Blocos de Carnaval em Caxias do Sul 2019

Bloco da Velha é o mais tradicional da cidade. Foto: Daniela Xu

Alalalaôoooo!!! Carnaval tá aí e o bloco preparou uma listinha de blocos de Carnaval para cair na folia neste 2019!

 

1º de março (sexta)

Maracaxias

Em 2019, o Maracaxias sai na sexta, dia 1º de março. O Maracatu Baque dos Bugres contará com a parceria da Nação Tambores da Vila, de Porto Alegre/Alvorada, para fazer a festa. Nesta edição, vão prestar uma homenagem especial às tradicionais cortes das Nações de Maracatu pernambucanas. A concentração é na Praça da Bandeira (antigo camelódromo) a partir das 18h, saindo com o cortejo às 19h30min. O deslocamento será pela Avenida Júlio de Castilhos, em direção à Praça Dante Alighieri. A entrada é gratuita. A previsão é que a festa siga até 22h.

02 de março (sábado)

Bloco da Ovelha

O Bloco da Ovelha – 5 anos: Memorial do apocalipse chega no sábado. A galera se concentra a partir das 9h, na Casa Paralela, na Rua Tronca, 3483. Dali, a saída do bloco será ao meio-dia, passando pelas ruas Feijó Jr, Os 18 do Forte, Coronel Flores e Dr. Augusto Pestana. A apoteose será na Praça das Feiras, no bairro São Pelegrino, às 15h. A festa rola por lá até 20h. Depois, o povo segue para o Carnaval Infinito, com previsão de início às 22h, no Ponto de Cultura UAB Cultural. Havia venda de abadás do Bloco da Ovelha, mas os pedidos já estão encerrados.

Bloco do Luizinho

O Bar do Luizinho promove sua já tradicional festa no sábado na Rua Jacob Luchesi, bem em frente ao bar, que estará trancada ao trânsito de veículos. Ali, os foliões se reúnem entre 16h e meia-noite. A festa terá como atrações o grupo Samba Show, mais o Dj Lilo Lorandi e os grupos Sem Razão e Pura Curtição. Para aproveitar o Carnaval na rua, não se paga nada. Mas, quem quiser, pode comprar o abadá, com custo de R$ 35 no 1º lote, à venda no bar ou no espaço do Luizinho na Festa da Uva. Há ainda a opção do camarote, que dá direito a um abadá, open bar de vodka, energético, chopp, refrigerante, água e comidinhas de boteco. E conta com banheiro exclusivo e vista privilegiada para a folia. Os ingressos dos camarotes no 1º lote custam R$ 130.

03 e 05 de março (domingo e terça)

Bloco da Velha

O maior e mais tradicional carnaval de rua da Serra Gaúcha tem uma novidade esse ano. Pela primeira vez, o Bloco da Velha terá dois dias. Além do domingo, já tradicional, o bloco sairá novamente na terça-feira de Carnaval. Nos dois dias, a função rola na Rua Dom José Barea, entre as Ruas Andrade Neves e Treze de Maio, próximo à antiga Maesa (perto do La Birra). A festa no domingo ocorrerá das 14h às 22h e na terça, das 15h às 22h. O comando dessa bagunça organizada é com a Banda Bloco da Velha, em revezamento com o DJ Jorge de Jesus, o Mono, e a musa do bloco, a Dona Bastiana – personagem do ator Davi De Souza. Os instrutores de dança do Mixturado se apresentam nos dois dias, com coreografias especiais para o Bloco da Velha. No domingo, estarão no palco também o Samba de Moça, grupo de música formado somente por mulheres, e o Batucada Afro-brasileira (que mixa os conjuntos Sabar África e Sucata Sonora com integrantes do Studio de Danças Camila Oliveira), que retorna na terça para completar o segundo dia de festa. Nesse ano, o Bloco da Velha homenageará o cantor e compositor Cartola, considerado um dos maiores sambistas do país e fundador da Estação Primeira de Mangueira, uma das mais importantes escolas de samba do Rio de Janeiro. Os dois dias do evento têm entrada franca para quem ficar pela rua. Mas, quem quiser sambar uniformizado, pode comprar os abadás no valor de R$ 40 na Livraria Do Arco da Velha.O abadá do Bloco da Velha dá direito a livre acesso no La Birra nos dois dias do evento, mais um chopp de cortesia. Há ainda a opção de comprar ingressos para os camarotes, em uma área exclusiva próxima ao palco, com sombra, banheiro exclusivo e abadá, além de open bar de chopp La Birra, água, refrigerante, Catuaba, vodka e energético. Os ingressos para o camarote custam no 1º lote: R$ 130 (um dia)  e R$ 200 (dois dias); no 2º lote: R$ 150 (um dia) e R$ 240 (dois dias); e 3º lote: R$ 180 (um dia) e R$ 280 (dois dias).

 

15 de março (sexta-feira)

Bloco Afro Navio Negreiro

O bloco chega no pós-Carnaval com uma proposta de valorizar a cultura afro-brasileira. A concentração será na Praça Dante Alighieri, às 20h. O deslocamento será pela avenida Júlio de Castilhos até a Moreira César, acessando a rua Os Dezoito do Forte. Em seguida, passará pela Coronel Flores até a Dr. Augusto Pestana, onde encerra na Estação Férrea. A previsão de encerramento é às 22h.

 

Anúncios

Osteria del Torchio, em Caxias do Sul (RS)

Vinícola tem paisagem linda em meio à natureza. Foto: Kelly Pelisser

Imagine um lugar com uma paisagem linda, com morros e natureza, onde é servida pizza assada no forno à lenha e ainda tem uma vinícola do lado! Essa é a Osteria del Torchio, junto à vinícola Don Severino, na 4ª Légua, interior de Caxias do Sul (RS). O espaço funciona no porão da casa dos proprietários, bem ao estilo osteria. Atende sempre aos sábados, a partir das 19h, mas é preciso reservar antes. Durante a semana, também pode funcionar qualquer dia, mas aí só com agendamento e para, no mínimo, um grupo de 10 pessoas.

Além das pizzas, dá para provar os vinhos e espumantes da vinícola Don Severino. Foto: Kelly Pelisser

Para chegar, um dos jeitos mais fáceis de acesso é vindo pelo bairro de Galópolis. Ao seguir pela estrada municipal em direção à 4ª Légua, é preciso acessar uma estrada de chão à esquerda, junto a um capitel que indica a localidade de Vitoretto. Aí, tem mais uns dois quilômetros de estrada de chão. Ah, saindo de Caxias, dá uns 15 quilômetros do Centro.

Logo na chegada, a paisagem já encanta. Se puder ir para ver o por do sol por lá, melhor. A vista da vinícola e osteria dá para morros (o sol se põe no lado contrário, mas, mesmo assim, o espetáculo é bonito). A osteria é simples, decorada com objetos de família, e abriga até 40 pessoas.

A osteria fica no porão da casa dos proprietários. Foto: Kelly Pelisser

No sábado, dia em que está sempre aberta, funciona no sistema à la carte. Cada pizza custa R$ 60 e serve duas pessoas (ou até três, dependendo da fome). Se for um grupo de 10 pessoas ou mais (então, reservas podem ser feitas para qualquer dia da semana), é possível servir no sistema de rodízio, por R$ 45 por pessoa. A pizza tem massa de fermentação longa, de 24 horas, feita com farinha italiana, é daquelas bem fininhas (tipo pizza da Itália mesmo). O cardápio do à la carte tem mais de 20 sabores, incluindo salgadas e doces. Vários deles são sazonais, já que privilegiam ingredientes locais e nem todos estão à disposição o ano inteiro. Aliás, alguns dos ingredientes vem da propriedade mesmo.

Essa é a pizza de banana com canela. Foto: Kelly Pelisser

Fui conhecer a osteria junto com um grupo de mulheres super divertidas que se chama Grupo das Jackie’s (porque todas elas se chama Jaqueline! O grupo tem 28 mulheres com o mesmo nome que se reúnem periodicamente para celebrar a amizade!). A proposta foi harmonizar as pizzas com os vinhos da vinícola Don Severino. Esse serviço de harmonização foi feita pela Dolcetto, empresa que proporciona cursos, degustação e outros serviços para descomplicar o vinho. Já que era um grupo, fomos no sistema rodízio. Foram servidos 13 sabores de pizza: marguerita, lombo canadense com abacaxi, brócolis com lâminas de amêndoas, tomate seco com rúcula, romana, parma com figo, picanha uruguaia com alho, angus com palha, cinco queijos, galo caipira com catupiry, banana com canela, morango moreno e branco com nozes. Para harmonização, foi apresentada a seguinte sequência de vinhos: branco lorena, rosé de uva isabel, cabernet sauvignon e um espumante moscatel. Gostei de todos os vinhos, mas destaco, especialmente, o lorena e o rosé de isabel, que são variedades comuns de uva, mas proporcionam vinhos bem interessantes e levinhos. As pizzas são muito, muito maravilhosas! Massa bem sequinha e cobertura feita no capricho!

Pizzas são assadas no forno à lenha. Foto: Kelly Pelisser

 

Eu amei tudo: a paisagem (se puderem, vão ainda com luz com sol para fazer ótimas fotos), a pizza estilo italiano e os vinhos, além do atendimento super cordial. É um passeio que vale à pena numa região de Caxias ainda pouco explorada tanto por moradores quanto por turistas. Inclusive, a vinícola também oferece roteiros turísticos, sob agendamento, para caminhar ou ir de trator conhecer o entorno. Fiquei com vontade de voltar para fazer esses passeios e também para ver o sol se por, junto com pizza e vinho.

 

 

Osteria Del Torchio

Onde fica: capela São Vitor, Estrada Municipal São Vitor, 4ª Légua, bairro Galópolis, junto à Vinícola Don Severino, Caxias do Sul, RS

Horários: aberta aos sábados, a partir das 19h, mas é preciso fazer reserva. Durante a semana, atende apenas sob agendamento, para grupos de, no mínimo, 10 pessoas. Reservas pelo WhatsApp: (54) 99901.2012 ou pelo (54) 3054.0732.

Mais: Facebook da Osteria del Torchio

Passeio de Maria Fumaça, em Bento Gonçalves (RS)

A Maria Fumaça passa pelas estações de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. Foto: Kelly Pelisser

O post mais lido do blog em janeiro foi aquele falando que o passeio de Maria Fumaça está com desconto, nesse verão, para moradores de 37 cidades da Serra gaúcha. Então, eu fui também aproveitar esse valor promocional, que segue até 31 de março de 2019, para contar para vocês como é o passeio. Eu já tinha feito duas vezes, mas há muitos anos. O antigo trem percorre 23 quilômetros entre as cidades de Bento GonçalvesGaribaldi e Carlos Barbosa. O trajeto leva cerca de uma hora e meia.

No trem, há apresentações artísticas. Foto: Kelly Pelisser

Você faz a viagem em apenas um dos sentidos. Ou embarca em Bento Gonçalves e vai até Carlos Barbosa (com uma parada em Garibaldi) e depois volta de ônibus para Bento. Ou vai de ônibus até Carlos Barbosa e faz o trajeto inverso com a Maria Fumaça, até Bento Gonçalves. Eu fiz a primeira opção (a escolha é da Giordani Turismo, a operadora do passeio, conforme a disponibilidade na data pretendida). Na estação de Bento Gonçalves, há apresentação de música italiana e degustação de vinho seco e suave e suco de uva tinto e branco. Logo em seguida, se embarca no trem. Lá dentro, há apresentações de teatro, de música gaúcha e de música italiana, interagindo com os turistas. A paisagem lá fora, na maioria das vezes, não é tão bonita, já que o trem percorre uma área urbana e até corta rodovias.

Nas plataformas, há apresentações e degustação de bebidas. Foto: Kelly Pelisser

Há uma parada de 15 minutos na estação férrea de Garibaldi, onde também há apresentações artísticas e degustação de espumante moscatel. De volta ao trem, há ainda um show de tarantela. Mas essa é a parte mais rápida da viagem, já que Carlos Barbosa é bem pertinho. A Maria Fumaça viaja entre 20 e 30 km/h nesse passeio turístico. O trem foi construído nos Estados Unidos nos anos 1940 e era utilizado para o transporte de minério em Santa Catarina antes de levar os visitantes na Serra gaúcha. O passeio acaba na Estação de Carlos Barbosa, onde há mais um show de canções italianas. Ali, os ônibus esperam os turistas que voltarão para Bento Gonçalves. E os que chegaram de ônibus embarcam para o passeio de Maria Fumaça.

O passeio leva cerca de uma hora e meia. Foto: Kelly Pelisser

Nesse período da promoção, os ingressos para moradores dessas 37 cidades custam R$ 68 e também dão direito a visitar o Parque Epopeia Italiana. E ainda parte da renda será destinada para ajudar o Instituto do Câncer Infantil. A visita ao parque, que fica ao lado da Estação da Maria Fumaça em Bento Gonçalves e conta um pouco da história da imigração italiana, com cenários, um filme e atores, dura 35 minutos. O horário da visitação estará definido no ingresso, e poderá ser antes ou depois do passeio de Maria Fumaça. No meu caso, foi depois, na volta.

Para comprar os ingressos na promoção, é necessário apresentar comprovante de residência recente na bilheteria da Estação de Bento Gonçalves ou Epopeia Italiana. A compra deve ser efetuada presencialmente, nas bilheterias, pela Central de Atendimento no (54) 3455.2788 ou pelo e-mail faleconosco@giordaniturismo.com.br (nesse caso, o pagamento pode ser feito por depósito ou transferência bancária). Crianças com até cinco anos estão isentas.

O preço normal, fora da promoção para as 37 cidades, para a Maria Fumaça mais Epopeia Italiana é R$ 135. As saídas da Maria Fumaça não têm um cronograma fixo, mas normalmente ocorrem às quartas, sextas, sábados e domingos (mas nem em todos esses dias todas as semanas). Os horários também são variáveis, mas as saídas costumam ser às 9h, 10h, 14h e 15h. Por isso, é importante consultar a Giordani Turismo sobre a data pretendida.

Confira aqui o post com a lista das 37 cidades da Serra que tem desconto no passeio de Maria Fumaça até o dia 31 de março de 2019.

Quiero Café, em Caxias do Sul (RS)

Alfajor Supremo e Quiero Cookie com café. Foto: Kelly Pelisser

Inaugurou faz pouco o Quiero Café em Caxias do Sul (RS). É uma franquia, com lojas em outras cidades do Estado, que oferece um horário de atendimento e um cardápio bem amplos. A casa atende de segunda a sábado, das 8h às 23h, e domingos, das 16h às 22h. Com isso, oferece desde opções para café da manhã ou da tarde (com foco em cafés e docinhos, incluindo taças decoradas), almoço e happy hour. Os pratos quentes, inclusive, podem ser pedidos a qualquer hora. Ou seja, dá para almoçar em qualquer horário.

O cardápio tem cafés a partir de R$ 4,90. Aqueles mais incrementados, com chantilly e outros ingredientes, estão na faixa de R$ 11,90 a R$ 18,90. Destaco aqui dois que me chamaram a atenção: um café com alfajor (amo alfajor!) e um com stroopwafel (aquele biscoitinho holandês que eu adoro também). Para comer, tem medialunas, pão de queijo, tortas, brownie, açaís, salada de frutas, omelete, sanduíches, baguetes. As taças decoradas custam na faixa de R$ R$ 21,90 a R$ 29,90. Para almoçar, tem opções com carne ou peixes, acompanhadas de arroz (inclusive integral), legumes, batatas, ou massa, por preços entre R$ 21,90 a R$ 44,90. Na hora do almoço, o cafezinho sai por conta da casa. Também tem saladas, onde dá para acrescentar frango, tilápia, filé ou salmão.

Para o happy hour, tem polenta frita, batatas com misturas, coxinha da asa de frango frita, entre outras opções. O preço varia de R$ 21 a R$ 58. Para beber, tem cervejas, sucos, espumantes e vinho (inclusive em taça). Os drinks estão na faixa de R$ 16 a R$ 22.

Eu fui conhecer o café de tarde, então, acabei optando por um Alfajor Supremo, que vem com um alfajor aquecido partido ao meio, servido com doce de leite ou Nutella (eu escolhi o doce de leite) mais calda de chocolate e Ovomaltine. Esse custa R$ 14,50. Para beber, eu escolhi um dos cafés diferentes, o Quiero Cookie, que é um biscoito em forma de copinho. Dá para pegar também com capppuccino ou chocolate quente. Eu peguei com expresso. E, claro, você come o biscoito-copo no final. Custa R$ 9,50. Bem bonitinhos e gostosos. A minha conta deu R$ 24. O lugar é agradável e tem um cardápio tão grande que só voltando muitas vezes para conhecer tudo – ou pelo menos, parte do que a casa oferece.

 

 

Quiero Café, em Caxias do Sul (RS)

Onde fica: Avenida Independência, 2423 (quase em frente ao Quinta Estação), Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda a sábado, das 8h às 23h e domingos, das 16h às 22h

Mais: Facebook do Quiero Café

Trattoria Primo Camilo, de Garibaldi (RS), estreia o primeiro Prato da Boa Lembrança

Nhoque com ragu de cordeiro e o prato da Boa Lembrança. Foto: Kelly Pelisser

A Trattoria Primo Camilo, um restaurante super conhecido de Garibaldi (RS), está integrada a um projeto super bacana. A partir desse mês de fevereiro, o lugar passa a ser um dos seis restaurantes do Rio Grande do Sul que fazem parte da Associação da Boa Lembrança. Vários restaurantes que você frequenta lhe proporcionam experiências inesquecíveis, pela escolha dos ingredientes e pratos únicos, não é mesmo? Então, a ideia da associação é oferecer também uma lembrança física para que o cliente recorde do estabelecimento toda vez que ver o presente na sua casa.

O mimo em questão é um prato de cerâmica pintado à mão, com referências ao prato escolhido pelo restaurante. No caso da Primo Camilo, é o nhoque recheado de queijo e servido com ragu de cordeiro assado por 12 horas no forno de pizza. A receita já fazia parte do cardápio e era um sucesso. Mas, agora, ao longo de todo o ano, o cliente que pedir esse prato ganha uma cerâmica exclusiva e pintada à mão. O nhoque ao ragu de cordeiro custa R$ 125 por pessoa e é servido com entrada, salada e sobremesa. Eu provei e ele realmente é fantástico! O nhoque é gordinho, recheado com queijo, e o molho é uma delícia, com o cordeiro se desmanchando. Eu não conhecia a casa ainda. É uma graça! Tem uma área externa linda, com um deck de madeira, com mesas pra comer lá fora, embaixo de uma parreiral, cercado por flores.

Para participar da Associação da Boa Lembrança, é preciso ser convidado por outro restaurante associado e passar por uma avaliação com uma série de etapas. Os outros restaurantes que participam da associação no Rio Grande do Sul estão em Gramado e Porto Alegre. E o prato – tanto a comida quanto a cerâmica – de cada casa muda a cada ano. Ou seja, esse nhoque e o prato com o desenho para o homenagear estarão disponíveis em 2019. No ano que vem, a Primo Camilo deve escolher outra receita e será feito um novo prato de cerâmica (que é produzido em um ateliê no Rio de Janeiro, assim como os dos demais restaurantes da associação). O objetivo é atrair colecionadores interessados nos sabores regionais e nos pratos pintados à mão. Uma ideia muito fofa para fomentar a gastronomia regional de qualidade.

Trattoria Primo Camilo

Onde fica: Avenida Rio Branco, 1080, Garibaldi, RS

Horários: de segunda a sábado, das 19h às 23h

Mais: Facebook e Instagram