Parque Temático Epopeia Italiana, em Bento Gonçalves (RS)

Imagens na fachada externa são novidades no parque. Foto: Kelly Pelisser

Primeiro cenário tem cartazes. Foto: Kelly Pelisser

Fui conhecer as novidades do Parque Temático Epopeia Italiana, em Bento Gonçalves (RS). O empreendimento é uma espécie de museu da imigração italiana no Rio Grande do Sul que já existe há 14 anos, mas foi agora reformulado. Com a ajuda de cenários, um filme e um ator que conduz os visitantes, a história do casal Rosa e Lázaro Giordani, que saiu da Itália em busca de uma vida melhor no Brasil, é recontada.

Vila italiana é reproduzida. Foto: Kelly Pelisser

A reforma foi feita por uma empresa especializada de Canela (RS), a D’Arte Multiarte, e envolveu 50 pessoas, que trabalharam na parte da noite, já que o parque não fechou em nenhum momento para a revitalização. O sistema de som e luz é totalmente novo, assim como o filme que é exibido em trechos ao longo do percurso. As falas do ator que interpreta Lázaro e conduz os visitantes também são novas, da mesma forma que algumas casas e detalhes dos cenários, que ficaram mais humanizados – como essa empresa de Canela destacou – com roupas nos varais, por exemplo, para dar uma cara de algo mais real. Outra novidade são uns painéis lindos com fotos no lado externo do parque.

Cenário onde neva artificialmente. Foto: Kelly Pelisser

Ator que interpreta Lázaro conta a história da construção da casa em Bento Gonçalves. Foto: Kelly Pelisser

Uma das casas tem parte aberta para mostrar o interior. Foto: Kelly Pelisser

O passeio é feito em horários determinados e o melhor, segundo a Giordani Turismo que opera a atração, é agendar com antecedência. A duração é de cerca de meia hora. No primeiro espaço, onde estão cartazes que reproduzem as propagandas sobre a América e roupas de época, o visitante vê um trecho que resume a história da imigração italiana com imagens antigas. A partir de então, é conduzido pelo guia-ator que interpreta Lázaro, que primeiro para em um cenário que reproduz uma vila italiana, com igrejinha e fonte (bem típica. Quem conhece a Itália identifica na hora). A seguir, seguem todos para um segundo cenário, que representa uma casa de interior na Itália, onde neva artificialmente por alguns instantes, dando um efeito muito bonito. Ali, os visitantes sentam para ver a primeira parte do vídeo que conta a história dos sonhos de Lázaro e Rosa. Na sequência, os turistas entram em um cenário-navio, com telas que primeiro reproduzem o mar e depois dão sequência à história do jovem casal de imigrantes. O próximo local mostra uma mata fechada, tal e qual os italianos encontraram quando chegaram na Serra gaúcha. Em seguida, passa-se a uma pequena vila que remonta as casas construídas pelos imigrantes. Seguindo, está a reprodução do centro de Bento Gonçalves em épocas passadas (mas já com a igreja Santo Antônio e várias casas que existem até hoje). Por fim, há um último cenário com um coreto, onde é feita a despedida. Ali, há uma loja de souvenirs, um espaço para tirar fotos com roupas de época e também está uma foto do casal Rosa e Lázaro de verdade, que são bisavós da família proprietária do empreendimento, junto com um baú que eles trouxeram da Itália.

Cenário reproduz Bento Gonçalves de antigamente, mas já com a igreja Santo Antônio. Foto: Kelly Pelisser

O texto da história é bem otimista, embora cite algumas das dificuldades encontradas pelos italianos nas novas terras. Os cenários são bonitos e bem estruturados. Para quem não conhece a história da imigração vale para ter um resumo. Para quem já conhece vale pela estruturação cênica.

Baú é o original trazido pelos imigrantes Rosa e Lázaro da Itália. Foto: Kelly Pelisser

Foto de Rosa e Lázaro reais. Foto: Kelly Pelisser

 

Parque Temático Epopeia Italiana

Onde fica: Rua Visconde de São Gabriel , 507, bairro Cidade Alta, Bento Gonçalves, RS

Horários: diariamente, das 8h às 18h

Ingressos: R$ 25 (crianças até cinco anos não pagam. A partir de 6 anos, a entrada é o preço normal)

Mais: site e Facebook

 

 

Anúncios

Salto Ventoso, em Farroupilha (RS)

 

Vista a partir do mirante na estrada, fora do parque. Foto: Kelly Pelisser

Vista a partir do mirante na estrada, fora do parque. Foto: Kelly Pelisser

Eu ainda não tinha voltado ao parque do Salto Ventoso, em Farroupilha, depois da reabertura no ano passado após reformas. Para quem não conhece, o Salto Ventoso é uma cascata de cerca de 55 metros de altura, que fica em uma propriedade particular no interior de Farroupilha. A cachoeira ficou famosa no filme O Quatrilho, que concorreu ao Oscar em 1996, na cena em que os personagens da Patrícia Pillar e do Bruno Campos trocam beijos na parte de trás da queda d´água. Sim, é possível acessar caminhando a parte de trás e ficar vendo a água cair na sua frente, já que o riacho corre em um paredão.

Parque ficou mais seguro após reformas, com decks cercados. Foto: Kelly Pelisser

Parque ficou mais seguro após reformas, com decks cercados. Foto: Kelly Pelisser

O parque passou por reformas para dar mais segurança aos visitantes depois que duas mortes de rapazes que escorregaram da parte de cima da cascata foram registradas nos últimos anos. O espaço passou a ser fechado, com horários de visitação – de terça a domingo, das 9h às 18h, além de ter cobrança de ingresso. São R$ 8 por pessoa (idosos e estudantes com comprovação pagam meia).

A cascata fica a uns 15 quilômetros da área central de Farroupilha. Dá para acessá-la pela Rua Machadinho, que tem parte de asfalto e parte de estrada de chão, ou indo pela estrada velha para Garibaldi (e depois pegando uma estrada de chão). Mesmo nessas partes onde não há asfalto, a estrada é consideravelmente boa. Na estrada da Rua Machadinho, na parte externa do parque, há um deck onde é possível ter a melhor vista da cascata, ao longe.

Parque ganhou bancos e áreas de convívio. Foto: Kelly Pelisser

Parque ganhou bancos e áreas de convívio. Foto: Kelly Pelisser

No parque, dá para alugar churrasqueiras por R$ 10. Também há uma pequena lancheria que vende bebidas, lanches e sorvete. Nos domingos, costuma ter almoço com buffet livre por R$ 30 por pessoa.

Pinguela. Foto: Kelly Pelisser

Pinguela. Foto: Kelly Pelisser

Após a reforma, o parque ganhou bancos, lixeiras, placas indicativas e dois decks cercados para admirar a queda d’água. Há ainda uma pequena ponte e um pergolado. A estrutura já contava com banheiros. Ah, não é permitido tomar banho nas águas da cascata, que foram consideradas impróprias em análises químicas. É só para olhar mesmo. Caminhando cerca de 10 minutos pelo mato, chega-se a parte debaixo da cascata, onde há uma plataforma com corrimões para ver a água caindo. Nesse dia da visita, eu não cheguei a ir até lá, porque estava muito quente e eu estava com a pressão baixa, mas já fui outras vezes, antes da reforma. Mas achei que ficou bem melhor, mais seguro e organizado com as mudanças. A paisagem é muito linda. Vale a pena.

Coisa linda a natureza. Foto: Kelly Pelisser

Coisa linda a natureza. Foto: Kelly Pelisser

 

Salto Ventoso

Onde: Rua Machadinho, s/n, Farroupilha, RS. Parte da estrada é de chão.

Horários: de terça a domingo, das 9h às 18h

Quanto: é preciso pagar R$ 8 por pessoa para entrar. Estudantes, com comprovante, e idosos pagam meia.

Mais: Facebook