Chopp rosa no Monasterium, de Caxias do Sul, no Outubro Rosa

Chopp produzido para o mês de outubro é beeem rosa. Foto: Kelly Pelisser

O Monasterium é um bar de cervejas especiais super bacana de Caxias do Sul (RS). Eu já fiz um post sobre o pub aqui no blog. Durante todo o mês de outubro, eles estarão com uma ação bem bacana dentro do Outubro Rosa, a campanha de conscientização sobre a importância de detectar precocemente o câncer de mama. O bar oferece um chopp rosa, com o lucro da venda destinado à Liga de Combate ao Câncer de Caxias do Sul.

A bebida é produzida em parceria com a Cervejaria Imaculada, também de Caxias. É uma Witbier. Uma ganhei uma para provar. É beeem rosa mesmo. Mas a coloração não afeta em nada o sabor, que é super leve. O preço do chopp rosa é R$ 11 o copo de 300ml e R$ 16 o copo de 500ml. Além de provar algo diferente, o melhor é que você ajuda a ajudar outras pessoas.

 

 

Monasterium Cervejas Especiais

Onde fica: Rua Tronca, 2393 (em frente a uma casa de festas infantis), bairro Exposição, Caxias do Sul (RS)

Horário: de terça a sexta, das 18h à meia-noite, sábados, das 19h à meia-noite.

MaisFacebook Instagram

 

 

Salvador Brewing Co. & Tap Room, em Caxias do Sul (RS)

São 10 torneiras de cerveja, vendida em 300ml ou 500ml. Foto: Kelly Pelisser

O Salvador Brewing Co. & Tap Room, novo pub de cerveja em Caxias do Sul (RS), inaugurou há pouco e tem tudo para ser o novo point do fim de dia e noite da cidade (se não dá para dizer que já é). Para começar, o endereço não podia ser melhor: a cervejaria e bar está instalada no complexo chamado A Fabbrica, uma construção em tijolos aparentes de 1942 que abrigou a Vinícola Luiz Michelon. Fica numa ruazinha perto da igreja do bairro Lourdes. Ao chegar e avistar a imponente construção e a chaminé preservada, mais o jogo de luzes, o primeiro impacto já é muito positivo. A Fabbrica será um complexo gastronômico, que deverá ganhar em pouco tempo um sushi e uma pizzaria (o que vai auxiliar a alavancar ainda mais o lugar).

Pedidos são feitos apenas no balcão. Foto: Kelly Pelisser

Para quem não associou o nome ainda, o Salvador é dos guris da Kombi e do caminhão militar com torneiras de cervejas que faziam eventos. A produção de cervejas é própria (todas são feitas na casa literalmente, já que a cervejaria também fica no mesmo complexo, aos fundos do bar – inclusive, paredes de vidro permitem avistar os equipamentos). Como o prédio é dos anos 1940, época da Segunda Guerra Mundial, a decoração remete ao militarismo e às batalhas do conflito mundial. Há mesas numa área externa, mas coberta, e outras internas. Todas as mesas são grandes, para serem compartilhadas, a exemplo do que se vê em bares na Alemanha, Bélgica, Espanha, e outros lugares da Europa. O conceito é muito legal, afinal, assim você acaba sempre puxando papo com as pessoas próximas e conhecendo gente nova. Também é possível sentar em bancadas próximas às paredes ou em parte do balcão do bar. Falando em balcão, os pedidos são feitos apenas ali. Não há garçons. Ah, nem cobrança de ingresso. Você paga apenas o que consumir. Na parte da direita do balcão, são feitos os pedidos de comida. Você recebe um papel com um número que é chamado num display. Então, você retira no mesmo trecho do balcão. No lado esquerdo, são feitos os pedidos de cerveja.

Chaminé preservada do complexo Fabbrica é linda! Foto: Kelly Pelisser

São dez torneiras de cerveja, que variam conforme o dia, mas algumas são as “de guerra” da casa. Os tamanhos são 300ml (com preços entre R$ 10 e R$ 20) e uma pint, 500ml (entre R$ 15 e R$ 22). Há a opção também de levar um growler de casa ou comprar lá para encher e levar (growler é um “garrafão” de cerveja). Há ainda um taster, com quatro copos de 150ml cada, em que você escolhe quatro tipos de cerveja, por R$ 30, para dividir com os amigos ou provar você mesmo várias. Falando em provar, os atendentes são muuuito gente finas, explicam tudinho sobre cerveja, se você não entende, e te dão provas se quiser tirar a dúvida sobre o que pedir. Para comer, tem batata frita (R$ 15), pizzas, com sabores básicos, cortadas em quadradinhos, ideais para dividir com os amigos (R$ 20), ou sanduíche de carne de panela (R$ 20).

Muito amor por esse sanduíche de carne de panela. Foto: Kelly Pelisser

Spoiler: não tem pilsen (por mim, ainda bem. Ahah). A mais fraquinha é uma lager, seguida por uma witbier. Eu provei várias, inclusive, o taster com quatro diferentes. Eu me enamorei muito pela Secret Serie Explosion Apa (nesse dia, era a número 10 das torneiras). Para comer, provei o sanduíche de carne de panela que leva a cerveja Dog Fight Brown Ale na preparação, mais queijo provolone e rúcula. O sanduíche é bem grande e simplesmente sensacional! Um dos melhores sanduíche de carne de panela (que já amo por si só, aquela carne desfiadinha é o máximo) que já provei.

No taster, você pede quatro tipos de cerveja de 150ml cada. Foto: Kelly Pelisser

Junte atendimento super gente fina, comida gostosa, cervejas e um lugar lindo: tem tudo para dar certo, né? Das várias pessoas que encontrei de conhecidas por lá, mais de um comentou: “não parece Caxias” (leia-se como um elogio). Bom, lembra bares da Europa, sim. Mal saí de lá e já fiquei com vontade de voltar para o QG da Salvador. Vida longa ao batalhão da cerveja!

 

Salvador Brewing Co. & Tap Room

Onde fica: Rua Nelson Dimas de Oliveira, 11, bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horários: de terça a sexta-feira, das 17h às 23h30min, e sábados, das 14h à 0h30min.

Mais: Facebook

 

Passaggio, em Caxias do Sul (RS)

Bruschettas de figo com parma com uma apresentação linda. Foto: Kelly Pelisser

Conheci o Passaggio, um espaço para happy hour, às sextas-feiras, que acabou de inaugurar em Caxias do Sul (RS). Na verdade, funciona no mesmo endereço que um restaurante de buffet a quilo no almoço de segunda a sábado, o Beth Bellato Gourmet, na Rua Borges de Medeiros, bem no Centro. Mas, nas sextas à noite, o lugar ganha outra cara para convidar para uma passagem do trabalho para o fim de semana (por isso, o nome). A concepção é do administrador do restaurante e jogador de basquete Rodolfo César Bellato, o Dida (que é de uma família ligada à gastronomia, filho da chef do restaurante e sobrinho da Sônia Hermoza), junto com o sócio Augusto de Campos Lima.

A função começa cedinho, às 19h, e vai até 1h. A casa ganha uma cortina para o salão do restaurante ficar menor e virar bar, umas mesinhas altas na entrada e mais um espaço com um sofá num canto. Uma musiquinha ambiente fica rolando, o que dá um clima bem bom para sentar, conversar e beber ou comer algo. E a cada sexta-feira, a noite tem um tema diferente. No período de verão, a casa conta com shows de pagode também. A carta de vinhos é bem interessante, com desde opções mais simples até um pouco mais elaboradas, e também com a possibilidade de vinho da casa em taças. Tem também cerveja long neck ou em litro, chopp, e drinks tradicionais como Margarita, Mojito, Alexander, Cosmopolitan, Sex on the Beach, Bellini e Dry Martini. Para quem quiser algo não alcoólico, tem sucos naturais e dois drinks sem álcool, um deles chamado Passaggio, com suco de laranja, Sprite e groselha.

O brownie e entremet de doce de leite conquistou meu coração e também tem uma apresentação super querida. Foto: Kelly Pelisser

O cardápio não é tão extenso, mas tem umas coisas muito bacanas. Tem as tradicionais porções de aipim, batata frita, pastéis e polentinha. Mas também conta com bruschettas, ceviche, bolinhos de porco com barbecue, um sanduíche de rosbife, pizza de cebola caramelizada com gorgonzola e mais duas opções de crepe (incluindo de queijo de cabra e maçã). Há ainda um risoto de limão siciliano e um penne ao sugo. De sobremesa, tem duas opções brownie de chocolate  com entremet de doce de leite,  e entremet de morango com gelato de pistache. Os pratos são pensados pela chef Catsi Camelo, que morou dois anos em Buenos Aires.

Fiquei em dúvida sobre o que pedir, mas acabei optando por uma das bruschettas, de figo com parma. Vem cinco unidades (grandinhas) por R$ 23,70. Para acompanhar um chopp Uff Aveia, bem gostoso, que sai por R$ 10. As bruschettas têm uma apresentação linda e são muito boas. Depois, não resisti e precisei provar o brownie com entremet de doce de leite (qualquer lugar que ofereça brownie no cardápio já conquista meu coração <3, porque eu simplesmente amo!). De novo, uma apresentação super querida, com morangos, e um sabor incrível. Essa sobremesa sair por R$ 15. Com mais um chopp, minha conta deu R$ 58,70. A noite foi bem agradável, o lugar é muito legal para quem quer sentar e conversar. E fiquei com vontade de voltar para provar o sanduíche de rosbife, as bruschettas com damasco, brie e cogumelos e os crepes. Mais do que aprovado.

 

Passaggio

Onde fica: Rua Borges de Medeiros, 446, entre as ruas Bento Gonçalves e 20 de Setembro, Centro, Caxias do Sul, RS

Horário: sextas-feiras, das 19h à 1h

Mais: Facebook

 

Sweez Café, de Caxias do Sul, abre à noite e tem crepes no cardápio

Crepe La Poulet, que vem com blend de queijos, frango defumado com ervas frescas, ovo Miroir e cogumelos de Paris salteados. Foto: Kelly Pelisser

Eu já falei diversas vezes aqui no blog que eu a Sweez Café é uma das minhas confeitarias preferidas em Caxias do Sul (RS). Tudo é artesanal, livre de aromatizantes e químicos, super bonitinho de olhar e muito gostosinho de comer. O ambiente também é lindo, descontraído e ainda pet friendly (sim, aceitam bichinhos de estimação). Pois a Sweez está com duas super novidades: agora fica aberta até mais tarde e também conta com crepes franceses doces e salgados! É muito amor, né? O atendimento é de segunda à quarta, das 14h às 22h, nas quintas e sextas, das 15h às 23h, e sábados, das 13h às 23h. Ou seja, dá tranquilo, pra sair do trabalho e jogar conversa fora com os amigos, jantar, e tudo mais.

Além dos doces e salgados, mais os sanduíches, a Sweez investiu forte em cafés especiais nos últimos tempos. Agora, ampliou também a carta de vinhos e de cervejas artesanais. Ah, tem pra vender itens para levar para casa, de copos a pó de café. E o cardápio noturno foi reforçado com os crepes. A novidade está disponível a partir das 17h. São 10 opções doces, desde com canela e mel, passando por chocolate branco belga e nozes, mais brigadeiro de chocolate belga, ou morango, banana, amêndoas filetadas e Nutella (ai, meu Deus!) e chocolate branco belga e paçoca (gente, eu preciso provar esse! Amooo paçoca!). Esses custam entre R$ 9,50 e R$ 18,50. Os salgados podem servir de refeições completas. São 12 opções. Para começar, a massa é feita com farinha de trigo sarraceno, que é mais saudável e não tem glúten. Para quem não curtir tanto massas integrais, tem outra opção com 30% de trigo sarraceno. Vários dos crepes levam blend de queijo, que é feito com queijo gruyére, samsoe e mozzarella. E alguns deles tem ovo Miror, que é um ovo molinho. Vou citar alguns dos sabores: La Dijonnaise (queijo mozzarella, filé mignon ao molho de mostarda Dijon), L’Parisiene (blend de queijos, cogumelos Paris e ovo Miroir), La Végétarienne (ricota de ovelha temperada com ervas frescas, espinafre fresco, mel e nozes), La Prosciuto (blend de queijos, presunto de Parma, tomate cereja e rúcula). Tudo dá água na boca, né? Esses salgados vem acompanhados de uma salada de folhas e tomate cereja, com molho de mostarda e mel. Os preços dos crepes salgados variam de R$ 16 a R$ 34.

Eu fui lá conferir à noite, porque estava querendo jantar, mas algo mais levinho. Escolhi o crepe La Poulet, que vem com blend de queijos, frango defumado com ervas frescas, ovo Miroir e cogumelos de Paris salteados. Ah, com a massa 100% de trigo sarraceno, sem glúten e sem lactose. O preço desse é R$ 32. Vem com a saladinha junto. A massa é bem gostosinha e fina. Não lembra em nada aquelas coisas integrais sem gosto. O recheio é uma explosão de sabores. E adorei o tempero da salada. Uma experiência super agradável para o jantar.

Esse aí é o Plaisir, com chocolate e baunilha natural e gemada caramelizada. Foto: Kelly Pelisser

Para arrematar, peguei um docinho, que também é novidade. O nome dele é Plaisir, que significa prazer em francês, mas também é o nome da cidade onde os confeiteiros chefs da Sweez moraram na França. O docinho é de chocolate e baunilha natural. Vem com biscuit de amêndoas, mousse de chocolate 70%, mousse de baunilha do Taiti e, por cima, gemada caramelizada. Fica super delicado, e com um sabor equilibrado. Custa R$ 9,90.

Amei todas as novidades e vou ter que voltar várias vezes para provar os crepes que eu fiquei namorando (e super indecisa na hora de pedir). Bom é que agora fica aberto até mais tarde.

 

Sweez Café

Onde fica: Rua Coronel Flores, 749 – sala 3, na antiga Estação Férrea, bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários: de segunda à quarta, das 14h às 22h, nas quintas e sextas, das 15h às 23h, e sábados, das 13h às 23h.

Mais: site e Facebook

 

Mestre-Cervejeiro.com, em Caxias do Sul (RS)

Cliente pode comprar para levar ou tomar na loja mesmo. Foto: Kelly Pelisser

Fui conhecer a Mestre-Cervejeiro.com de Caxias do Sul (RS). A loja integra uma franquia que oferece cervejas artesanais tanto locais quanto importadas.  A de Caxias existe há menos de seis meses e foi a primeira do interior do RS. Fica no bairro São Pelegrino, na Avenida Julio de Castilhos, e funciona todos os dias, incluindo aos domingos, tanto como loja, para escolher sua cerveja para levar para casa, quanto como bar, para provar lá mesmo. Eles também contam com duas torneiras de chopp, que variam conforme o dia. E numa parceria com restaurantes da região, têm petiscos para acompanhar as cervejas. Outra ação bacana é que o espaço também é utilizado para degustações dirigidas e outros eventos, como lançamentos de novos produtos. Ah, eles já aparecem aqui no blog como um lugar pet friendly, em que você pode levar seu bichinho de estimação.

Tem também cervejas importadas. Foto: Kelly Pelisser

Nas prateleiras, são mais de 260 rótulos, desde cervejas de Caxias do Sul e Serra gaúcha, até as de países como Bélgica, República Tcheca e Alemanha. E todas elas também estão disponíveis geladas. Você pode escolher se quer levar para casa ou se quer beber na loja. Ah, tem cervejas sem glúten. A Mestre-Cervejeiro ainda vende kits para presentes relacionados a esse mundo, como taças, growlers, quadros para completar com tampinhas e acessórios. Também há alguns molhos, chocolates e batatas chips, entre outros itens para comer.

E itens locais. Foto: Kelly Pelisser

Conta ainda com itens para presente. Foto: Kelly Pelisser

Se a ideia for curtir um happy hour e provar uma cerveja acompanhada de um petisco, a loja tem uma parceria com três restaurantes da região. Claro, o cardápio está condicionado aos dias e horários de funcionamento de cada uma dessas casas. Com a Churrascaria Imperador, há porções exclusivas: de queijo e polenta, por R$ 19, e outra completa, com queijo, polenta, salsichão e coração de frango, por R$ 29.  Com o Restaurante Bologna, as opções são batata frita média (R$ 25) ou grande (R$ 30). E, com a Famiglia Bettoni, pizzas que servem duas pessoas, e podem ter até dois sabores, por R$ 37,90: calabresa, lombo canadense, marguerita, picanha, quatro queijos, romana. Eu provei uma porção de batata frita média (que era beeem grande, na verdade) com um dos chopps do dia, uma Imaculada IPA. A batata frita estava super crocante, muito delícia, e o chopp, refrescante. Loja bacana, petiscos bons e com preço justo e uma quantidade enorme de cervejas: vale a visita.

Essa batatinha na parceria com o Restaurante Bologna é o ouro! Foto: Kelly Pelisser

 

Mestre-Cervejeiro.com

Onde fica: Avenida Julio de Castilhos, 3116, bairro São Pelegrino (próximo do Posto da Julio), Caxias do Sul, RS

Horários: segunda, das 11h às 21h, de terça a sexta-feira, das 11h às 22h, sábado, das 10h às 22h, e domingos, das 14h às 19h.

Mais: Facebook e site

 

 

Fondue de caneca e outras novidades no Baitakão, de Caxias do Sul (RS)

 

Fondue de caneca e com morangos de acompanhamento. Foto: Kelly Pelisser

O Baitakão, restaurante e casa de lanches super tradicional em Caxias do Sul (RS), está com novidades no cardápio. Além do almoço a quilo, todos os dias, e dos Xis, cachorros-quentes e baurus que já constavam no menu da casa, foram acrescentados alguns novos burgers (estilo mais gourmet, e com pão cervejinha), torre de batatas (em duas opções, aquelas que vem de tudo e mais um pouco acompanhando as fritas), fondue de caneca, taças decoradas (com sorvete e enfeitadas também por fora da taça), açaí e sopa de creme de legumes.

Gostei que os preços são bem camaradas. A Taça Kinder, por exemplo, que vem com sorvete Kinder, Nutella, cookies, morango, chocolate Kinder, chantilly e calda de morango, e é decorada por fora com ganahce de chocolate e castanha de caju, sai por R$ 19,90 (menos do que a maioria das taças em outros lugares). O açaí tem banana, morango, granola e leite Ninho e custa R$ 15,90.

Para a janta, escolhi o Premium Burger. Foto: Kelly Pelisser

Fui jantar lá e escolhi um dos burgers novos, o Premium Burger. Esse vem com pão cervejinha, filé mignon, queijo provolone, pimentão, cebola, alface, tomate, maionese e é acompanhado de batata frita. O preço é R$ 18,90 (mesmo valor dos outros burgers). Para acompanhar, escolhi um suco detox, com abacaxi, maçã, couve folha, gengibre e água de coco, que sai por R$ 6,90. O lanche chegou bem rápido e é bem gostosinho. Claro, ele é menor que um Xis tradicional. Então, se a fome for muita, talvez seja interessante algum complemento.

Parti para a sobremesa. Estava tentada a provar o fondue de caneca. É de chocolate apenas e você pode escolher como acompanhamento morangos, banana ou marshmallow. Optei pelos morangos. Custa R$ 19,90 a caneca. A apresentação é bem bonitinha, na caneca, com uma vela embaixo. Vem uma vasilha com bastantinho morango e dois garfinhos de fondue. Ou seja, dá para dividir, sim. Até porque, se você já jantou, como falei, vem uma quantidade considerável de morangos. É super legal, e fondue é algo que vale pela experiência, pelo rito de molhar seu acompanhamento no chocolate derretido. Mais do que aprovado, especialmente para esse friozinho que já está dando as caras. Com o burger, o suco e o fondue, paguei R$ 45,70.

 

 

Baitakão

Onde: Rua Sinimbu, 175 (quase já chegando na BR-116), bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horários: todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 11h às 14h30min e das 18h à meia-noite.

Mais: site e Facebook

Bar Secreto Wine & Beer, em Caxias do Sul (RS)

Carne assada na parrilla é um dos atrativos do Bar Secreto. Foto: Kelly Pelisser

Fazia um tempinho que eu queria conhecer o Bar Secreto Wine & Beer, em Caxias do Sul. O estabelecimento abriu em dezembro cercado de mistério. O endereço só era divulgado para quem fizesse reserva. Isso porque a inspiração é nos bares secretos de Nova York que surgiram nos anos 1920, após a Lei Seca que proibia o consumo de álcool. Então, restaurantes costumavam ter um esconderijo onde clientes poderiam consumir a bebida, desde que fossem muito discretos. Bom, o endereço do Bar Secreto de Caxias não é mais segredo, porque o lugar virou point de quem gosta de vinhos e cervejas. Fica na Perimetral Norte, do ladinho da Nella Pietra Pizzaria, que, aliás, é dos mesmos donos.

Ambiente do Bar Secreto é rústico e acolhedor. Foto: Kelly Pelisser

A decoração é rústica e aconchegante ao mesmo tempo, com madeira e pedra e uma parede inteira com uma adega de vinhos. Aliás, as opções dessa bebida são muitas, nacionais e importadas, inclusive em taças. Também tem chopp artesanal, HB (alemão) e outras opções de cervejas. No cardápio, porções (fritas, polenta frita, jamon serrano, queijo brie com mel e nozes…), pizzas individuais (salgadas e doces, incluindo sabores diferentes como salame de javali), hambúrgueres e carnes. Aliás, a carne é na parrilla, no estilo uruguaio, argentino. Tem bife de chorizo, filé à la pimienta negra ou o corte secreto (um contrafilé maturado a seco). De doce, dá para ir de pudim gourmet ou pizza individual de Morango Moreno ou Branca de Neve.

Pedido das amigas: hambúrguer australiano. Foto: Kelly Pelisser

Fui com duas amigas. Elas escolheram o Hambúrguer Australiano, que vem no pão australiano com maionese, hambúrguer Angus, Gorgonzola, bacon cebola caramelizada, acompanhada de fritas. Custa R$ 26,90. Eu escolhi o Trio Baby Burguer, três pequenos hambúrgueres, um com pão verde, hambúrguer Angus, queijo brie e jamon serrano, outro com pão vermelho, hambúrguer angus, tomate, alface e bacon, e outro com pão sépia, hambúrguer angus, tomate seco e peperoni. Esse é R$ 28,90. Os pedidos vieram rapidinho e tudo estava muito bom. Com o trio de hambúrgueres e um chopp HB, a minha conta saiu por R$ 53,60.

Meu pedido: trio de baby burgers. Foto: Kelly Pelisser

O lugar é muito legal, ideal para happy hour. Deu vontade de voltar outras vezes. Tem mesinhas na calçada nos dias de calor. Já, no friozinho, as portas ficam fechadas para dar um ambiente mais intimista e acolhedor. Agora que não é mais segredo, não precisa fazer reserva necessariamente, mas, como o lugar não é muito grande, é recomendado reservar.

 

Bar Secreto Wine & Beer

Onde (vou contar porque não é mais segredo. Hehe): Avenida Rubem Bento Alves, 4575, sala 03 (Perimetral Norte), ao lado da Nella Pietra Pizzaria, Caxias do Sul, RS

Horários: de terça à sábado, das 18h à meia-noite

Mais: Facebook

 

 

Bar do Luizinho, em Caxias do Sul (RS)

Almoço é buffet a quilo de segunda a sábado no Bar do Luizinho. Foto: Kelly Pelisser

Almoço é buffet a quilo de segunda a sábado no Bar do Luizinho. Foto: Kelly Pelisser

Talvez você já tenha ido ao pagode ou roda de samba nas noites de quinta a sábado do Bar do Luizinho, em Caxias do Sul. Mas, saiba que eles também servem almoço, com comida caseira ao quilo, de segunda à sábado. O cardápio varia a cada dia, mas tem saladas, massas e carnes, entre outros itens. O preço é R$ 37,90 ao quilo durante a semana e R$ 41,90 aos sábados.

No dia em que eu fui almoçar lá tinha arroz, e arroz com coco, camarão na moranga, batata frita, frango à milanesa, duas opções de massa, uma com molho vermelho e outra com molho branco. De salada, tomate, pepino, seleta de legumes, essas coisas básicas. A sobremesa é paga à parte e vem já num pratinho. Não tem cardápio fixo, também, mas me disseram que o pudim de Nutella é maravilhoso (mas não tinha no dia que eu fui, então, não provei). A comida é bem gostosa, com cara de caseira mesmo. Só não tem muita coisa para quem está de dieta. Nesse dia em que eu fui, ao menos, tudo tinha molhos ou era frito. O meu prato deu R$ 20,85, mais R$ 5 de um suco com laranja e cenoura (também tem opção de suco verde). No total, paguei R$ 25,85.

No último sábado de cada mês, o almoço é uma feijoada acompanhada de roda de samba. Aí, tem ingresso fixo, de R$ 30 o feminino e R$ 35 o masculino, para comer e ouvir o sambinha. Se a ideia for ir pagodear à noite e aproveitar o happy hour para petiscar, tem ingresso também, normalmente, de R$ 10 o feminino e R$ 20 o masculino, só pelo couvert artístico. No cardápio, dá para escolher itens de boteco, como sanduíches, escondidinhos e bolinho de feijoada. Para beber, cerveja de garrafa, chopp ou caipirinhas (naqueles copos de conserva, acho um charme). De dia ou de noite, são várias as opções do Luizinho.

 

Bar do Luizinho

Onde: Rua Jacob Luchesi, 3074, (em frente à Ceasa), bairro Santa Lúcia Cohab, Caxias do Sul, Caxias do Sul, RS

Horários: almoço, de segunda a sábado, das 11h às 13h30min, e à noite pagode, nas quintas,  sextas e sábados, das 18h às 2h.

Mais: Facebook

 

 

 

Novo container do Baitakão e chopp liberado por R$ 25, em Caxias do Sul (RS)

Achei bem legal a ideia do container do Baitakão para happy hour. Foto: Agnicayana Posser, divulgação

Achei bem legal a ideia do container do Baitakão para happy hour. Foto: Agnicayana Posser, divulgação

O Baitakão, de Caxias do Sul, inaugurou nesta segunda-feira um novo espaço. Um container, anexo ao BaitaBier (o espaço aos fundos do estacionamento da casa), suspenso em uma plataforma e com um deck de madeira. A ideia é que ele seja dedicado ao happy hour. O deck é um espaço ao ar livre, com mesinhas e cadeiras em metal e ombrelones (aqueles guarda-sóis gigantes). A parte interna do contêiner tem mesas de madeira e sofás (no estilo daquelas de casa de lanches) e cadeiras. Fui lá conhecer na inauguração e achei bem bacana o lugar.

Para acessá-lo, você precisa entrar no BaitaBier e subir por uma escadinha. O container está numa espécie de segundo andar. No total, 25 pessoas podem ficar acomodadas aí. Há banheiros masculino e feminino. Pode ser bacana reservar uma comemoração, por exemplo. O projeto é da arquiteta Ana Paula Kerpen. O container foi pintado em laranja. Ao lado dele, num muro, está um painel de 30 m² com uma foto da Ruta 40, a estrada mais longa da Argentina, para remeter à vida ao ar livre.

E a melhor parte deixei para o final: a partir deste sábado, dia 15 de outubro, até o fim do horário de verão, em 19 de fevereiro de 2017, o Baitakão terá chopp liberado entre 18h e 20h por R$ 25 por pessoa. Vale todos os dias, inclusive sábados e domingos e feriados, mas só para o BaitaBier e para o container, não para o salão principal do restaurante. Baita incentivo para o happy hour? E se for nesse espaço novo, então, num dia de sol, melhor ainda.

 

Baitakão

Onde: Rua Sinimbu, 175 (quase já chegando na BR-116), bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horários: todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 11h às 14h30min e das 18h à meia-noite.

Mais: site e Facebook

Mirico Cervas e Afins, loja de cervejas e bar para happy hour em Caxias do Sul (RS)

Fachada da Mirico. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Fachada da Mirico. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Conheci na última quinta-feira uma novidade bem legal em Caxias do Sul, a Mirico Cervas e Afins. A proposta é uma loja de cervejas, com espaço para happy hour (dá para provar a bebida e também tem comidinhas), além de uma loja de souvenirs. A ideia é do casal Miguel Castilhos e Luciane da Silva. O nome do espaço é uma homenagem ao Seu Mirico, barbeiro das antigas na Rua Alfredo Chaves, e avô do Miguel. A barba, aliás, é referência para decoração do novo ponto comercial. A loja foi projetada pelo arquiteto Alexandre Pinheiro Machado com ilustrações e temática idealizada pela Agência Moça de Caxias do Sul. O bar também terá degustações harmonizadas e workshops com cervejeiros.

Paraíso das cervejas artesanais. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Paraíso das cervejas artesanais. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

A história do empreendimento é interessante: nem o Miguel nem a Luciane tinham experiência na área. Só o sonho de montar um negócio próprio. O Miguel, inclusive, me contou que, por muitos anos, nem gostava de cervejas. Mas, provou uma importada na casa de um amigo e achou interessante. Foi conhecendo mais coisas, as artesanais, e se apaixonou por esse mundo. Com amigos, tinha uma espécie de confraria para provarem cervejas. Aí um dia veio o estalo: por que o negócio próprio não ser de cervejas?

Olha que querido: o seu Mirico e o neto Miguel, proprietário da loja. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Olha que querido: o seu Mirico e o neto Miguel, proprietário da loja. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

A loja de 200 metros quadrados fica Avenida Júlio de Castilhos, 3172, no bairro São Pelegrino, perto do Parque Cinquentenário. São mais de 200 rótulos de cervejas vendidos no espaço. A maioria são artesanais brasileiras. O menu para acompanhar as birras no happy hour é assinado pela chef Carolina Branchi, da Amada Cozinha. O cardápio foge do tradicional batata frita e aipim frito. Não terá isso lá. Para comer no Mirico, mini pizzas, paninis, salsicha bock e palha italiana são algumas das opções. A loja conta com presentes, acessórios de cerveja e alguns alimentos, como copos, camisetas, biscoitos e molhos, além de livros.

Uma graça essa decoração com bigodes. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Uma graça essa decoração do teto em madeira com bigodes. Foto: Luiz Henrique Bisol Ramon, divulgação

Logo na entrada tem um balcão, onde fica o bar. Ali do lado, estão as prateleiras da loja e duas geladeiras com cerveja gelada. Na parte da frente, com vista para a rua, ficam sofás no estilo retrô e mesinhas para aproveitar o fim de dia. Para tomar ali, os clientes poderão escolher entre as cervejas da geladeira ou duas opções de chopp (que variam conforme o dia). A loja ainda tem um andar inferior, que não está pronto ainda, que abrigará os workshops e cursos no futuro. A ideia é que a Mirico seja bem mais do que uma loja, mas um ponto de encontro para quem curte cervejas, lembrando muito espaços assim em grandes centros.

 

Mirico Cervas e Afins

Onde: Avenida Júlio de Castilhos, 3172 (perto do Parque Cinquentenário), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários: de terça a sexta, das 13h30min às 22h, e nos sábados, das 10h às 22h

Mais: Facebook