Sítio Crescer, em Garibaldi (RS)

Casa do Sítio Crescer: nos dois andares superiores ficam os quartos. No térreo, está o refeitório e cozinhas coletivos. Foto: Kelly Pelisser

Fiquei hospedada num lugar abençoado pela natureza e cheio de energia, o Sítio Crescer, em Garibaldi (RS). É um sítio que produz hortaliças e temperos orgânicos e também conta com hospedagem, no formato de hostel (com camas em quartos compartilhados) e algumas opções de quartos para casal privativos. Tem super cara de interior, mas fica muito pertinho da cidade, a cerca de cinco quilômetros do Centro de Garibaldi. Como também é bem próximo ao Vale dos Vinhedos, é ponto de parada para muitos turistas que estão conhecendo a Serra gaúcha, mas eu mais do que recomendo tirar um dia para aproveitar a calmaria lá do sítio mesmo.

O Sítio Crescer tem muitas flores. Foto: Kelly Pelisser

O sítio tem muito verde, um açude com peixes e uma ilha no meio, plantações de alface, couve, salsa, cebolinha e outros temperos orgânicos, uma estufa com morangos, um parquinho infantil e muitas flores. A uma curta caminhada por uma trilha, se chega a uma pequena cascata. Outra atração são os dois cachorros da raça Border Collie, muito amáveis e brincalhões, o Max e a Lessie. Há ainda um gato e galinhas no sítio. O lugar conta ainda com algumas árvores frutíferas, como bergamotas, nesperas e laranjas. Há várias casinhas de passarinhos penduradas pelas árvores. Uma querideza só!

Refeitório coletivo iluminado e integrado à natureza. Foto: Kelly Pelisser

O prédio da hospedagem tem um refeitório e uma cozinha coletivos, que todos os hóspedes podem utilizar. Fica num espaço amplo e super iluminado, com paredes de vidro, que fazem com que o salão fique integrado à paisagem verde. Um dos quartos privativos conta com cozinha individual, além do banheiro. Outras acomodações não têm banheiro individual, é preciso utilizar banheiros coletivos. O lugar não serve refeições, nem mesmo o café da manhã (apenas em momentos de alta temporada é servido café da manhã, com preço cobrado à parte). Como não há nada muito próximo, então, ou é preciso levar alimentos para cozinhar, ou sair do sítio e ir em algum lugar em Garibaldi para comer. Quem optar por cozinhar no local, pode se servir também dos ovos das galinhas, das hortaliças, flores e temperos do sítio. Sugiro, para o lanche da tarde, levar uma toalha e fazer um piquenique no gramado.

O sítio tem parque infantil. Foto: Kelly Pelisser

Açude com peixes. Foto: Kelly Pelisser

A hospedagem conta com um espaço coletivo, com mesa de pingue-pongue, livros e jogos. Outro destaque é a própria construção, que é sustentável, com telhas de caixinhas de leite, para isolamento térmico, e aproveitamento de energia solar. O lugar faz parte da Via Orgânica, roteiro que reúne empreendimentos com produção ou venda de produtos orgânicos em Garibaldi. O sítio também é associado à Cooperativa de Produtores Ecologistas de Garibaldi (Coopeg). O Crescer é tocado pelo casal Ana Cláudia e Damian Chiesa. Os dois deixaram a vida super urbana para investir num lugar mais tranquilo. Além de turistas, o sítio recebe retiros da igreja católica, grupos de estudo ambiental e até já abrigou festas de casamento diurnas.

Quarto com cozinha e banheiro privativos. Foto: Kelly Pelisser

Outra coisa super mimosa do sítio é que os quartos têm nomes de virtudes: generosidade, equilíbrio, humildade, caridade… Eu fiquei no quarto Fé, o único com banheiro e cozinha privativos. Ele conta com uma cama de casal, uma bancada e dois banquinhos, fogão, geladeira, pia e armários. Tudo completo para você se sentir em casa! E quando se abre a janela, se vê o verde lá fora e ouve os passarinhos cantando! Dali, também se contempla um por do sol incrível! Eu assisti o por do sol sentada no Gramado, fazendo carinho num dos cachorros Border Collie e depois cozinhei usando os ovos das galinhas caipiras e temperos do sítio. Me diz se isso não se pode chamar de felicidade? 🙂

Cachorros Max e Lessie são atração do Sítio. Foto: Kelly Pelisser

A hospedagem custa R$ 50 para o quarto compartilhado (são divididos em dormitórios masculinos e femininos) e R$ 90 para o quarto privativo sem banheiro (o banheiro é coletivo, fora do quarto). Já as suítes (para um casal), com quarto e banheiro privativo, custam R$ 130 durante a semana e R$ 150 nos fins de semana. Nos feriados e alta temporada (janeiro, fevereiro e julho), a suíte sai por R$ 150 durante a semana e R$ 200 no fins de semana. O café da manhã só é servido na alta temporada e custa R$ 15 por hóspede.

Açude tem ilha com ponte. Foto: Kelly Pelisser

O sítio é um encanto! Super tranquilo, bonitinho e dá vontade de voltar muitas vezes! Já quero voltar na primavera pra ver tudo super florido!

 

Sítio Crescer

Onde fica: Rua Buarque de Macedo, sn (cerca de 5 km do Centro), Garibaldi, RS

Mais: site do Sítio Crescer, Facebook do Sítio Crescer

Contato: (54) 98145.0037

 

Almoço na Horta da Nonna, em Caxias do Sul (RS)

Peixe com crosta de amaranto acompanhado de legumes. Foto: Kelly Pelisser

Peixe com crosta de amaranto acompanhado de legumes. Foto: Kelly Pelisser

Eu já tinha feito um post sobre o café da Horta da Nonna, uma fruteira e loja de produtos orgânicos de Caxias do Sul, mas agora o espaço está cheio de novidades. O comércio, inaugurado em 2008 e remodelado em 2015, serve também almoço no bistrô e agora lançou um sistema de franquias.

Como ainda não tinha contado como é o almoço da Horta, vamos lá: é servido de segunda a sábado, das 11h às 14h, com cozinha própria. Há um cardápio fixo, onde você escolhe entre saladas, sanduíches, pratos quentes montados, ou também há opção de porções, sobremesas e sucos. As saladas saem por R$ 7,50 a R$ 14,90. Os sanduíches, entre R$ 13,50 e R$ 23,50.  Os pratos quentes têm opções entre R$ 22,90 e R$ 26,90. Tem nhoque, risoto, polenta, massas, peixe e entrecot. Alguns dos itens são vegetarianos. Também dá para pegar, separados, molhos, uma carne e acompanhamentos, como chips de banana ou aipim, batatas rústicas ou legumes. Para sobremesa, tem mousses, tarteletes, brownie, torta ou brigadeiro. Há itens com glúten, mas o pão integral do sanduíche pode ser substituído por pão sem glúten.

Fiquei em dúvida do que pedir, mas acabei escolhendo o pescado. O prato vem com peixe na crosta de amaranto, acompanhado de seleta de legumes e ervas da estação. Para acompanhar, um suco verde. Tem também opção de suco de frutas da estação, como, agora tem morangos e pêssegos, por exemplo. O pedido levou cerca de dez minutos para ficar pronto. O prato é bem grande, bem satisfatório para uma pessoa. Os legumes eram muitos: cenoura, abobrinha, couve-flor, brócolis, berinjela, vagem, e ainda tinha couve refogada com uma farofa de banana. Realmente, muito, muito gostoso. O peixe custa R$ 22,90 e um copo de suco pequeno sai por R$ 4, totalizando R$ 26,90 do almoço. Fiquei com vontade de voltar para provar o entrecot acompanhado de batatas rústicas. O local também é opção para tomar café da manhã ou fazer um lanche, que são servidos em todo o horário de funcionamento da casa.

Peguei um brownie da marca Yummy & Fit lá para levar para casa. É sensacional! Nem parece que leva ingredientes saudáveis. Vai cacau em pó, farinha de arroz integral, farinha de linhaça dourada, açúcar demerara, entre outros ingredientes. E tem coberturas variadas, de ameixa seca e coco, prestígio, ganache e castanhas. Cada um, com 150 gramas, custa R$ 10, com a opção de levar para casa ou ser servido no bistrô. É muita gostosura num lugar só.

 

Horta da Nonna

Onde: Rua Marechal Floriano, 64, (esquina com a Rua São José) Pio X, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sexta, das 8h às 19h, e aos sábados, das 8h às 18h. O almoço é servido de segunda a sábado, das 11h às 14h.

Mais: site e Facebook

Novidades da Horta da Nonna: franquias, segunda unidade em Caxias do Sul e e-commerce

Bistrô serve lanches e almoços. Foto: Kelly Pelisser

Bistrô serve lanches e almoços. Foto: Kelly Pelisser

Eu já fiz um post contando sobre como é o bistrô da Horta da Nonna, um armazém com frutas, legumes e outros produtos orgânicos, além de ter um café lindo onde são servidas comidinhas saudáveis e almoço (aliás, semana que vem, conto em detalhes como é almoçar lá), no bairro Pio X, em Caxias do Sul, mas eles apresentaram hoje uma série de novidades para 2017. A Horta vai ganhar uma segunda unidade, ainda no primeiro semestre do próximo ano, em Caxias do Sul, num endereço a ser definido, mas na região dos bairros Lourdes e Exposição, dos mesmos proprietários. Ao mesmo tempo, também está lançando um sistema de franquias. A ideia é expandir a marca para outras cidades da Serra, Hortênsias e região Metropolitana de Porto Alegre, principalmente. Ainda não está definida onde será a primeira franquia, mas já há negociações com interessados em Bento Gonçalves, São Leopoldo e Passo Fundo.

Pão integral na Horta da Nonna, em Caxias do Sul

Empório oferece produtos orgânicos, naturais e integrais (como esse pão). Foto: Kelly Pelisser

Segundo eles e o consultor Gilmar Gianni, que deu todo o aporte para a organização do franchising, a Horta será a primeira franquia de bistrô e armazém de orgânicos do Brasil. São duas modalidades para o franqueado escolher. Uma apenas com o armazém, que tem a taxa de franquia de R$ 50 mil, mais taxa de royalties de 4% sobre o faturamento bruto mensal mais taxa de marketing de 1% do faturamento bruto mensal e previsão de investimento de R$ 150 mil. A outra engloba armazém e bistrô, como está configurada a unidade caxiense atualmente, com taxa de franquia de R$ 65 mil, mesmos percentuais de royalties e marketing ao mês do primeiro modelo, e previsão de investimento de R$ 250 mil. A estimativa é que o retorno venha entre dois a três anos. A franquia é formatada para cidades com mais de 80 mil habitantes, mas há projeção de um outro modelo no futuro de mini-franquias, para localidades menores.

Além da segunda loja em Caxias, a marca também irá lançar um e-commerce nos primeiros meses de 2017 para compra de produtos pela internet. A expectativa da Horta é ter oito unidades até o fim do próximo ano. A aposta se deve ao mercado de orgânicos, que não para de crescer no país, já que cada vez mais pessoas se conscientizam sobre a importância de consumir alimentos livres de agrotóxicos para manter a saúde em dia.

A história da Horta da Nonna começou em 2000, quando a agricultura Marisa Tonetta investiu na produção de orgânicos, após ter problemas de saúde. Em 2008, abriu um pequeno ponto de venda em Caxias. No ano de 2015, já com a filha dela, Camila Erlo, e o genro, Diogo Relosi, à frente do negócio, o espaço foi remodelado e ganhou o bistrô. Camila e Diogo contam que procuram nos franqueados, pessoas que acreditem na causa, já que muito mais do que um negócio, a Horta da Nonna vende uma proposta de estilo de vida, que convida a ser mais saudável e integrado à natureza.

 

Horta da Nonna

Onde: Rua Marechal Floriano, 64, (esquina com a Rua São José) Pio X, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sexta, das 8h às 19h, e aos sábados, das 8h às 18h.

Mais: site e Facebook

Bugio Eco, em Caxias do Sul (RS)

ATUALIZAÇÃO: O BUGIO ECO NÃO OFERECE MAIS ALMOÇO. ABRE SÓ DE NOITE.

O Bugio Eco é diferente de qualquer outro lugar que já estive em Caxias do Sul. É um restaurante com uma proposta de alimentação orgânica que para o jantar, com à la carte, e no mesmo espaço tem um paredão para prática de escalada. O ambiente é bem rústico, alternativo, meio riponga até. E a comida vale demais a pena!

Pizza de copa

A pizza é em porção individual e você escolhe todos os ingredientes e a massa. A foto não ficou boa por causa da pouca luz. Foto: Kelly Pelisser

O cardápio da janta tem sopas e cremes que parecem bem bons, mas o grande atrativo é a pizza. Quadrada, fininha, em porção individual, com ingredientes orgânicos e que você monta do jeito que quer. Você escolhe o tipo de massa, um vegetal, um cogumelo, uma carne, um queijo e um molho (esses dois últimos além dos bases da pizza). Claro, se não quiser, não precisa escolher um de cada. A massa tem duas opções, uma sem glúten, com farinha de arroz e mandioca, e outra de farinha integral. As carnes são copa, charque grelhado, carne de panela e camarão defumado. Para quem não come carne, é só montar com os outros ingredientes. Tem até molho barbecue vegan e bacon de cogumelo (cogumelo frito). Segundo o pessoal de lá, é a melhor pizza do planeta. Olha, não sei se é a melhor, mas é bem boa. Como fiquei com muita dúvida para decidir quais ingredientes montar, o pessoal da casa montou uma para mim, com massa sem glúten, rúcula, cogumelo shitake, copa, gorgonzola e mostarda artesanal. Ficou muita boa, mas um pouco forte. Provei a de uma amiga, que montou a pizza com carne de panela e estava sensacional. Para acompanhar, um suco verde. Na sobremesa, tem opção de pizza doce ou uma trufa feita na casa. Ela é aberta e não é de chocolate, mas com biomassa de banana, e recheada de morango e mirtilo. Não é tão doce, mas eu curti. Ela é bem bonita também, mas não deu para fazer foto porque o lugar é um tanto escuro à noite. As mesas ficam no segundo andar da casa, numa espécie de mezanino, de onde se vê o pessoal escalando o paredão ali do lado. Da pizza, do suco verde e mais a trufa, deu R$ 32. Fiquei com vontade de voltar tanto para o almoço quanto para provar outras opções de pizza e os cremes e sopas.

 

 

Bugio Eco

Onde: Rua Visconde de Mauá, 390, (é aquela rua paralela à rua lateral do shopping San Pelegrino, perto do Colégio La Salle), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul

Horários: de segunda a sábado, jantar das 18h à meia-noite.

Mais: Facebook

 

Café da Horta da Nonna, em Caxias do Sul (RS)

 

Pão integral na Horta da Nonna, em Caxias do Sul

Empório oferece produtos orgânicos, naturais e integrais (como esse pão). Foto: Kelly Pelisser

A Horta da Nonna é uma fruteira de produtos orgânicos e empório que oferece produtos com foco na boa alimentação no bairro Pio X, em Caxias do Sul. Com a mesma ideia, surgiu em novembro do ano passado, com a ampliação do espaço, o Café da Horta, no mesmo lugar da loja. O cardápio tem uma série de lanches rápidos sempre com foco na saúde. E o bom é que, além disso, tudo tem gosto de verdade. Futuramente, a ideia é também oferecer opções de almoço.

café da horta da nonna

Esse é o Café da Horta, bem simpático. Foto: Kelly Pelisser

Pelo empório, você encontra frutas, verduras, sucos e vinhos orgânicos, temperos, macarrão de arroz (vi um com chia, alho e espinafre), muffins de cacau sem glúten e sem lactose, açaí orgânico, pães integrais, iogurtes, entre outras delícias. Ah, se puder, leve sua sacolinha de casa para as compras. Se esqueceu, eles têm caixas ou sacolas lá.

horta da nonna hamburguer vegetariano e suco

Hambúrguer vegetariano e suco de laranja do céu e limão orgânicos: delícia! Foto: Kelly Pelisser

No café, tem lanchinhos já prontos, como bolinho fit de batata doce e frango, bolinho de aipim com carne, coxinha de mandioquinha com frango (cada um desses custa R$ 7). Também tem café expresso com leite (de vaca, vegetal ou sem lactose) e açaí na tigela. E sucos vários, com as mesmas frutas que estão disponíveis para venda: bergamota, goiaba, suco verde. Fiquei na dúvida, porque todos tinham cara ótima, mas peguei o de laranja do céu com limão e não me arrependi. Uma delícia! Gosto de fruta de verdade é outra coisa, né? O preço: R$ 6,50. E para comer aceitei a indicação da casa: o hambúrguer vegetariano. O “bifinho” é feito com quinoa, chia, ervilha (mas tem opções com outros legumes). No pão ainda vai tomate, alface e patê de soja. Muito, muito bom! E olha que eu não sou vegetariana. Gosto muito de frutas e legumes, mas também como carne. Só que esse sanduíche não me fez sentir falta alguma da proteína animal. O preço, bem em conta: R$ 13,50. O Café da Nonna é uma ótima opção para um lanche saudável e delicioso. E fica aberto durante todo o dia, no mesmo horário de funcionamento da loja.

 

Horta da Nonna

Onde: Rua Marechal Floriano, 64, (esquina com a Rua São José) Pio X, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sexta, das 8h às 19h30min, e aos sábados, das 8h às 18h.

Mais: site e Facebook