Dulce Amore Confeitaria Fina e Delicatéssen, no Shopping Iguatemi, em Caxias do Sul (RS)

Decoração tem inspiração portuguesa. Foto: Fábio Grison, divulgação

Eu já tinha falado aqui no blog da Dulce Amore Confeitaria Fina, que fica num prédio novo perto do Fórum de Caxias do Sul e é bem conhecida pelo café servido em casquinha de sorvete, lembram? Pois bem, a novidade maravilhosa é que eles inauguraram essa semana a segunda unidade na cidade, que fica no Shopping Iguatemi Caxias. A loja fica no espaço lifestyle, ao lado da Croasonho e pertinho do cinema.

Itens de delicatessen também estão disponíveis na nova loja.Decoração tem inspiração portuguesa. Foto: Fábio Grison, divulgação

Os itens de confeitaria e o famoso café na casquinha são os mesmos da loja matriz, mas há algumas diferenças para esse novo espaço. Até pelo fato de os públicos serem diferentes. Na primeira loja, muitos dos clientes são trabalhadores do prédio onde a confeitaria está localizada ou do entorno, na segunda, no shopping, a maioria das pessoas está a passeio.

Nova Dulce Amore fica no espaço lifestyle do shopping Iguatemi. Decoração tem inspiração portuguesa. Foto: Fábio Grison, divulgação

A confeiteira chef e proprietária, Fabíola Fadanelli, me explicou que o cardápio é mais enxuto do que o da matriz em alguns itens, mas, em compensação ganhou outros produtos. Por exemplo, a loja do shopping tem sanduíches gourmet (incluindo uma opção vegetariana) com pão fabricado na própria confeitaria com fermentação natural.  Outra novidade da loja do shopping é uma adega com vinhos e cervejas artesanais. Dá para comprar para levar ou tomar lá mesmo, inclusive vinho em taças! No balcão, estão doces, tortas, quiches, empadas e outros salgados, como na matriz.

Docinhos estão à disposição no balcão ou sob encomenda. Decoração tem inspiração portuguesa. Foto: Fábio Grison, divulgação

A espaço de 60 metros quadrados é assinado pelas arquitetas Gabriela Meletti e Grasiele Forini e tem inspiração portuguesa em tons de madeira e azul e azulejos no piso. Há algumas mesinhas lá dentro, mas o espaço não é tão grande. A ideia, no futuro, é cobrir as mesas com ombrelones na área externa, em frente à loja, para dar mais opções para as pessoas sentarem e apreciarem os produtos, mesmo em dias de tempo mais frio.

Loja é focada no público que está a passeio, com alguns produtos novos em relação à matriz. Decoração tem inspiração portuguesa. Foto: Fábio Grison, divulgação

Como a casa nova é também uma delicatéssen, tem itens nacionais e importados, como biscoitos, massas, compotas e geleias, para comprar e levar. Claro, também dá para levar produtos de fabricação própria, como ovos de Páscoa nessa época. Outra opção é fazer encomendas de itens de confeitaria (incluindo ovos de colher para a Páscoa) e salgados lá no balcão. Tudo é bem delicinha e vale a visita durante um passeio pelo shopping Iguatemi.

 

Dulce Amore Confeitaria Fina e Delicatéssen

Onde: shopping Iguatemi Caxias. A matriz fica na Rua Dr. Montaury, 2090, perto do Fórum de Caxias do Sul

Mais: Facebook

 

Anúncios

Salto Ventoso, em Farroupilha (RS)

 

Vista a partir do mirante na estrada, fora do parque. Foto: Kelly Pelisser

Vista a partir do mirante na estrada, fora do parque. Foto: Kelly Pelisser

Eu ainda não tinha voltado ao parque do Salto Ventoso, em Farroupilha, depois da reabertura no ano passado após reformas. Para quem não conhece, o Salto Ventoso é uma cascata de cerca de 55 metros de altura, que fica em uma propriedade particular no interior de Farroupilha. A cachoeira ficou famosa no filme O Quatrilho, que concorreu ao Oscar em 1996, na cena em que os personagens da Patrícia Pillar e do Bruno Campos trocam beijos na parte de trás da queda d´água. Sim, é possível acessar caminhando a parte de trás e ficar vendo a água cair na sua frente, já que o riacho corre em um paredão.

Parque ficou mais seguro após reformas, com decks cercados. Foto: Kelly Pelisser

Parque ficou mais seguro após reformas, com decks cercados. Foto: Kelly Pelisser

O parque passou por reformas para dar mais segurança aos visitantes depois que duas mortes de rapazes que escorregaram da parte de cima da cascata foram registradas nos últimos anos. O espaço passou a ser fechado, com horários de visitação – de terça a domingo, das 9h às 18h, além de ter cobrança de ingresso. São R$ 8 por pessoa (idosos e estudantes com comprovação pagam meia).

A cascata fica a uns 15 quilômetros da área central de Farroupilha. Dá para acessá-la pela Rua Machadinho, que tem parte de asfalto e parte de estrada de chão, ou indo pela estrada velha para Garibaldi (e depois pegando uma estrada de chão). Mesmo nessas partes onde não há asfalto, a estrada é consideravelmente boa. Na estrada da Rua Machadinho, na parte externa do parque, há um deck onde é possível ter a melhor vista da cascata, ao longe.

Parque ganhou bancos e áreas de convívio. Foto: Kelly Pelisser

Parque ganhou bancos e áreas de convívio. Foto: Kelly Pelisser

No parque, dá para alugar churrasqueiras por R$ 10. Também há uma pequena lancheria que vende bebidas, lanches e sorvete. Nos domingos, costuma ter almoço com buffet livre por R$ 30 por pessoa.

Pinguela. Foto: Kelly Pelisser

Pinguela. Foto: Kelly Pelisser

Após a reforma, o parque ganhou bancos, lixeiras, placas indicativas e dois decks cercados para admirar a queda d’água. Há ainda uma pequena ponte e um pergolado. A estrutura já contava com banheiros. Ah, não é permitido tomar banho nas águas da cascata, que foram consideradas impróprias em análises químicas. É só para olhar mesmo. Caminhando cerca de 10 minutos pelo mato, chega-se a parte debaixo da cascata, onde há uma plataforma com corrimões para ver a água caindo. Nesse dia da visita, eu não cheguei a ir até lá, porque estava muito quente e eu estava com a pressão baixa, mas já fui outras vezes, antes da reforma. Mas achei que ficou bem melhor, mais seguro e organizado com as mudanças. A paisagem é muito linda. Vale a pena.

Coisa linda a natureza. Foto: Kelly Pelisser

Coisa linda a natureza. Foto: Kelly Pelisser

 

Salto Ventoso

Onde: Rua Machadinho, s/n, Farroupilha, RS. Parte da estrada é de chão.

Horários: de terça a domingo, das 9h às 18h

Quanto: é preciso pagar R$ 8 por pessoa para entrar. Estudantes, com comprovante, e idosos pagam meia.

Mais: Facebook