30min às 14h

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/08/01/gautama-restaurante-vegetariano-em-caxias-do-sul-rs/

 

Govinda Restaurante Vegetariano

Prato pode ser pesado ou há opção de buffet livre. Foto: Kelly Pelisser

Prato pode ser pesado ou há opção de buffet livre. Foto: Kelly Pelisser

Numa casa na Guia Lopes, tem buffet a quilo ou buffet livre ao meio-dia.

Onde fica: Rua Do Guia Lopes, 385 (entre a 20 de Setembro e a Bento Gonçalves), Caxias do Sul, RS

Horário: de segunda a sexta, das 11h30min às 14h

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/08/22/govinda-restaurante-vegetariano-em-caxias-do-sul-rs/

 

Restaurante Lanchorien

lanchorien restaurante vegetariano

Buffet livre custa R$ 15 durante a semana e R$ 17 nos sábados e domingos. Foto: Kelly Pelisser

Restaurante de uma família oriental, com comida chinesa (e temperos típicos) e também um toque abrasileirado. Sistema de buffet livre com sobremesa. É o único que abre todos os dias da semana, de domingo a domingo.

Onde fica: Av. Julio de Castilhos, 1059, entre a Rua Andrade Neves e a Rua Vereador Mario Pezzi, bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horário: de segunda a domingo, das 11h15min às 14h

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/08/08/restaurante-lanchorien-em-caxias-do-sul-rs/

 

Natureba

Restaurante vegetariano

Meu prato no Natureba acompanhado de suco verde grande. Foto: Kelly Pelisser

Restaurante de uma família oriental. Tem comida chinesa e comidas brasileiras. Atendimento cordial. As verduras e legumes e o suco são muito bons.

Onde fica: Rua Andrade Neves, 911, entre as ruas Sinimbu e Os 18 do Forte, Centro, Caxias do Sul, RS

Horário: de segunda a sábado, das 11h às 14h

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/07/28/natureba-restaurante-vegetariano-em-caxias-do-sul-rs/

 

Trigais Restaurante Vegetariano e Vegano

restaurante vegetariano e vegano

Almoço tem itens variados para quem não come carne ou derivados de animais. Foto: Kelly Pelisser

Bem no Centro, tem almoço ao quilo ou buffet livre. Funciona durante a manhã e tarde também porque tem uma loja e um café, com produtos veganos e vegetarianos. Há opções sem glúten e sem lactose.

Onde: Rua Bento Gonçalves, 1553, (ao lado da RBSTV), Centro, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sábado, das 8h às 17h30min

Post completo: https://dicasdakellypelisser.com/2016/05/03/trigais-restaurante-vegetariano-e-vegano-em-caxias-do-sul-rs/