Empório Nova Aliança, em Caxias do Sul (RS)

Espaço onde ficava o varejo da Cooperativa Nova Aliança na Rua Feijó Jr foi transformado em empório. Foto: Jéssica Cogo, divulgação

Abriu o primeiro Empório Nova Aliança em Caxias do Sul e o segundo no Estado. A loja pertence à Cooperativa Nova Aliança, onde são vendidos os sucos, vinhos e espumantes da marca, além de comidinhas, como massas, biscoitos, geleias e frios. O primeiro empreendimento neste modelo foi aberto em Farroupilha no ano passado. Agora, o antigo varejo na Rua Feijó Jr, em Caxias, foi transformado em uma loja ampla, com muitas opções de produtos.

O espaço também conta com um mini museu, onde os visitantes podem conferir alguns equipamentos utilizados em vinícolas no passado, além de painéis que contam as histórias das cooperativas que formaram a Nova Aliança. Outra novidade bacana que a vinícola anunciou é que o prédio da antiga Cooperativa São Victor, na Rua Augusto Pestana, na Estação Férrea, será transformado em um museu. Essa cooperativa foi fundada em 1929 e ficava na região onde hoje estão o Umai Yoo e o espaço de eventos do Café de La Musique. Os prédios ao lado do Café, que hoje estão vazios, serão transformados no museu.

Espaço do Empório Nova Aliança também conta com um museu. Foto: Jéssica Cogo, divulgação

 

Empório Nova Aliança

Onde fica: Rua Feijó Jr, 164, bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários de atendimento: de segunda à sexta, das 8h30min às 12h e das 13h às 19h, aos sábados, das 8h30min às 12h e das 13h às 17h.

Mais: Facebook do Empório Nova Aliança

Anúncios

Festival de Churros, em Caxias do Sul (RS)

Barraquinhas oferecem muitas opções no Festival de Churros de Caxias do Sul. Foto: Kelly Pelisser

Siiiiim, é real: tem um Festival de Churros, na Praça das Feiras, em Caxias do Sul (RS), que começou na quinta-feira, dia 1º de março, e vai até o domingo, dia 4 de março. Durante a semana, a função começa no fim da tarde e no findi, ainda no início da tarde. Estão por lá dez food trucks de churros, mais alguns de outros tipos de comida, como hambúrgueres, pastel, hot dog, comida árabe e cerveja. Também tem um espaço coberto com uma lona com mesas e cadeiras e uma área com brinquedos infláveis para crianças. Não precisa pagar para acessar o espaço, que está concentrado na área da Praça das Feiras mais perto do shopping San Pelegrino, da Avenida Rio Branco.

Mas, vamos falar do que interessa: os churros! As barraquinhas vem de outros Estados, como São Paulo e Paraná. Algumas oferecem churros normais e todas têm churros gourmet – aqueles em que  você escolhe se quer recheio de doce de leite, Nutella, beijinho ou chocolate e mais coberturas, como granulados, paçoca, Ovomaltine, morango, Leite Ninho e pedaços de chocolates famosos, como Kit Kat ou Kinder Bueno. Em algumas barraquinhas, dá para escolher cobrir o churros com metade de cada cobertura. Os gourmets custam entre R$ 10 e R$ 15. Eu peguei um com recheio e cobertura de beijinho, e com morangos e Kinder Bueno por cima. Paguei R$ 15.

Tem também um barraca que vende churros salgados, com queijos, bacon, salaminho e outras opções, por R$ 15. Algumas oferecem churros espanhóis, com um potinho de doce de leite ou outro molho e os palitinhos de churros mais fininhos. Outras têm sorvete com esses palitinhos de churros. E um dos carrinhos é de bubble waffle, aquela iguaria que é modinha: um waffle com “bolhas, enrolado em forma de cone, recheado com sorvete, chocolate e coberturas que você escolher. Esse custa R$ 20.

Ou seja, é difícil escolher entre tanta coisa! Vale dar uma passadinha por lá!

 

Festival de Churros 

Onde: Praça das Feiras (no bairro São Pelegrino), entre a Avenida Rio Branco e a Rua Feijó Jr, próximo ao Shopping San Pelegrino), em Caxias do Sul (RS)

Quando: de quinta-feira, dia 1º, a domingo, dia 4 de março de 2018

Horários: sexta-feira, dia 2, das 17h às 22h, no sábado, dia 3, das 13h às 22h, e no domingo, dia 4, das 12h às 21h.

Pista de kart da Kartland Sul Racing no Iguatemi Caxias, em Caxias do Sul (RS)

Pista da Kartland Sul Racing foi montada no estacionamento do shopping Iguatemi Caxias. Foto: Fabio Koenig, divulgação

Para quem curte automobilismo e velocidade, agora tem uma pista de kart no estacionamento na parte da frente do Iguatemi Caxias. O empreendimento da Kartland Sul Racing é permanente e conta com uma pista de aproximadamente 400 metros de extensão montada com contenções de pneus. São nove curvas e retas de até 75 metros, com traçado que será alterado periodicamente.

A Kartland tem sete karts adultos, com motores 6,5hp, para pilotos acima de 1,50m; e um kart júnior, para crianças de 6 a 12 anos, com mais de 1,20m de altura. Mas menores de idade só podem correr com a presença dos pais. Funciona por baterias, ou seja, como competição. Ou você junta um grupinho de amigos para correr. Ou se inscreve e espera fechar o número de interessados para uma bateria. Dá para alugar o kart por períodos de 10, 20 ou 30 minutos. Você recebe equipamentos de segurança, que são um colete protetor de costelas, luvas, balaclava (aquela touca ninja) e capacete. Para correr, é preciso usar calçado fechado, de preferência, tênis. Quem tem cabelo comprido precisa prendê-lo em um coque baixo. Também não dá para andar de kart de gravata, cachecol ou com casacos abertos, por questões de segurança.

Eu fui convidada a correr de kart para um vídeo que vocês poderão conferir no Facebook do Iguatemi Caxias logo, logo. Eu não dirijo carros, mas foi bem tranquilo. Um kart só tem freio e acelerador e, óbvio, o volante. Mas, eu fui bem devagarinho para não bater. Ahaha. E cumpri minha meta, não bati nem nos pneus, nem em outros carros. Ahaha. Algumas das curvas são bem fechadas e difíceis para alguém que não está acostumado a pilotar. Mas, os 20 minutos de pista passaram voando. Isso quer dizer que é porque é divertido.

Os preços para correr variam de R$ 35 a R$ 75, dependendo do tempo e da quantidade de pessoas. A Kartland funciona diariamente, na parte da tarde. Em caso de chuva, as corridas são canceladas. Dá para fazer agendamentos pelo telefone/Whattsapp (54) 99703.0000.

 

Kartland Sul Racing

Horários: de segunda-feira a sábado, das 14h às 22h; e aos domingos e feriados, das 14h às 20h

Ingresso: 10 minutos: R$ 35 (somente de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h)

Individual

Grupo mínimo de 6 pessoas

Kart Júnior

20 minutos

R$ 60

R$ 55

R$ 45

30 minutos

R$ 75

R$ 70

R$ 55

 

Onde: estacionamento do Iguatemi Caxias

Mais informações: Facebook da Kartland Sul Racing

Bailinho de Carnaval gratuito no Iguatemi Caxias

Foto: Pixabay, divulgação

Na na nina não, Carnaval ainda não acabou! Quem tem filhos, sobrinhos, netos, afilhados e quer levá-los para mais um dia de folia tem Bailinho de Carnaval no shopping Iguatemi Caxias, em Caxias do Sul (RS), neste sábado, 17 de fevereiro, na Praça de Eventos (na parte dos fundos), das 15h às 21h. E o melhor: a entrada é gratuita!
Essa é a programação para quem pretende ir com a criançada:

15h – Abertura da Bailinho
16h – Teatrinho com Zão e Zoraida do Grupo Ueba
17h – Show de Mágica
18h – Concurso de Melhor Fantasia com Promoção
19h – Coreografia de Carnaval
21h – Encerramento do Bailinho

Pousada dos Capuchinhos e outras atrações de Vila Flores (RS)

Voltei a visitar a fofurice de cidade que é Vila Flores (RS), na Serra gaúcha. Passei um findi lá, hospedada na Pousada dos Capuchinhos e revisitando atrações que eu já tinha passado, mas, dessa vez com meus pais. Eles amaram tudo! E eu adorei rever e já estou querendo voltar. Por isso, reuni nesse post o melhor do que ver e fazer por lá.

Pousada dos Capuchinhos 

Eu me apaixonei por esse pátio. Foto: Kelly Pelisser

Começamos pela Pousada dos Capuchinhos. O lugar é simplesmente incrível! Foi reformado há pouco tempo e tem instalações dignas de hotel (não se engane com o nome ‘pousada’). Fica no prédio do antigo Seminário Santo Antônio, que funcionava por lá entre os anos 1940 e 2005. O ambiente é de paz em todos os cantos. A pousada conta com um pátio lindo com fonte, bancos, ombrelones e estátua de São Francisco de Assis em barro, que é um encanto só. Na parte de trás, ficam três piscinas ao ar livre, onde dá para tomar banho de sol. Depois, há três piscinas cobertas aquecidas e com jatos de hidromassagem sensacionais (uma delícia! Leve muitas roupas de banho porque você vai viver nessas piscinas, independentemente do tempo. Eu já tava murcha de tanto ficar na água. Ahaha). Ali do lado, fica a academia da pousada e um bar. Para crianças, há um parquinho do lado de fora, uma área kids interna e também piscinas rasas tanto externa quanto interna. Para os adultos, há uma sala de jogos. Outra atração na parte interna é uma capela com vitrais maravilhosos e música gregoriana, onde, eventualmente, são rezadas missas. Do lado de fora, tem uma gruta dedicada à Nossa Senhora de Lourdes.

Capela da pousada. Foto: Kelly Pelisser

Piscinas externas da pousada. Foto: Kelly Pelisser

Na pousada, também há um wine bar super cool com o balcão decorado com rolhas. Ali são servidos os produtos da Vinícola Frei Fabiano, que fica ao lado e também é propriedade da Ordem dos Freis Capuchinhos. Aliás, ali pertinho ficam os parreirais da vinícola, que é um passeio bonito se você gosta de caminhadas em meio à natureza. Os produtos da vinícola também estão à venda num varejo no saguão de entrada da pousada.

Piscinas cobertas da pousada. Foto: Kelly Pelisser

Outro destaque é o café da manhã, simplesmente o melhor café de hotel em que eu já fiquei hospedada na vida! Nem querendo, dá para provar de tudo, de tantas opções, tem frutas, panquecas, bolos mil (incluindo com opções integral, sem lactose e sem glúten), e bolos da moda, como naked cake. Sério, acorde cedo para tomar o café que vale muito a pena! É uma atração à parte.

Imagem no pátio da pousada. Foto: Kelly Pelisser

A pousada costuma lotar aos finais de semana, então, é bom você se planejar com antecedência. Já durante a semana, é mais tranquilo. Há cinco tipos de quarto, do standard a suítes. Os preços para diárias aos finais de semana para uma pessoa variam de R$ 115 a R$ 440, para casal de R$ 200 a R$ 440, e em apartamento triplo, de R$ 260  R$ 490 (nessa opção, não há suítes). Já durante a semana, os apartamentos singles custam entre R$ 90 a R$ 350 a diária, os duplos, de R$ 160 a R$ 350 e o triplo, de R$ 210 a R$ 400. No valor, está incluso o café da manhã. A pousada serve jantar de segunda a sábado por R$ 25 por pessoa. Tudo é maravilhoso, com destaque para as piscinas aquecidas e para o ambiente de paz. Sério, você desliga de tudo lá fora. A única coisa ruim da pousada é que não dá vontade nenhuma de voltar para casa na saída. Ahah.

Restaurante Mascaron

Hall do restaurante tem objetos antigos, que evocam a memória da família e da cidade. Foto: Kelly Pelisser

Estando em Vila Flores, você precisa conhecer o Restaurante Mascaron. Fica no Centro, há umas duas quadras da Pousada dos Capuchinhos. O lugar é lindo e reúne diversos objetos que contam a história da família Brandalise, proprietária do empreendimento, e da própria imigração italiana. O restaurante abre para almoço de terça a domingo e para jantar nas sextas e sábados. Durante a semana, ao meio-dia, há a opção de buffet a quilo. Nos finais de semana, é só buffet livre por R$ 40 por pessoa. À noite, serve à la carte. É parada certa por lá.

Padaria Villa do Pão – Casa Fiori

Balanço antigo no balcão da Villa do Pão. Foto: Kelly Pelisser

Outro lugar imperdível na cidade é a padaria Villa do Pão – Casa Fiori que fica numa casa centenária, também no centrinho, perto da igreja matriz. A construção é linda e lá dentro também estão reunidos objetos antigos de famílias italianas. O destaque são os pães caseiros gigantes e os biscoitos super gostosos. Há salas com mesas e cadeiras, onde é possível sentar e provar salgados e tortas.

Filó de Vila Flores

Cantoria no filó de Vila Flores é acompanhada por gaitas. Foto: Kelly Pelisser

Um programa obrigatório é ir no Filó de Vila Flores. A apresentação é feita por artistas da própria comunidade, sob agendamento, para grupos entre 40 e 80 pessoas. Normalmente, nas sextas e sábados à noite sempre tem, com início às 20h e duração de três horas e meia. Mas, eventualmente, são feitos filós também durante a semana se tiver o interesse de grupos. Casais, famílias, pequenos grupos ou pessoas sozinhas devem verificar a disponibilidade de vagas. É preciso reservar antes por telefone. O preço por pessoa é R$ 90. A festa inclui um teatro sobre a saída dos primeiros imigrantes da Itália e chegada ao Brasil, muita cantoria, jogos e comida, claro. Tem polenta, bolo, grostoli, biscoito, queijo, salame, pão, pinhão, vinho e suco. É garantia de muitas risadas.

Ateliê L’Arte Ceccato 

Representações de São Francisco de Assis são tema constante. Foto: Kelly Pelisser

Localizado na comunidade de Linha Aimoré, a cerca de 2,5 quilômetros do Centro de Vila Flores, o Ateliê L’Arte Ceccato é onde a artista Benedita Ceccato produz peças lindas em argila, com motivos religiosos e do cotidiano. Dá para comprar muita coisa para enfeitar a casa. Por lá, a família também recebe os visitantes para contar um pouco sobre a história dos imigrantes italianos e mostrar plantas medicinais. Tem um relógio do corpo humano no jardim, aquele que mostra, de acordo com as horas, as ervas indicadas para tratar cada órgão. Para fazer a Terapia Caminhante pelo trecho, é preciso agendar para grupos. Mas é possível apenas dar uma passada para visitar e ser muito bem recebido pela família.

Dica: Vila Flores tem pouco mais de 3 mil habitantes e está localizada a cerca de oito quilômetros de Veranópolis pela BR-470 (sentido Nova Prata). O acesso é super tranquilo. Tudo é muito pertinho. Tem rodoviária por lá, que está a duas quadras da Pousada dos Capuchinhos. Eu e meus pais fomos de ônibus e fizemos tudo a pé. O único lugar que tem que ir de carro é o Ateliê L’Arte Ceccato. O táxi até lá, a partir da pousada, saiu por R$ 15. Ou seja, mesmo sem ter carro, dá para ir tranquilamente.

Mais informações:

Facebook da Pousada dos Capuchinhos

Facebook do Restaurante Mascaron

Facebook da Padaria Villa do Pão

Facebook do Filó de Vila Flores

Facebook do Ateliê L’Arte Ceccato 

 

Stand up paddle na SUP Caxias, em Caxias do Sul (RS)

Eu provando que consegui ficar de pé na prancha e até dar tchauzinho. Ahaha

Fazia tempo que eu via equipamentos de stand up paddle (SUP) para alugar em praias de águas mais calmas e queria fazer, mas nunca fui lá e efetivamente fiz. Pois acabou que a minha primeira experiência com o stand up paddle foi em Caxias do Sul (RS) mesmo. Sim, tem SUP em Caxias! Na represa São Miguel, no bairro Fátima, na área do Sesi. Por lá, o pessoal do SUP Caxias dá aulas regulares nas terças, quintas e sábados, das 11h ao meio-dia, de SUP, canoagem e canoa havaiana. Ou tem a possibilidade de alugar os equipamentos nos finais de semana de verão, a partir das 15h, por R$ 35 por pessoa. Ah, sim, para quem não sabe, stand up paddle é aquele esporte que utiliza uma prancha grande, onde a pessoa fica em pé, remando.

As turmas fixas, para você praticar como um esporte regular, são todo o ano, mesmo se o tempo não estiver lá essas coisas. Só cancelam mesmo em caso de chuva forte com risco de raios. A mensalidade para fazer uma vez por semana custa R$ 120. As aulas tem como saída o mesmo ponto onde funciona o projeto Remadas Solidárias, ao lado de uma quadra de esportes do Sesi.

Eu fiz uma aula de stand up paddle. Você recebe um colete salva-vidas, a prancha e o remo e as instruções do professor de como fazer para ficar em pé, remar e frear. O instrutor fica no pier de madeira na represa.  Achei bem tranquilo ficar em pé na prancha. Você começa sentado de joelhos na prancha. O momento mais tenso é na primeira vez que você faz isso. Suas pernas tremem e por alguns segundos parece que você não vai conseguir se equilibrar em pé. Mas, passada essa tensão inicial, vê que é bem tranquilo. Você deve remar algumas vezes para a direita e outras para esquerda. Quando pegar a manha, é só curtir o visual da represa. Claro que leva um tempo para aprender bem, mas, na primeira aula, já dá para ficar de pé e se deslocar sem problemas. Minha meta era não cair na água e eu não caí. Ahaha. Ah, mas, se for o caso, é só levar uma roupa extra e toalha de banho, que tem vestiários por lá.

Para quem se interessou, dá para entrar em contato pelo telefone (54) 98119.7967 ou pelas redes sociais, o Facebook do SUP Caxias ou o Instagram do SUP Caxias.

Blocos de Carnaval 2018 em Caxias do Sul (RS)

Bloco da Velha, maior e mais tradicional da cidade, muda de endereço esse ano e vem com novo formato. Foto: Gene Toscan, divulgação

Alalalaooooo!!! O blog adora Carnaval de rua e reuniu uma listinha de blocos que vão sair em 2018 em Caxias do Sul. No sábado, o Acadêmicos do Luizinho e o Bloco da Ovelha dão o start da folia. No domingo, é a vez do Bloco da Velha, o mais tradicional da cidade, que vem em novo formato, sem deslocamento e com possibilidade de compra de camarotes. Na terça, é a vez do Zanuzi colocar o bloco na rua. Para quem ficou com gosto de quero mais, no domingo seguinte, dia 18, tem a saideira, com o MaraCaxias, também em frente ao Zanuzi.

 

Programação dos blocos de Carnaval de Rua 2018

Sábado, dia 10 de fevereiro de 2018

Acadêmicos do Luizinho

O bloco do Bar do Luizinho se reúne na Rua Jacob Luchesi, no bairro Santa Catarina, entre as 16h e a meia-noite. Haverá apresentações da bateria da escola Samba Show, o grupo de pagode Pura Curtição, o DJ Lilo Lorandi e do bailarino Rodrigo Scherer, do grupo de dança MIXturado. A entrada é gratuita. Mas quem quiser pode comprar o abadá, que dará direito a entrada ao espaço interno do bar. O primeiro lote custa R$ 30. Há ainda a opção de Camarote Open Bar, com o primeiro lote a R$ 150. O camarote da direito a um abadá, open bar de vodka, energético, chopp Brahma, refrigerante, água, mais banheiro exclusivo, vista privilegiada para a folia na varanda. O evento contará ainda com Espaço Kids, para quem quiser levar a criançada, e Espaço Pet, para os bichos de estimação, com água fresca, sombra e ração.

Bloco da Ovelha

O Bloco da Ovelha é para quem é guerreiro, começa às 10h e vai até 22h. E ainda tem after, no Baile do Pestana, no Zero 54. A concentração começa na Paralela, na Rua Tronca, 3.483, bairro Rio Branco. O deslocamento começa às 15h30min e será menor do que em outros anos (por negociação com a prefeitura, para não atrapalhar o trânsito), saindo pela Rua Tronca até a Rua Feijó Jr., em direção à Praça das Feiras, onde o bloco se acomoda. O fim da apresentação da bateria é às 19h, mas a função segue até 22h. Depois, às 23h, começa o Baile do Pestana, no Zero 54. Para quem quiser colaborar com a folia, tem abadás. As regatas custam R$ 45 e as camisetas, R$ 50. A venda é feita pelo site www.paralela.org. Com abadá, isenta a entrada na festa depois.

 

Domingo, dia 11 de fevereiro de 2018

Bloco da Velha

O Bloco da Velha chega à oitava edição e, pela primeira vez, será em um local único, sem deslocamento. E num endereço diferente, diga-se de passagem. O bloco agora estará concentrado na Rua Dom José Barea, entre as Ruas Andrade Neves e Treze de Maio, próximo à Maesa (na região do La Birra), das 13h às 21h. Os bares seguem até 22h e os food trucks, até 23h. A estrutura contará com food trucks, bares oficiais, cervejarias artesanais, banheiros químicos e dois telões de LED para acompanhar o que acontece no palco. No trio elétrico, a animação ficará por conta da personagem anfitriã do Bloco, Dona Bastiana, interpretada pelo ator Davi de Souza, do DJ Mono, e do bailarino Rodrigo Scherer, com os instrutores de dança do projeto MIXturado, ao som das tradicionais marchinhas de carnaval, samba, frevo e axé, interpretadas pela Banda Bloco da Velha, orquestrada pelo músico Dan Ferretti.

Para quem ficar ao longo da Dom José Barea, o acesso é gratuito, mas não será permitida a entrada com comida e bebida. Haverá duas áreas pagas. O camarote open bar, que fica próximo ao palco, com sombra, banheiro exclusivo, e que dá direito à abadá e copo. Ali, tem open bar de cerveja artesanal, água, refrigerante, catuaba, vodka e energético. O segundo lote custa R$ 150 e o o terceiro, R$ 180. É possível circular pelas áreas gratuitas e voltar para o camarote ao longo da festa. Uma outra área foi destinada a quem comprar o abadá, com sombra, banheiro exclusivo e copo. Esse setor tem acessibilidade. O segundo lote sai por R$ 60 e o terceiro por R$ 70. O acesso a essas áreas podem ser comprados no Arco da Velha Livraria e Café, na Rua Dr. Montaury, 1.570, no Centro. O bloco diz que tanto as áreas pagas quanto a proibição de levar bebida e comida de casa foram formas de ajudar a custear a festa, que se tornou muito grande e muito cara. O bloco ressalta que não tem fins lucrativos e, após o acerto operacional do evento, terá o valor excedente revertido inteiramente para a Apae, Liga Feminina de Combate ao Câncer de Caxias do Sul e Patna.

 

Terça-feira, dia 13 de fevereiro de 2018

Bloco Zanuzi

O bloco se reúne em frente ao Restaurante Zanuzi, na Rua Alfredo Chaves, entre a Sinimbu e a Júlio de Castilhos, das 17h às 22h. A animação fica por conta da Banda Bloco da Velha e Dj Mono. A entrada é gratuita. Há venda de bebidas e comidas dentro do restaurante e em quiosques montados na rua.

 

Domingo, dia 18 de fevereiro de 2018

Bloco Zanuzi + Maracaxias

Para fechar o Carnaval de Caxias, o coletivo formado por Maracatu Baque dos Bugres, Maracatu Truvão, Sucata Sonora e Danças de Lá pra Cá, Dan Ferretti e os Homens da Meia Noite, Orquestra Frevo Ma Non Troppo e Zanuzi trazem a percussão para o Carnaval caxiense. O cortejo sai da Praça Dante Alighieri às 16h, seguindo pela Avenida Júlio de Castilhos até o Restaurante Zanuzi, na Rua Alfredo Chaves. O encontro contará com a apresentação de músicas populares sob ritmos como ijexá, maracatu, ciranda, côco e forró. A entrada é franca e a função rola até 22h.