Pinto Bandeira busca denominação de origem para espumantes

espumantes pinto bandeira

Espumantes de Pinto Bandeira podem ser primeiros do Brasil a ter denominação de origem específica. Foto: Kelly Pelisser

O município de Pinto Bandeira está a caminho de ser a primeira região do Brasil com denominação de origem para espumantes. Para você que não é muito familiarizado com o assunto, é por causa da denominação de origem (DO) que o vinho espumante produzido numa determinada região da França é chamado de champagne. Pinto Bandeira já tem indicação geográfica (IP) para seus produtos vinícolas, mas a denominação de origem é mais específica, mais restrita.

O Vale dos Vinhedos possui denominação de origem para vinhos. A diferença para as vinícolas de Pinto Bandeira é que a DO será exclusiva para espumantes, elaborados pelo método tradicional, apenas com as variedades Chardonnay, Pinot Noir e Riesling Itálico, plantadas em espaldeira. A bebida certificada passará, no mínimo, por 18 meses de maturação.

O presidente da Associação de Produtores de Vinho de Pinto Bandeira (Asprovinho), Daniel Panizzi, explica a aposta: “O nosso terroir, historicamente, tem se mostrado tecnicamente excelente para produção de espumantes”. As vinícolas que estão à frente do projeto são quatro: Aurora, Don Giovanni, Geisse e Valmarino. Neste momento, o processo encontra-se em estudo, aos cuidados da Embrapa Uva e Vinho, de Bento Gonçalves. Ainda não há previsão para finalização e encaminhamento para avaliação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), órgão que concede o registro, mas a expectativa é que possa estar concluído até o final de 2018. As discussões para obtenção da denominação de origem iniciaram ainda quando a indicação geográfica foi garantida, mas se intensificaram no último ano. “A DO vem para certificar e regrar o nosso trabalho, além de expor ao mercado premissas da nossa associação. A IP já nos conduziu para várias melhorias e a DO será mais restritiva ainda. O que para nós será um ganho em qualidade nos processos e logicamente, na qualidade final do nosso produto”, entende Panizzi.

Na Serra, além de Pinto Bandeira, Farroupilha, Monte Belo do Sul e Flores da Cunha têm o selo de indicação de procedência. O Vale dos Vinhedos possui a certificação de denominação de origem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s