Pizza e cerveja: Nella Pietra Farmhouse Ale Cerveja Artesanal, de Caxias do Sul

A cerveja Nella Pietra Farmhouse Ale com o malte de cevada e o lúpulo. Foto: Kelly Pelisser

A cerveja Nella Pietra Farmhouse Ale com o malte de cevada e o lúpulo. Foto: Kelly Pelisser

Pizza e cerveja super combinam, né, gente? Essa mistura boa ganhou ainda mais força na Nella Pietra Pizza, que é uma pizzaria que eu adoro com sede em Caxias do Sul e filiais pelo Estado! Eles se uniram à Cervejaria Imaculada, também de Caxias, para lançar uma cerveja maravilhosa: a Nella Pietra Farmhouse Ale Cerveja Artesanal. De origem belga, leve, tem aromas de alecrim, gengibre e coentro. A ideia é de fazenda mesmo, algo rústico. Tem uma cor linda, um pouco âmbar. Amei a cerveja (e olha que quem me conhece sabe que sou mais do vinho)!

A parceria das duas empresas remonta os primórdios da Imaculada. A primeira cerveja feita pela marca foi justamente para a Nella Pietra, a pedido de um dos sócios da pizzaria, o sommelier Fabio Centenaro. Aí o negócio de cervejas artesanais só cresceu no Brasil e, com isso, impulsionou também a Imaculada. Hoje, a marca tem 12 rótulos, que chegam a vários Estados do Brasil. E já coleciona prêmios importantes. Recentemente, a Apa, a American Pale Ale, deles conquistou medalha de ouro na South Beer Coup, que é tipo uma Libertadores da América da cerveja.

Morri com essa pizza de lagostim da Nella Pietra! Mas, cerveja pode combinar com qualquer tipo de pizza. Foto: Kelly Pelisser

Morri com essa pizza de lagostim da Nella Pietra! Mas, cerveja pode combinar com qualquer tipo de pizza. Foto: Kelly Pelisser

Eu provei a Nella Pietra Farmhouse Ale num evento super bacana, só para mulheres, de lançamento da cerveja. Primeiro, visitamos a cervejaria Imaculada (que, aliás, está preparando um bar na fábrica deles na Rua Guido Schio, e também abrirá o espaço em meio à produção para eventos). Depois, fomos até a Nella Pietra para provar as pizzas harmonizadas com cerveja. Foi uma sequência muito legal e que combinou muito bem! Destaque para a pizza de lagostim, que eu amei demais! E também para como a cerveja da Nella Pietra pode harmonizar muito bem com pizzas doces (assim, como ela também faz com as salgadas)! Ah, outra coisa que aprendi nesse dia: para apreciar os aromas da cerveja devidamente, ela não deve estar muito gelada. O ideal para as artesanais, dependendo do tipo, é entre 2°C e 6°C. No geral, dá para dizer que, quanto maior a graduação alcoólica, mais “quente” deve estar. A cerveja muito gelada faz com que as papilas gustativas se fechem, o que significa que você não poderá aproveitar todas as sensações e sabores que ela pode provocar. Mais ou menos como funciona para a degustação de vinhos.

Olha que gracinha que é o rótulo da cerveja Nella Pietra Farmhouse. E ainda ganhamos um pão de cerveja, feito pela Charlie Bakery. Foto: Kelly Pelisser

Olha que gracinha que é o rótulo da cerveja Nella Pietra Farmhouse. E ainda ganhamos um pão de cerveja, feito pela Charlie Bakery. Foto: Kelly Pelisser

Já deve ter ficado com vontade de provar a cerveja, né? Bom, só passando na Nella Pietra Pizza, porque ela é exclusiva para a pizzaria. Mas, claro, isso não vai ser nenhum problema, porque pizza e cerveja super combinam. O preço dessa belezinha, que vem em garrafa de 500 ml: R$ 22. Ah, a graduação alcoólica é 5%. Recomendo demais!

 

Nella Pietra Pizza

Onde: Avenida Rubem Bento Alves, 4575, bairro São José, Caxias do Sul, RS

Horários: Em Caxias, de segunda a domingo, das 19h às 23h30min.

Mais: site e Facebook

 

Cervejaria Imaculada

Onde: Rua Guido Schio, 116, Caxias do Sul, RS

MaisSite e Facebook 

 

Anúncios

Novo cardápio e novo chef do Umai Yoo, em Caxias do Sul (RS)

Umai Yoo

Ceviche que provamos no lançamento do novo cardápio. Foto:Daniela Xu, divulgação

O Umai-Yoo já se consolidou como restaurante de cozinha japonesa e tailandesa em Caxias do Sul (RS). No dia em que completou sete anos, na última quinta-feira (7), a casa apresentou o novo chef, o peruano filho de japoneses Luis Yagui, que traz consigo um novo cardápio, com experiências que misturam o país dos seus ancestrais com sua terra natal.

umai yoo

Camarões Jumbo Machu Picchu. Foto: Daniela Xu, divulgação

O novo chef está há três anos no Brasil. Ele já esteve à frente do 300 Cosmo, de Porto Alegre, e do Sipan, de Buenos Aires. No evento de apresentação, provamos um ceviche, um risoto com camarão, sushis e sashimis, um nigiri gaúcho (com filé e ovo de codorna) e uma sobremesa doce ao estilo peruano com doce de leite, chamada Suspiro Limenho. Tudo excelente! Amei a sobremesa! Adorei os temperos dos pratos.

Umai Yoo

Muito bom esse Nigiri Gaúcho, com filé e ovos de codorna. Foto: Daniela Xu, divulgação

Para quem não conhece, o restaurante dos empresários caxienses Jamur Bettoni e João Carlos Ferreira tem três ambientes: o bar na parte superior, e o salão principal e o deck, no andar inferior. O Umai Yoo atende também por delivery e oferece pratos à la carte, além do Festival Japonês, servido à mesa, com um mix da culinária nipônica e influências regionais.

umai yoo

Essa sobremesa com doce de leite e maracujá é divina! O nome é Suspiro Limenho. Foto: Daniela Xu, divulgação

 

Umai Yoo

Onde: Rua Marquês do Herval, 315, Caxias do Sul, RS

Horários: de segunda a quinta, das 19h às 23h, nas sextas e sábados, das 19h à meia-noite.

Mais: site e Facebook

 

 

 

Arcanjo Restaurante, em Caxias do Sul (RS)

 

camarão arcanjo restaurante

Provei o strogonoff de camarão, com arroz e batata palha. Foto: Kelly Pelisser

O Arcanjo é um restaurante que fica na Avenida Julio de Castilhos, no bairro São Pelegrino, em Caxias do Sul (RS). Inaugurada há cerca de 10 meses, a casa abre de segunda a sábado e, em todos esses dias, oferece almoço, happy hour e jantar. No meio-dia, é buffet a quilo de comida caseira durante a semana e de comida árabe aos sábados. À noite, tem fondue, sequência de camarão, filés, massas, frutos do mar, petiscos, cremes e sopas.

O ambiente é decorado com requinte, com lustres e móveis de cores fortes misturados a outros mais clássicos. Uma música ambiente sempre fica tocando, tanto no almoço quanto à noite. Há três espaços: na parte de baixo, um bar com cadeiras altas, mesinhas e sofás, que serve mais ao happy hour (a casa abre às 17h30min), e na parte de cima, um salão maior e outro menor. Qualquer um dos espaços pode ser reservado para eventos, sem custo de locação nem número mínimo de participantes. Achei bem legal que o restaurante oferece serviço de transfer, a combinar, para hotéis ou mesmo para clientes que saem de casa.

arcanjo restaurante

Primeiro andar do restaurante tem espaço para happy hour. Foto: Kelly Pelisser

Mas, vamos ao que interessa: a comida. De meio-dia, a casa serve buffet ao quilo, com saladas, arroz, feijão, carnes, legumes, entre outros, de segunda a sexta. O preço é R$ 35,9 o quilo. Almocei lá um dia e meu prato deu R$ 18,8. Aos sábados, o almoço é com comida árabe, por R$ 65 o quilo ou R$ 50 livre, ou pratos executivos (caso você não seja muito fã da comida árabe). À noite, a casa é conhecida pelo fondue, que serve todos os dias em que abre, mesmo em estações quentes. São oferecidos fondue de queijo (acompanhado de pães, batata baby, cenoura baby , brócolis e goiabada), de carne (com picanha, alcatra, filé de frango, file suíno e linguiça, acompanhados de diversos molhos e geleias) e de chocolate (morango, banana, abacaxi, uva, maçã, mamão e marshmallow). O preço é R$ 75 por pessoa. Também há uma opção de fondue para crianças, ao preço de R$ 38 cada.

parfait arcanjo caxias

De sobremesa, parfait, com uvas marinadas no moscatel com sorvete de creme e calda de damasco. Foto: Kelly Pelisser

Mas o Arcanjo vai bem além do fondue. Outra opção bem interessante é uma sequência de camarão, com diversos pratos que utilizam a iguaria, por R$ 130 por pessoa. No cardápio, há ainda petiscos, saladas e pratos para duas pessoas com filés (entre R$ 96 e R$ 108), massas (entre R$ 68 e R$ 118) e frutos do mar (de R$ 123 a R$ 204). As opções individuais têm filés (de R$ 45 a R$ 65), ou creme no pão, risotos e pratos com salmão e camarão (de R$ 28 a R$ 59). As sobremesas (entre elas petit gateau, peras ao vinho, panna cotta e crème brûlée) saem por R$ 18 a R$ 22. De terças a sextas a partir das 18h30min, independente do clima, há um buffet de sopas e cremes por R$ 30 por pessoa livre. No campo das bebidas, há uma carta de vinhos variada, com bebidas do Brasil, Chile, Argentina, Nova Zelândia, França, Espanha, Itália e Portugal. A casa tem também drinks, whisky, tequila, licor, cervejas (incluindo algumas importadas), entre outros.

Com tanta variedade, fiquei indecisa na hora de jantar. Mas acabei optando por um prato individual de strogonoff de camarão, que vem acompanhado de arroz e batata palha, mais um vinho branco de 375 ml. Os camarões são bem graúdos. O molho e o arroz estavam bem gostosos. Não resisti e pedi uma sobremesa, um parfait, com uvas marinadas no moscatel com sorvete de creme e calda de damasco. O prato de camarões custa R$ 59. A sobremesa, R$ 22. Fiquei com vontade de voltar para provar o buffet de sopas e cremes, o almoço árabe dos sábados e também o fondue.

 

 

Arcanjo Restaurante

Onde: Avenida Julio de Castilhos, 3072 (nas proximidades da Rua Dr. Bozano), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários: de segunda a sábado, das 11h às 14h e das 17h30min às 23h.

Mais: site e Facebook

 

 

Sorvete ao forno e outras novidades do Baitakão, em Caxias do Sul (RS)

sorvete ao forno baitakão

Esse é o sorvete ao forno: simplesmente demais! Foto: Kelly Pelisser

Acredito que todo caxiense conheça o Baitakão, uma das mais tradicionais casas de lanches da cidade, mas o restaurante, que abre todo santo dia (incluindo domingos e feriados) para almoço e janta, está com novidades no cardápio que estrearam nesse mês de junho. As principais são a inclusão de sobremesas e também de salmão no menu. Se você é do tradicional, o cachorro-quente, o xis e o bauru continuam lá. Ah, e para quem não sabe, de meio-dia, tem buffet a quilo.

salmão Baitakão

Esse é o salmão à moda do chef, com arroz, salada e molho de maracujá. Foto: Kelly Pelisser

Bom, mas vamos às novidades. Provei primeiro o salmão à moda do chef. Ele vem acompanhado de arroz branco, batatas ao vapor, molho de maracujá e salada de folhas verdes e cenoura. O legal do Baitakão é que as porções têm três tamanhos, o inteiro (para várias pessoas), o 2/3 (para um casal) e o junior (para uma pessoa). No caso do prato de salmão, o inteiro custa R$ 68,5, o 2/3 sai por R$ 54,8 e o junior, R$ 34,25. Arroz soltinho, salmão bem cozido, salada fresquinha. Só uma dica: o molho de maracujá é um pouco forte. Pode colocar um pouquinho só. Ele vem num potinho separado. Você não precisa usá-lo, se não quiser. É uma opção interessante se você for da turma saudável e não quiser encarar um xis.

A minha grande expectativa era para a sobremesa: sorvete ao forno! Eu amo sorvete e ainda mais ao forno. A receita do Baitakão é uma parceria com a Sorvelândia, marca também caxiense. A sobremesa chega numa cumbuca, com frutas ao fundo, sorvete de creme, e marshmallow assado por cima, coberto com calda de morango e mais um morango em cima para enfeitar. Sim, é muito, muito bom! Esse custa R$ 13,9. Se você não estiver com tanta vontade, dá até para dividir com outra pessoa (eu não divido o meu. Ahaha).

Não provei, mas essa é a taça máximo, que tem uma cara ótima! É ganache e morangos. Foto: Paulo Scola, divulgação

Não provei, mas essa é a taça máximo, que tem uma cara ótima! É ganache e morangos. Foto: Paulo Scola, divulgação

Não provei, mas no catálogo de sobremesas, há outras opções que também são novidade. Tem petit gateau, por R$ 12,9. A taça máximo, com ganache de chocolate, morangos e sorvete no palito Máximo (também da Sorvelândia), por R$ 14,9. Para a criançada, a novidade é a taça palhaço, com sorvete de morango, confetes, casquinha (que vira o ‘chapéu’ do palhaço) e chantilly, por R$ 11,9.

sorvete Baitakão

Essa tbm eu não experimentei, mas parece legal para a criançada: taça palhaço. Foto: Paulo Scola, divulgação

Se a ideia for happy hour, também há coisas novas: mini tábua de frios por R$ 22,4, porção de pastéis (com oito, de camarão, queijo ou carne) por $ 10, ou bolinho de feijoada ou bacalhau (oito unidades) por R$ 16,6. E a casa está com uma promoção que vai até setembro: entre 18h e 20h, você pede uma bebida e leva outra na hora de graça. Vale para chopp, caipiras, drinks e bebidas alcoólicas quentes (como whisky). Vi vantagem! Hehe. Mas, ó, se eu puder dar um conselho: o sorvete ao forno vale demais a pena provar! Legal como o Baitakão, que nasceu em 1972 na Festa da Uva como um trailer de cachorro-quente, consegue se reinventar.

 

 

Baitakão

Onde: Rua Sinimbu, 175 (quase já chegando na BR-116), bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horários: todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 11h às 14h30min e das 18h à meia-noite.

Mais: site e Facebook

 

 

Restaurante Pignatella, em Bento Gonçalves (RS)

restaurante pignatella

O restaurante serve comida típica do Tirol todos os dias. Foto: Kelly Pelisser

O restaurante Pignatella nasceu a partir da necessidade de o roteiro turístico de Faria Lemos, Tuiuty e Vale dos Antas, em Bento Gonçalves, oferecer um local para os turistas almoçarem. Assim, há sete anos, o espaço que oferece comida típico do Tirol, região que abrange um pedaço da Itália e uma parte da Áustria, foi aberto. O restaurante fica nas proximidades da vinícola Salton, em Tuiuty. Abre todos os dias para almoço, e nas sextas e sábado, também à noite para janta. Oferece ainda café da manhã ou da tarde, sob reserva.

restaurante pignatella

Sequência começa com essa sopa de canederli, bolinhas de pão com salame fresco e salsa. Foto: Kelly Pelisser

O cardápio é uma sequência fixa. Os pratos ou os temperos, ao menos, são diferentes daqueles que você costuma ver em restaurantes italianos no Brasil. Começando pela sopa, que é de canederli. São bolinhas de pão com salame fresco e salsa. O menu foi montado com a colaboração de um amigo da família que estava no Tirol, com adaptações para a culinária brasileira. A escolha dessa parte da Itália se deve ao fato de que muitos dos imigrantes que colonizaram aquele distrito de Bento vieram de lá.

restaurante pignatella

Pratos são servidos na mesa em tigelas: salada, nhoque e costelinha de porco. Foto: Kely Pelisser

O menu tem salada com folhas verdes, tomate, cenoura e pimentão. O arroz servido no restaurante leva espumante. O nhoque tem tomate na massa e leva molho de creme queijo fontinha. A costelinha de porco é regada ao molho de vinho. O contrafilé também é marinado ao vinho tinto e ervas, e vem acompanhado de uma uma salada de batata lessa ao molho de creme de leite, maçã e crem (aquela raiz amarga que os descendentes de italianos ralam para colocar em pratos como sopa). Os cialsons são raviólis que levam ingredientes pouco comuns, mas que não vou contar, porque, no restaurante, eles convidam os clientes a tentar acertar quais são (só uma dica: não é nada que você imagine fácil para raviólis). De sobremesa, pudim de leite com calda de cana de açúcar e um pedaço de torta tirolesa. Os pratos são servidos em tigelas na mesa para que o cliente pegue à vontade. Apenas a sobremesa já vem em pratos individuais. O preço é R$ 65 por pessoa, mais 10% de taxa de serviço, fora a bebida.

contrafilé e batata lessa ao molho de creme de leite, maçã e crem

Contrafilé e salada de batata lessa ao molho de creme de leite, maçã e crem. Foto: Kelly Pelisser

restaurante pignatella

Sobremesa com pudim ao molho de caldo de cana e torta tirolesa. Foto: Kelly Pelisser

Restaurante Pignatella

Onde: estrada principal do distrito de Tuiuty, nas proximidades da vinícola Salton, Bento Gonçalves, RS

Horários: De segunda a domingo, das 11h às 16h. Nas sextas e sábados, também à noite, a partir das 19h.

Mais: site e Facebook

 

 

Bella Gula, em Caxias do Sul (RS)

bella gula caxias

Bolo de maçã com especiarias e crumble e cappuccino com doce de leite. Foto: Kelly Pelisser

A Bella Gula é uma franquia que cafés com lojas em Porto Alegre, região Metropolitana da Capital e também em outros Estados. Em Caxias do Sul, há duas lojas, ambas em shoppings, no Iguatemi e no San Pelegrino. Há muitas opções de tortas, todas com uma cara ótima (ahaha). Tem algumas bem tradicionais, como Marta Rocha, e outras com um toque diferente, como macron com damascos, ou limão com massa frola e merengue suíço. Um pedaço custa entre R$ 10,9 e R$ 13,9, dependendo do sabor escolhido. Há também outras sobremesas em taças, sanduíches, cafés (quentes e gelados), sucos, entre outras coisas.

Fui na Bella Gulla do San Pelegrino e pedi um pedaço de bolo de maçã com especiarias e crumble (a farinha é integral). Chegou quentinho na mesa. Para acompanhar um cappuccino com doce de leite. Gostei que o café não era absurdamente doce ou enjoativo, mesmo com o doce de leite nas bordas e no fundo da taça. Do bolo e do cappuccino, deu R$ 23,90. Minha única reclamação é que tem botão na mesa para chamar as atendentes, mas, pelo menos naquela que eu sentei, eu apertava, acendia a luzinha dele, mas ninguém vinha me atender, mesmo com funcionárias disponíveis (não sei se estava funcionando ou não).

 

 

Bella Gula

Onde: Shopping Iguatemi Caxias (perto da saída para o espaço Lifestyle) e shopping San Pelegrino (no segundo andar, se você considerar como primeiro o andar na altura da rua).

Mais: Site e Facebook do café do shopping San Pelegrino

 

 

 

Matteo Ristorante, em Caxias do Sul (RS)

Matteo ristorante

Prato expresso com massa e filé para o almoço. Foto: Kelly Pelisser

O Matteo Ristorante, na Avenida Julio de Castilhos, em Caxias do Sul, oferece almoço de segunda-feira a sábado, no estilo expresso, e jantar, com rodízio de massas e carnes, de segunda a sexta. Para o meio-dia, há quatro possibilidades de prato ou sopa de capeletti (agnoline, se preferir). Você opta por massa, filé, feijão e arroz (R$ 24,9); massa e dois filés (R$ 22,9); só massa (R$ 18,9) ou quatro filés (R$ 17,9). Os dois primeiros vem acompanhados de três polentas fritas, três pães caseiros pequeninhos e salada. Os dois últimos, só de salada. Em qualquer alternativa, você escolhe o tipo de massa (talharim, espaguete, nhoque, tortéi, macarrão ou ravióli de espinafre) e o tipo de molho que quer (alho e óleo, quatro queijos, carbonara, bolonhesa, frango, funghi ou sálvia e manteiga), assim como também escolhe o tipo de carne (mignon, frango, suíno, parmegiana, à milanesa) e o molho (só grelhado, nata, acebolado, alho poró, quatro queijos ou mostarda e mel).

À noite, o rodízio custa R$ 41,9 por pessoa. São servidos quatro antepastos, 17 tipos de massa e 15 carnes (são as mesmas possibilidades de almoço, em diferentes combinações). Para beber, a casa oferece vinho (com opção de pedir uma só taça), cerveja, água, refrigerante e suco.

entradinha do almoço, pequenos pães quentinhos e manteiga

Essa é a entradinha do almoço, pequenos pães quentinhos e manteiga. Foto: Kelly Pelisser

O lugar é pequeno e simples, mas acolhedor. Tem música ambiente, e a bebida, mesmo se for água, é servida em taças. Almocei lá e pedi talharim ao molho funghi acompanhado de dois filés mignon. De entrada, vem três pães pequeninhos quentinhos com manteiga. A comida chegou rápido. A porção de massa é bem generosa, mas os bifes são pequenos (não sei se talvez uma carne mais barata que mignon venha em porções maiores, já que o preço é o mesmo). A salada são folhas com champignon e tomate seco. Acompanhado de uma água, deu R$ 25,9. É uma opção interessante para variar o almoço e fugir um pouco dos buffets a quilo.

 

 

Matteo Ristorante

Onde: Avenida Júlio de Castilhos, 2802 (entre as ruas Feijó Jr e La Salle), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sexta, almoço, das 11h30min às 14h, e jantar, das 19h às 22h30min. Aos sábados, almoço, das 11h30min às 14h.

Mais: Facebook