Festa da Uva, de Caxias do Sul, terá entrada gratuita no dia 25 de fevereiro de 2019

Foto: Neymar de Cesero, divulgação

Olha só que notícia legal: a Festa da Uva 2019, de Caxias do Sul (RS), vai ter ingresso gratuito no dia 25 de fevereiro, uma segunda-feira. Inicialmente, a organização da festa havia divulgado que o parque de eventos não iria abrir nesse dia, para manutenção e por considerarem que seria um dia de pouco movimento.  Mas, agora, definirem pela abertura sem cobrança de ingresso. Conforme a comissão organizadora, a ideia é valorizar a participação da comunidade.  O parque, nesse dia, funcionará das 11h às 21h.

Além dessa data, a Festa da Uva também terá um horário diário de acesso gratuito aos pavilhões, de segunda a quinta-feira, das 11h às 12h30min. A Festa da Uva começa no dia 22 de fevereiro e segue até 10 de março.

 

Anúncios

Divina Terra, em Caxias do Sul (RS)

Quiche de cogumelos e suco pink. Foto: Kelly Pelisser

Fui conhecer a loja e café da Divina Terra, em Caxias do Sul (RS). É uma rede com lojas em outros lugares do país que oferece produtos saudáveis e suplementos. Na parte da frente do estabelecimento, que fica no bairro São Pelegrino, tem uma loja com uma ampla variedade de produtos, temperos, chás, itens a granel, lanchinhos saudáveis já prontos, massas e preparações para fazer em casa, whey protein, etc. Também há itens para dietas restritivas, sem glúten e sem lactose. A loja me impressionou pela variedade oferecida.

Aos fundos, fica um café super fofo, decorado com plantinhas. O cardápio conta com cafés (incluindo um passado orgânico), sucos funcionais (que misturam frutas diversas e até água de coco), smoothies, bolos e salgados, como esfirra, calzone e quiche e mais omeletes. Vários dos itens não têm glúten nem lactose.

Os sucos custam de R$ 11 a R$ 15 e vem com ingredientes como manga, gengibre e açaí. Pode ser adicionado a eles whey proteín ou proteína vegana. Já os smoothies são feitos com leite de amêndoas. Esses saem por entre R$ 15 e R$ 19. Os salgados estão na faixa de R$ 5,50 a R$ 15. Os omeletes podem ser simples ou com recheio. No segundo caso, dá para escolher três opções de recheio (tomates picados, abobrinha em cubinhos, cenoura ralada, pesto de manjericão, queijo vegano, mussarela ou ricota fresca, ou manjericão fresco) e mais uma finalização (orégano, semente de abóbora, semente de girassol ou semente de gergelim). Os omeletes desse tipo custam R$ 17.

Eu escolhi o suco pink, com framboesa, limão, gengibre e água de coco. Ele custa R$ 15. Também peguei um quiche de cogumelo, que sai por R$ 12. Ou seja, total do lanche, R$ 27. Veio rapidinho e com o prato enfeitado com flores e trevinhos. O copo do suco é acompanhado por um canudo de metal. Achei tudo muito amor! O suco e o quiche, realmente, estavam muito, muito gostosos mesmo! Sabe quando dá gosto mesmo de comer saudável? Achei demais a ideia do café, de poder fazer um lanche com bons produtos e ainda poder fazer umas comprinhas de itens para levar para casa. Pretendo voltar mais vezes.

 

Divina Terra

Onde fica: Rua Feijó Jr, 317, loja 4 (entre as ruas 20 de Setembro e Ernesto Alves), bairro São Pelegrino, Caxias do Sul (RS)

Horários: de segunda à sexta, das 10h às 19h, e sábados, das 10h às 18h

Mais: Facebook da Divina Terra

Restaurante Colina Verde, em Nova Petrópolis (RS)

Tudo isso vem na mesa. Sim, acredite! Foto: Kelly Pelisser

Eu gosto muito de comida alemã, então, fui conhecer o Restaurante Colina Verde, em Nova Petrópolis (RS). É o típico restaurante de culinária da Bavária. Como o nome já revela, ele fica numa região alta da cidade (a uns três quilômetros do Centro), cercado por morros e vales verdes. Tem uma vista linda lá fora. Embora que, no dia que eu fui conhecer, estava chovendo e com neblina, então, não deu para apreciar tanto a paisagem. Na parte em frente ao estacionamento, tem uns pequenos mirantes inclusive, para fotos.

O restaurante é todo muito simpático. Foto: Kelly Pelisser

O restaurante é todo bonitinho, com móveis antigos e decoração ao estilo alemã. O sistema é um cardápio fixo, com muuuuuitos pratos, servidos na mesa para comer à vontade. O preço por pessoa é R$ 72 para adultos. Crianças de até 10 anos pagam R$ 36.

De entrada, vem pãezinhos caseiros, salada de batatas “Kartoffelnsalat”, salada mista e sopa de capeletti. Na sequência, são servidos os pratos principais: bolinhos de aipim, lombo à milanesa “schnitzel”, frango ao forno com maçãs, nhoque recheado com queijo e bacon “knödel”, carré suíno defumado “kassler”, repolho roxo agridoce “rotkohl”, chucrute “sauerkraut”, salsicha bock “bockwurst”, joelho de porco “eisbein”, almôndegas ao forno “frikadellen”, matambre enrolado “rinderrouladen”, massa caseira, molho com moelas de frango, panqueca de maçã “apfelpfannkuchen”, purê de batatas e arroz. A maioria dos pratos é colocada na sua mesa, mas alguns deles, os garçons, trajados tipicamente, passam oferecendo. E, sim, é muita, muita comida mesmo! 

De sobremesa, há um buffet,  incluindo no valor do almoço, onde o cliente se serve, com opções diversas de tortas, sorvete e doces tradicionais no Brasil. Se a opção for a típica apfelstrudel (torta de maçã com nata batida ou sorvete de creme), então é preciso pagar à parte. Essa sobremesa custa R$ 12.  

O lugar se chama Colina Verde por causa do entorno, embora que, nesse dia, a neblina não deixou ver muita coisa. Foto: Kelly Pelisser

Para beber, a carta traz vinhos, espumantes, cervejas, cervejas especiais, chopp artesanal, refrigerantes, sucos e água mineral. Falando em cervejas, já que estamos em um restaurante alemão, há desde chopp ou bebidas de cervejarias de Nova Petrópolis até cervejas alemãs mesmo. No chopp pilsen, há opções de 300ml, 600ml e um litro, com valores de R$ 10 a R$ 20. Outros estilos de cerveja, na versão 600ml, custam de R$ 22 a R$ 28. Nesse caso, você pode pedir para servir naqueles copos altos, ao estilo alemão.

Gente, é muita comida! Foto: Kelly Pelisser

O lugar é uma graça, os garçons são pessoas extremamente cordiais e a comida é boa. E muita, muita mesmo! Nem tem como comer tudo aquilo! Ahaha. Somado a isso, muita natureza e uma vista linda! É um daqueles lugares que dá vontade voltar sempre!

 

Restaurante Colina Verde

Onde fica: Rua Felipe Michaelsen, 160, Nova Petrópolis (RS)

Horários: de terça a domingo, das 11h30min às 15h

Mais: Facebook do Colina Verde

Festa da Uva, de Caxias do Sul, não cobra ingresso ao meio-dia de segunda a quinta

Fiorin Card, cartão para pagamento de comida e bebida na festa é uma das novidades. Foto: Kelly Pelisser

Falta exatamente um mês para a Festa da Uva 2019, de Caxias do Sul (RS). O evento começa no dia 22 de fevereiro e segue até 10 de março. A organização divulgou agora uma série de novidades sobre a festa. A primeira delas é que não haverá cobrança de ingressos de segunda a quinta-feira para quem entrar no parque entre 11h e 12h30min. A ideia é que os caxienses possam ir almoçar no parque. Mas, claro, quem entrar nesse horário pode ficar o tempo que quiser lá dentro, sem pagar a entrada. Uma atualização posterior a esse post: a festa divulgou depois que o dia 25 de fevereiro, uma segunda-feira, terá entrada gratuita durante todo o dia, das 11h às 21h.

Outra inovação é que o cacho de uva gratuito que o visitante recebe será entregue logo no acesso ao parque, e não mais precisará ser retirado em um dos pavilhões. Uma coisa que achei super legal é a maior exploração da Réplica de Caxias do Sul (as casinhas antigas), afinal, esse é o lugar mais charmoso de todo o parque. Uma das casinhas será a sede do Mississippi Delta Blues Bar, um famoso bar de blues em Caxias que terá por lá apresentações musicais e seus drinks; outra será a Casa das Soberanas, onde a rainha e princesas ficarão aguardando os visitantes; outra terá serviço de picnic com cestas e produtos à disposição de quem quiser fazer um lanchinho com toalha e tudo mais no gramado; outra terá chocolates à venda já de olho na Páscoa. Já a igreja da Réplica contará com missas diárias.

O desfile alegórico terá duas edições na Rua Sinimbu, no Centro de Caxias, e outras seis no parque de eventos, na alameda entre o pavilhão em direção à Réplica. Serão sete carros alegóricos e 1,2 mil pessoas envolvidas no centro. Nos pavilhões, o número de alas e carros será o mesmo, mas o número de pessoas é menor. Ou seja, os desfiles serão iguais, só com um número reduzido de participantes dentro do parque. Os desfiles na Rua Sinimbu serão nos dias 24 de fevereiro e 10 de março (os dois dias são domingos), às 17h. Já os do parque ocorrem dias 26, 27 e 28 de fevereiro e 5, 6 e 7 de março (de terça a quinta), às 20h30min. Não haverá áreas com cobrança de ingresso no desfile.

Outra mudança é que a área destinada ao comércio de produtos terá metade dos estandes de outras feiras. A intenção foi ampliar o espaço de circulação e a comodidade dos visitantes. Haverá pontos de venda de uva dentro dos pavilhões. Também está projetado um espaço destinado a vinícolas que venderão, inclusive, vinho em taça.

Outra mudança é que o pagamento de comida e bebida e entretenimento no parque (há áreas infantis pagas) será apenas por meio de um cartão chamado Fiorin Card. Ele custa R$ 7 e pode ser recarregado em máquinas com cartão de crédito ou débito ou em dinheiro. Na saída da festa, o visitante devolverá o cartão e será ressarcido dos R$ 7 do cartão e também de eventos créditos não consumidos. Não será possível pagar valores diretamente aos comerciantes na festa.

Os shows nacionais estão programados para sextas, sábados e domingos. A cada dia, normalmente, há mais de uma atração em sequência. Os ingressos do parque dão direito a ver os shows na pista, respeitando a capacidade de público da cancha coberta, onde são realizados. Mas também há possibilidade de compra de espaços especiais, como camarotes e áreas vip.

 

Festa da Uva 2019

De 22 de fevereiro a 10 de março de 2019

Horários: de segunda a quinta, das 11h às 22h, e sextas, sábados e domingos, das 11h às 22h (a parte da feira, mas a área de shows e entretenimento segue até 2h)

Ingressos: de segunda a quinta, R$ 16; nas sextas, sábados e domingos, R$ 20

Programação e mais detalhes: site da Festa da Uva 2019

Parque Aldeia do Imigrante, em Nova Petrópolis (RS)

Vila alemã no Parque Aldeia do Imigrante. Foto: Kelly Pelisser

Eu já conhecia, mas retornei agora ao Parque Aldeia do Imigrante, de Nova Petrópolis (RS). O lugar é lindo! Uma área verde enorme, bem no centro da cidade, com diversas atrações ligadas à cultura alemã. O parque foi concedido à iniciativa privada em 2018 e passou por algumas revitalizações, mas as atrações continuam as mesmas. O Aldeia do Imigrante funciona todos os dias, incluindo domingos e feriados. O ingresso custa R$ 12, com meia entrada para estudantes e idosos.

Bandinha típica alemã. Foto: Kelly Pelisser

Logo na entrada, tem um conjunto de lojinhas que vendem itens para turistas. Por ali, também fica um parque infantil. Logo ao lado, estão uma tenda que abriga uma bandinha alemã que fica tocando praticamente o tempo todo. E, em seguida, fica um biergarten, um espaço que serve comida e bebidas. Há itens típicos da culinária alemã como pretzel (eu tive que comer um! Eu adoro! Esse custa R$ 6) e bratwurst (salsicha), mas também há opções bem brasileiras para o lanche, como xis e pão de queijo. Ali dá pra comprar ainda chopp ou cerveja artesanal servidos naqueles copos altos estilo alemão. Bebi uma weiss, que custa R$ 15 o copo de 600ml.

Biergarten. Foto: Kelly Pelisser

Cerveja no biergarten. Foto: Kelly Pelisser

Pretzel no biergarten. Foto: Kelly Pelisser

Logo na entrada, está um lago menor. Mas há outro maior, mais à frente, onde estão instalados os pedalinhos.  O pedalinho funciona diariamente das 9h às 12h e das 13h às 17h. Mas só em dias de tempo seco. Se chover, o pedalinho fecha. Para andar neles, o custo é de R$ 10 por 20 minutos. Os lagos tem animais como peixes e tartarugas.

Pedalinhos no lago. Foto: Kelly Pelisser

Seguindo pelo meio das árvores, fica uma vila alemã, com vários prédios do início da imigração na cidade. Ali estão uma igreja antiga, um salão de comunidade, ferraria, escola e casa do professor, além de um cemitério com lápides dos imigrantes. Há também a casa da primeira cooperativa de crédito da América Latina, fundada em Nova Petrópolis em 1903, que depois deu origem ao Sicredi Pioneira. Por causa dele, Nova Petrópolis, é considerada a Capital do Cooperativismo. Nessa casa, há objetos históricos da cooperativa, como cofre, moedas, cheques e cadernetas de poupança. No prédio que abrigava a casa do médico e primeiro hospital de Nova Petrópolis, está o museu municipal, com peças que contam a história da cidade. Já no salão comunitário, há venda de algumas comidinhas típicas, como cucas. Eu acho uma graça mesmo essa vilinha e sempre rende fotos legais por ali.

Cemitério na vila alemã. Foto: Kelly Pelisser

Cofre da primeira cooperativa de crédito da América Latina. Foto: Kelly Pelisser

Igreja da vila alemã. Foto: Kelly Pelisser

O parque é, realmente, um ponto que vale a visita, com belezas naturais e a história e cultura da imigração alemã no Estado. Recomendo muito e sempre quero voltar!

 

Parque Aldeia do Imigrante

Onde fica: Rua 15 de Novembro, 1966, Centro, Nova Petrópolis (RS)

Horários: o parque funciona todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 8h30min às 18h. O pedalinho funciona diariamente das 9h às 12h e das 13h às 17h (mas o pedalinho fecha em dias de chuva)

Quanto: ingressos do parque a R$ 12. Estudantes e idosos pagam meia. Já os pedalinhos são pagos à parte, custam R$ 10 por 20 minutos.

Mais: site do Aldeia do Imigrante e Facebook do Aldeia do Imigrante

Festival de Cervejas 2019 no Iguatemi Caxias

Foto: Pixabay, divulgação

Olha que legal: o Festival de Cervejas do Iguatemi Caxias volta nesse ano com mais dias e mais atrações. O evento, que em 2018 foi realizado em apenas um final de semana, agora terá seis dias de duração e sete cervejarias. Começa nesta sexta-feira, dia 18 de janeiro de 2019, e segue no sábado (19/01) e domingo (20/01). Depois, volta no findi seguinte, dias 25, 26 e 27 (sexta, sábado e domingo da próxima semana). 

A função rola no LifeStyle do shopping (mesma entrada onde estão localizados os cinemas). A entrada é gratuita. Só se paga o que for consumido. Entre as cervejarias participantes estão Ordeo, Imaculada, Süd Brau, Schatz, Doctor Bier, Traum, Edelbrau. As comidinhas ficam por conta do Granpiacer, Wonder Fast Pizza e Dulce Amore.
Entre as atrações musicais, Vic Limberger, o Projeto Eletrosax e o rock das bandas Big Twin , Izzi Louise. Os Djs Cleber Andreazza, Caio Busetti assinam o line up do evento. Já o DJ Markão promete os sucessos dos anos 80 e 90, como já faz em sua Festa Nostalgia. Os acústicos ficarão a cargo de Henrique Zattera, Vinicius Todescatto, Ricco Sirtoli e Miguel Fontana.

No dia 27, o Festival de Cervejas do Iguatemi Caxias ganhará uma atração a mais: o encontro de Carros Antigos, organizado pelo grupo Segunda Clássica.

Ah, sim, como o shopping é pet friendly, dá para levar os bichinhos de estimação para o Festival.
Nas sextas-feiras (18 e 25), o Festival ocorre das 18h às 22h; nos sábados (19 e 26), das 12h às 22h; e nos domingos (20 e 27), das 12h às 20h.

Almoço na Sônia Hermoza Padaria Artesanal, em Caxias do Sul (RS)

Tornedor de filé com acompanhamentos. Foto: Kelly Pelisser

Eu, realmente, adoro a Sônia Hermoza Padaria Artesanal, em Caxias do Sul (RS). O espaço, na Avenida São Pelegrino, é super charmoso (inclusive com um deck com mesas ao ar livre embaixo de uma árvore) e tem comidinhas ótimas, doces, salgados e pães. Mas, desde o fim do ano passado, dá para almoçar na Sônia Hermoza também, de segunda a sexta-feira, no horário das 11h30min às 14h.

Eu já fiz posts aqui no blog sobre a padaria, mas estava devendo um sobre o almoço. O cardápio conta com saladas bem servidas ou pratos com carne. As opções são brochete de frango ou filé mignon (espécie de espetinho) e peito de frango laqueado ou tornedor de filé mignon. As carnes sempre vem com ratattouille ou legumes glaceados. Ainda dá para escolher um outro acompanhamento: espaguete com manteiga, cuscuz de painço, purê da casa ou arroz integral. Outra opção é uma massa artesanal recheada. Os preços dos pratos variam de R$ 25 a R$ 38. Há também um prato do dia, sempre com uma novidade, como lasanha à bolognesa ou de abobrinha, costelinha de porco ao molho barbecue ou polpettone, por exemplo. O preço do prato do dia varia muito, dependendo do que é servido.

O cardápio do almoço tem ainda bebidas, incluindo suco natural, taça de vinho ou espumante, e crepe suzette de sobremesa (ou dá para pegar os docinhos da padaria também, óbvio).

Nas vezes em que eu fui almoçar lá, eu sempre peguei o tornedor de filé mignon. De entrada, vem uns pãezinhos torrados e patezinho. E também uma mini salada com folhas e tomate cereja. A apresentação do prato é linda e a porção de carne é super bem servida. O tempero é maravilhoso. De acompanhamento, já peguei o purê (teve dias em que era de batata doce, outros, de batata inglesa) e também já peguei o cuscuz. Tudo muito bom. Esse prato custa R$ 38.

O prato do dia é apresentado diariamente no Instagram da padaria. Vocês podem ficar de olho lá. E já adianto: sempre dá vontade de voltar lá para comer. É almoço executivo, mas com cara e toque de chef. Mais do que aprovado.

 

Sônia Hermoza Padaria Artesanal

Onde fica: Avenida Itália, 315, bairro São Pelegrino, Caxias do Sul, RS

Horários: a padaria abre, todos os dias, incluindo domingos, das 8h às 19h. O almoço é servido apenas de segunda a sexta, das 11h30min às 14h

Mais: Instagram da Sônia Hermoza Padaria Artesanal