Di Lambreta, de Caxias do Sul (RS)

Massa Salsiccia e Funghi. Foto: Kelly Pelisser

Conheci a Di Lambreta, uma tele de massas bem ao estilo italiano em Caxias do Sul (RS). Eles têm doze opções, com porções que servem uma pessoa e custam entre R$ 18 e R$ 24. Há também uma salada mista por R$ 16. As massas vão de amatriciana, passando por pesto, carbonara, filé e funghi, quatro queijos, entre outras versões.

Eu escolhi a Salsiccia e Funghi, uma massa penne com cogumelos salteados, linguiça, creme de leite fresco, queijo tipo grana e pimenta preta. Junto vem um saquinho de queijo grana ralado. O preço é R$ 22, para uma pessoa. A tele custou R$ 7. Ou seja, paguei R$ 29. Pedi pelo iFood num domingo. O aplicativo me deu a previsão de tempo entre 50 e 65 minutos, mas chegou um pouco antes dos 50 minutos. A massa vem num recipiente de isopor e estava bem quentinha. A quantidade enche um prato fundo sem medo. Para mim, foi mais do que suficiente para matar a fome. Bem gostosinho e aprovado.

 

Di Lambreta

Onde fica: Rua Antônio Carlos Gomes, 2546, Caxias do Sul, RS (funciona apenas como tele)

Horários: quartas e quintas, das 19h às 22h30min, sextas e sábados, das 19h às 23h, e domingos, das 19h às 22h30min.

Como pedir: pelo telefone (54) 3224.2805 e aplicativos como iFood e Delivery Much

Mais: Facebook

 

Anúncios

Circuito Enogastronômico Brasil na Boccati no dia 27 de outubro

Foto: Everson Almeida, divulgação

Vem mais um Circuito Enogastronômico da Boccati aí! Esse evento que é uma delícia (eu amo mesmo!) terá como tema o Brasil e tem data marcada para 27 de outubro, uma sexta-feira. Serão oito mesas com mais de 70 rótulos de vinhos e espumantes brasileiros, além de comidinhas nacionais e apresentações musicais de ritmos daqui. Para quem não conhece, a Boccati é uma loja de vinhos maravilhosa e enorme, que periodicamente faz eventos como o Circuito.

Serão 21 vinícolas apresentando seus produtos. Os rótulos serão harmonizados com pratos típicos preparados pela Escola de Gastronomia Sal a Gosto, pães da Pane e Salute e do restaurante Osaka Culinária Japonesa. Para sobremesa, doces típicos preparados pela chef Ana Ditadi, café Bom Jesus e sorvetes da Sorvelândia.

Das 20h à meia-noite, o público poderá conferir apreciar apresentações artísticas: samba com Dan Ferretti e Espaço de Dança André Ribeiro, MPB com Sandro Stecanela e música sertaneja com Cris Bianco. Vai rolar também quick massage e drinks com Tropical Bartenders. Haverá estacionamento com segurança e manobrista além de uma parceria com frota de táxi.

Os ingressos custam R$ 150 para provar à vontade os vinhos e as comidinhas. Vale demais a pena! O pessoal da Boccati sempre se puxa nesses eventos para oferecer produtos diferentes. Quem vai uma vez sempre quer ir em todas!

 

O que: Circuito Enogastronômico Brasil.
Quando: 27 de outubro, sexta-feira, das 20h à meia-noite.
Onde: Boccati (Rua Antônio Ribeiro Mendes, 2043, bairro Santa Catarina, Caxias do Sul, RS).
Quanto: R$ 150. Os Ingressos podem ser adquiridos na loja física ou virtual – www.boccati.com.br

Informações: 3224.9900 ou boccati@boccati.com.br.

 

 

Cardápio:

Mesas Frias 

– Frios variados

Sal a Gosto

– Sanduíche de mortadela;

– Mix Nuts;

– Patês artesanais.

Pane e Salute

– Pães Artesanais

RAR

– Queijo Gran Formaggio

Osaka Culinária Japonesa

– Ceviche de Salmão;

– Sashimi de Salmão, Atum e Peixe Prego;

– Sushi de Salmão, Jou Salmão e Jou Thizio;

– Uramaki de Salmão e Skin;

– Hossomaki de Salmão.

Finger Food 

Sal a Gosto:

– Aipim frito;

– Bolinhos de bacalhau;

– Linguiça campeira acebolada.

Pratos Quentes

Sal a Gosto:

– Arroz carreteiro;

– Farofa caseira;

– Feijoada gourmet.

Mesa de Doces 

Chef Ana Paula Ditadi

– Cocadinha Cremosa

– Brigadeiro de Chocolate 70%

– Brigadeiro de Açaí com Granola

– Mousse de Paçoquinha

– Tartelette de Cappuccino

 

Vinhos:

Mesa 1 – (Região Garibaldi)

Garibaldi Pinot Noir Brut Rosé

Garibaldi Prosecco

Garibladi VG Extra Brut

Peterlongo Presence Brut Rose 750ML

Peterlongo Armando Memoria Merlot

Chandon Brut Reserva 750ML

Chandon Passion Rose 750ML

Chandon Excellence Cuvee Prestige 750ML

Peterlongo Elegance Champagne Brut

Mesa 2 – (Pinto Bandeira/Antônio Prado/Campos de Cima da Serra)

Valmarino Brut Prosecco

Zanella Espumante Nature

Fazenda Santa Rita Merlot Rose

Fazenda Santa Rita Sauvignon Blanc

Don Giovanni Stravaganzza Brut

Fazenda Santa Rita Pinot Noir

Zanella Chardonnay 750ML

Zanella Percentual

Don Giovanni Nature

Valmarino e Churchill Brut Champenoise

Don Giovanni Brut Ouro

Valmarino Cabernet Franc 750ML

Valmarino Reserva da Familia TTO

 

Mesa 3 – (Campos de Cima da Serra)

RAR Collezione Sauvignon Blanc 750ML

RAR Cuvee Nilva Brut Rose

RAR Collezione Pinot Noir

RAR Reserva de Família Cab. Sauvignon/Merlot

 

Mesa 4 – (Vale dos Vinhedos)

Vallontano Chardonnay

Pizzato Chardonnay

Pizzato Reserva Merlot

Terragnolo Reserva Marselan

Pizzato Brut Rose

Terragnolo Reserva Merlot 750ML

Vallontano LH Zanini Espumante Extra Brut

Pizzato Fausto Verve Gran Res Cab Sauv Merlot Tannat

Era dos Ventos Trebbiano on The Rock 750ML

Vallontano Oriundi

Terragnolo Marselan Boulder

 

Mesa 5 – (Vale dos Vinhedos)

Aurora Reserva Merlot Rosé

Aurora Pinto Bandeira Pinot Noir 750ML

Aurora Millesime Cabernet Sauvignon

Miolo Brut Milessime

Miolo Cuvee Giuseppe Chardonnay

Miolo Merlot Terroir

Miolo Lote 43 Merlot Cabernet

 

Mesa 6 – (Vale dos Vinhedos/ Garibaldi/ Faria Lemos)

Ponto Nero Brut Rosé

Dal Pizzol Gamay Beaujolais

Casa Valduga Identidade Gewurztraminer

Dal Pizzol Touriga Nacional 200 anos

Dal Pizzol Pinot Noir

Casa Valduga Sur Lie Nature 30 Meses

Ponto Nero Brut Blanc de Blancs 750ML

Casa Valduga Gran Reserva Villa Lobos

Casa Valduga Storia Merlot Gran Reserva 2011

 

Mesa 7 – (Flores da Cunha)

Familia Bebber Sentiero Reserva Cabernet Franc

Familia Bebber Sentiero Reserva Tannat

Familia Bebber Vero Brut Rosé

Luiz Argenta Jovem Gewurztraminer

Luiz Argenta Jovem Shiraz 750ML

Luiz Argenta Cave Corte

 

Mesa 8 – (Casca/ Farroupilha/ Alto Feliz)

Don Guerino Brut Rosé

Don Guerino Torrontes Vintage

Don Abel Chardonnay

Casa Perini Cabernet Sauvignon Fracao Unica

Casa Perini Champenoise 750ML

Don Guerino Malbec Vintage

Don Abel Premium Merlot

Don Abel Rota 324 Cabernet Sauvignon

Casa Perini Quatro

Don Guerino Gran Reserva Tracos Top Blend

 

Mesa 9 (Garibaldi/ Campos de Cima da Serra/ Vale dos Vinhedos/ Vale do Rio São Francisco/ Flores da Cunha/ Farroupilha/ Alto Feliz)

Peterlongo Moscatel

Aurora Moscatel

Terranova Moscatel

Casa Perini Aquarela Moscatel Rosé

Ponto Nero Celebration Moscatel

Luiz Argenta Moscatel

Don Guerino Prosecco

Ponto Nero Moscatel

RAR Reserva Brut

 

Chopp rosa no Monasterium, de Caxias do Sul, no Outubro Rosa

Chopp produzido para o mês de outubro é beeem rosa. Foto: Kelly Pelisser

O Monasterium é um bar de cervejas especiais super bacana de Caxias do Sul (RS). Eu já fiz um post sobre o pub aqui no blog. Durante todo o mês de outubro, eles estarão com uma ação bem bacana dentro do Outubro Rosa, a campanha de conscientização sobre a importância de detectar precocemente o câncer de mama. O bar oferece um chopp rosa, com o lucro da venda destinado à Liga de Combate ao Câncer de Caxias do Sul.

A bebida é produzida em parceria com a Cervejaria Imaculada, também de Caxias. É uma Witbier. Uma ganhei uma para provar. É beeem rosa mesmo. Mas a coloração não afeta em nada o sabor, que é super leve. O preço do chopp rosa é R$ 11 o copo de 300ml e R$ 16 o copo de 500ml. Além de provar algo diferente, o melhor é que você ajuda a ajudar outras pessoas.

 

 

Monasterium Cervejas Especiais

Onde fica: Rua Tronca, 2393 (em frente a uma casa de festas infantis), bairro Exposição, Caxias do Sul (RS)

Horário: de terça a sexta, das 18h à meia-noite, sábados, das 19h à meia-noite.

MaisFacebook Instagram

 

 

Salvador Brewing Co. & Tap Room, em Caxias do Sul (RS)

São 10 torneiras de cerveja, vendida em 300ml ou 500ml. Foto: Kelly Pelisser

O Salvador Brewing Co. & Tap Room, novo pub de cerveja em Caxias do Sul (RS), inaugurou há pouco e tem tudo para ser o novo point do fim de dia e noite da cidade (se não dá para dizer que já é). Para começar, o endereço não podia ser melhor: a cervejaria e bar está instalada no complexo chamado A Fabbrica, uma construção em tijolos aparentes de 1942 que abrigou a Vinícola Luiz Michelon. Fica numa ruazinha perto da igreja do bairro Lourdes. Ao chegar e avistar a imponente construção e a chaminé preservada, mais o jogo de luzes, o primeiro impacto já é muito positivo. A Fabbrica será um complexo gastronômico, que deverá ganhar em pouco tempo um sushi e uma pizzaria (o que vai auxiliar a alavancar ainda mais o lugar).

Pedidos são feitos apenas no balcão. Foto: Kelly Pelisser

Para quem não associou o nome ainda, o Salvador é dos guris da Kombi e do caminhão militar com torneiras de cervejas que faziam eventos. A produção de cervejas é própria (todas são feitas na casa literalmente, já que a cervejaria também fica no mesmo complexo, aos fundos do bar – inclusive, paredes de vidro permitem avistar os equipamentos). Como o prédio é dos anos 1940, época da Segunda Guerra Mundial, a decoração remete ao militarismo e às batalhas do conflito mundial. Há mesas numa área externa, mas coberta, e outras internas. Todas as mesas são grandes, para serem compartilhadas, a exemplo do que se vê em bares na Alemanha, Bélgica, Espanha, e outros lugares da Europa. O conceito é muito legal, afinal, assim você acaba sempre puxando papo com as pessoas próximas e conhecendo gente nova. Também é possível sentar em bancadas próximas às paredes ou em parte do balcão do bar. Falando em balcão, os pedidos são feitos apenas ali. Não há garçons. Ah, nem cobrança de ingresso. Você paga apenas o que consumir. Na parte da direita do balcão, são feitos os pedidos de comida. Você recebe um papel com um número que é chamado num display. Então, você retira no mesmo trecho do balcão. No lado esquerdo, são feitos os pedidos de cerveja.

Chaminé preservada do complexo Fabbrica é linda! Foto: Kelly Pelisser

São dez torneiras de cerveja, que variam conforme o dia, mas algumas são as “de guerra” da casa. Os tamanhos são 300ml (com preços entre R$ 10 e R$ 20) e uma pint, 500ml (entre R$ 15 e R$ 22). Há a opção também de levar um growler de casa ou comprar lá para encher e levar (growler é um “garrafão” de cerveja). Há ainda um taster, com quatro copos de 150ml cada, em que você escolhe quatro tipos de cerveja, por R$ 30, para dividir com os amigos ou provar você mesmo várias. Falando em provar, os atendentes são muuuito gente finas, explicam tudinho sobre cerveja, se você não entende, e te dão provas se quiser tirar a dúvida sobre o que pedir. Para comer, tem batata frita (R$ 15), pizzas, com sabores básicos, cortadas em quadradinhos, ideais para dividir com os amigos (R$ 20), ou sanduíche de carne de panela (R$ 20).

Muito amor por esse sanduíche de carne de panela. Foto: Kelly Pelisser

Spoiler: não tem pilsen (por mim, ainda bem. Ahah). A mais fraquinha é uma lager, seguida por uma witbier. Eu provei várias, inclusive, o taster com quatro diferentes. Eu me enamorei muito pela Secret Serie Explosion Apa (nesse dia, era a número 10 das torneiras). Para comer, provei o sanduíche de carne de panela que leva a cerveja Dog Fight Brown Ale na preparação, mais queijo provolone e rúcula. O sanduíche é bem grande e simplesmente sensacional! Um dos melhores sanduíche de carne de panela (que já amo por si só, aquela carne desfiadinha é o máximo) que já provei.

No taster, você pede quatro tipos de cerveja de 150ml cada. Foto: Kelly Pelisser

Junte atendimento super gente fina, comida gostosa, cervejas e um lugar lindo: tem tudo para dar certo, né? Das várias pessoas que encontrei de conhecidas por lá, mais de um comentou: “não parece Caxias” (leia-se como um elogio). Bom, lembra bares da Europa, sim. Mal saí de lá e já fiquei com vontade de voltar para o QG da Salvador. Vida longa ao batalhão da cerveja!

 

Salvador Brewing Co. & Tap Room

Onde fica: Rua Nelson Dimas de Oliveira, 11, bairro Lourdes, Caxias do Sul, RS

Horários: de terça a sexta-feira, das 17h às 23h30min, e sábados, das 14h à 0h30min.

Mais: Facebook

 

Passaggio, em Caxias do Sul (RS)

Bruschettas de figo com parma com uma apresentação linda. Foto: Kelly Pelisser

Conheci o Passaggio, um espaço para happy hour, às sextas-feiras, que acabou de inaugurar em Caxias do Sul (RS). Na verdade, funciona no mesmo endereço que um restaurante de buffet a quilo no almoço de segunda a sábado, o Beth Bellato Gourmet, na Rua Borges de Medeiros, bem no Centro. Mas, nas sextas à noite, o lugar ganha outra cara para convidar para uma passagem do trabalho para o fim de semana (por isso, o nome). A concepção é do administrador do restaurante e jogador de basquete Rodolfo César Bellato, o Dida (que é de uma família ligada à gastronomia, filho da chef do restaurante e sobrinho da Sônia Hermoza), junto com o sócio Augusto de Campos Lima.

A função começa cedinho, às 17h, e vai até 23h. A casa ganha uma cortina para o salão do restaurante ficar menor e virar bar, umas mesinhas altas na entrada e mais um espaço com um sofá num canto. Uma musiquinha ambiente fica rolando, o que dá um clima bem bom para sentar, conversar e beber ou comer algo. E a cada sexta-feira, a noite tem um tema diferente. A carta de vinhos é bem interessante, com desde opções mais simples até um pouco mais elaboradas, e também com a possibilidade de vinho da casa em taças. Tem também cerveja long neck ou em litro, chopp, e drinks tradicionais como Margarita, Mojito, Alexander, Cosmopolitan, Sex on the Beach, Bellini e Dry Martini. Para quem quiser algo não alcoólico, tem sucos naturais e dois drinks sem álcool, um deles chamado Passaggio, com suco de laranja, Sprite e groselha.

O brownie e entremet de doce de leite conquistou meu coração e também tem uma apresentação super querida. Foto: Kelly Pelisser

O cardápio não é tão extenso, mas tem umas coisas muito bacanas. Tem as tradicionais porções de aipim, batata frita, pastéis e polentinha. Mas também conta com bruschettas, ceviche, bolinhos de porco com barbecue, um sanduíche de rosbife, pizza de cebola caramelizada com gorgonzola e mais duas opções de crepe (incluindo de queijo de cabra e maçã). Há ainda um risoto de limão siciliano e um penne ao sugo. De sobremesa, tem duas opções brownie de chocolate  com entremet de doce de leite,  e entremet de morango com gelato de pistache. Os pratos são pensados pela chef Catsi Camelo, que morou dois anos em Buenos Aires.

Fiquei em dúvida sobre o que pedir, mas acabei optando por uma das bruschettas, de figo com parma. Vem cinco unidades (grandinhas) por R$ 23,70. Para acompanhar um chopp Uff Aveia, bem gostoso, que sai por R$ 10. As bruschettas têm uma apresentação linda e são muito boas. Depois, não resisti e precisei provar o brownie com entremet de doce de leite (qualquer lugar que ofereça brownie no cardápio já conquista meu coração <3, porque eu simplesmente amo!). De novo, uma apresentação super querida, com morangos, e um sabor incrível. Essa sobremesa sair por R$ 15. Com mais um chopp, minha conta deu R$ 58,70. A noite foi bem agradável, o lugar é muito legal para quem quer sentar e conversar. E fiquei com vontade de voltar para provar o sanduíche de rosbife, as bruschettas com damasco, brie e cogumelos e os crepes. Mais do que aprovado.

 

Passaggio

Onde fica: Rua Borges de Medeiros, 446, entre as ruas Bento Gonçalves e 20 de Setembro, Centro, Caxias do Sul, RS

Horário: sextas-feiras, das 17h às 23h

Mais: Facebook

 

Cardápio de primavera do restaurante Don Claudino, em Caxias do Sul (RS)

Antepasto: piem de coelho e suquete empanado. Foto: Kelly Pelisser

Eu já tinha feito um post falando do restaurante Don Claudino, de Caxias do Sul (RS), que fez um resgate da cozinha afetiva, com pratos que a gente comia na infância, produzidos de acordo com os ingredientes de cada estação. Agora, a casa está lançando o cardápio de primavera, que começa a valer nesta sexta-feira, dia 29. A ideia é uma comida com mais amor, que respeita as fases da natureza. O Don Claudino, que é bem conhecido pelos espaços para eventos, oferece o jantar no restaurante nas sextas e sábados, a partir das 19h30min.

Salada: quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon. Foto: Kelly Pelisser

Eu fui uma das pessoas convidadas a conhecer o menu de primavera em primeira mão. São duas opções de cardápio, uma mais completa, com três pratos, e outra um pouco mais simples, com dois pratos principais e uma sobremesa diferente. As duas têm antepasto e salada. O serviço é feito na mesa e a pessoa pode repetir o que quiser. Para vegetarianos, é possível contar a mesma sequência, mas sem as carnes. Provei a opção mais completa, que é simplesmente fantástica, com itens que lembram muito casa da nonna, como suquete empanado super crocante, e outras adaptações para surpreender, como piem de coelho, e quiche de radicchi cotti. A sobremesa dessa opção é divina, uma trilogia super lindinha, com uma palha italiana macia, que desmancha na boca, a tradicional ambrosia, e uma reinvenção do sagu, com leite de coco acompanhado de doce de manga (parece inusitado à primeira vista, mas combina demais!).

Primeiro prato: talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes. Foto: Kelly Pelisser

A primeira opção de cardápio, mais completa, tem: de antepasto, piem de coelho e suquete empanado; de salada, quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon; de primeiro prato, talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes; de segundo prato, risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado; de terceiro prato, tortellini de cordeiro; e como sobremesa, uma trilogia maravilhosa, palha italiana, ambrosia e sagu de leite de coco com doce de manga. O preço para esta opção é R$ 84 por pessoa. Já para as crianças de cinco a 10 anos, é R$ 41. Os vegetarianos podem pedir os mesmos pratos, mas sem as carnes, pagando R$ 55.

Segundo prato: risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado. Foto: Kelly Pelisser

A segunda alternativa é praticamente o mesmo menu, mas sem o terceiro prato e com uma sobremesa diferente. Nessa caso, vem de antepasto, piem de coelho e suquete empanado; de salada, quiche de radicchi cotti com mini folhas de radicchi fresco e crocante de bacon; de primeiro prato, talharim artesanal ao molho de funghi freschi acompanhado de filé de frango com ervas crocantes; de segundo prato, risoto de ervilhas tortas e tomate cereja confit acompanhado de escalopes de filé grelhado; e de sobremesa, uma seleção de semifreddo (sabores do dia). Para este, o valor é de é R$ 75 por pessoa. As crianças de cinco a 10 anos pagam R$ 37. E vegetarianos, R$ 55.

Terceiro prato: tortellini de cordeiro. Foto: Kelly Pelisser

A carta de bebidas do restaurante foi reformulada e conta agora com mais opções de vinhos nacionais, além do produzido pela vinícola Don Claudino. A ideia é valorizar os produtos da região.

De sobremesa: palha italiana, ambrosia e sagu de leite de coco com doce de manga. Foto: Kelly Pelisser

Se você é da Serra, é impossível provar o cardápio da Don Claudino sem lembrar da avó e dos almoços de colônia. É mais do que comida, é amor em pratos, lembranças boas e saudades. Para quem não é daqui, vale para conferir um pouco da identidade local revisitada. É o tradicional com uma cara nova que te recebe com um abraço e afeto.

 

Don Claudino Enogastronomia & Eventos

Onde fica: Rua Padre Alberto Luiz Lamonatto, 1127, bairro Nossa Senhora da Saúde, próximo aos Pavilhões da Festa da Uva, Caxias do Sul, RS

Horários: sextas-feiras e sábados, a partir das 19h30min. É bom reservar antes: (54) 3211.9899 ou (54) 3028.9066.

Maissite Facebook

Spa do Vinho Autograph Collection Hotel e Baile Imperial, em Bento Gonçalves (RS)

Construção do Spa do Vinho é maravilhosa. Foto: Kelly Pelisser

Paisagem é a mais linda do vale. Foto: Kelly Pelisser

Para mim, a vista do Spa do Vinho Autograph Collection Hotel é a mais linda de todo o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS). É aquele tipo de paisagem que a gente pode ver centenas de vezes e continua enchendo os olhos, como da primeira vez. O hotel de alto padrão, que integra a rede internacional Marriott, conta com um condomínio vitícola e um centro vinoterápico que oferece tratamentos corporais e faciais naturais com uso de polifenóis da uva. Uma vez por ano, perto do Sete de Setembro, o Spa do Vinho promove o Baile Imperial, uma grande festa para celebrar a Independência do Brasil, com comidas, roupas e música de época, reproduzindo o país dos tempos da Corte Portuguesa.

Baile Imperial tem iluminação à luz de velas. Foto: Kelly Pelisser

Convidados recebem máscaras. Foto: Kelly Pelisser

Funcionários do hotel estão trajados de época e dançam lindamente. Foto: Kelly Pelisser

A oitava edição do Baile Imperial (em 10 anos de hotel) foi no dia 9 de setembro, um sábado. Eu fui convidada a participar e posso dizer que é uma experiência incrível. Todos os funcionários estão vestindo roupas do início do século 19, da recepção à cozinha. A atmosfera é magnífica. Você se sente num filme de época. Os participantes do jantar devem usar traje social, de preferência as mulheres de vestido longo (mas há várias de vestido até o joelho) e os homens de terno e gravata. O baile é aberto a hóspedes e não hóspedes. Os ingressos custavam de R$ 350 a R$ 550 por pessoa, dependendo do lote. Esse mais caro era do lote final.

Na entrada, você escolhe uma máscara (sim, o baile é de máscaras) à la Veneza, feita por uma artesã de Gramado em couro. As das mulheres são decoradas com plumas e pedras. Para chegar ao local da festa, é preciso descer uma escada. No topo dela, um funcionário do hotel pergunta seu nome e cidade e faz o anúncio a todos: “Recebemos no nosso baile, Kelly da província de Caxias do Sul”. Ao centro do salão fica um palco onde ocorrem apresentações. As mesas redondas para o jantar estão dispostas ao redor dele. Já a orquestra, que vai tocar ao longo de toda noite músicas clássicas como valsas e minuetos, está num outro palco próximo ao central. O salão fica meio às escuras, já que a iluminação é feita apenas com velas em castiçais sobre as mesas. O público acompanha, antes e durante o jantar, apresentações de funcionários do hotel vestidos de época, de ballet e mais de dois solistas de ópera (divinos) do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Fernanda Schleder e Frederico de Assis.

Primeiro prato: salmão. Foto: Kelly Pelisser

Segundo prato: bacalhau. Foto: Kelly Pelisser

Cabedella de peru com feijões brancos ensopados e embutidos. Foto: Kelly Pelisser

Lombo de vaca e quibebe de moranga. Foto: Kelly Pelisser

Bolos de sobremesa. Foto: Kelly Pelisser

Os pratos do jantar foram feitos por chefs convidados, reproduzindo iguarias que a Corte Portuguesa consumia no Brasil. Confesso que estava curiosa para provar o menu. De entrada, queijo coalho assado com mel, pãezinhos e manteiga. Como primeiro prato, um salmão ao molho de ervilhas com cogumelos e castanhas adoçadas (eu amei essa explosão de sabor). O segundo prato era um bacalhau au gratin com azeitonas. Na sequência, uma cabedella de peru com feijões brancos ensopados e embutidos. E por fim, um lombo de vaca e quibebe de moranga. O jantar era acompanhado de vinhos premium de vinícolas do Vale dos Vinhedos, Lídio Carraro, Don Laurindo, Almaúnica, Miolo e Don Cândido. Todo o serviço é à francesa. De sobremesa, docinhos como quindim e de nozes, bolos decorados, bem-casados, café e licor. Esses estavam em uma antessala para os participantes do jantar se servirem à vontade.

Ao fim do jantar, alguns casais dançaram na área do palco, mas a festa acabou cedo, já que a maioria preferiu se recolher aos quartos. Mas, me contaram que isso depende da resposta do público. Em alguns anos, o baile seguiu até as 4h da manhã. Mesmo sem festa madrugada adentro, o jantar espetáculo enche os olhos e vale muito a pena.

Quarto com cama enooorme. Foto: Kelly Pelisser

Eu passei a noite no hotel, num dos quartos com vista para os fundos. O grande destaque é a cama mais do que enorme, maior do que uma king size, com muitos travesseiros e almofadas, bem daquelas para se jogar. A vontade é ficar muito tempo na cama. Mas eu sugiro acordar logo para aproveitar a paisagem. O café da manhã é servido no andar térreo. Estão à disposição frutas, iogurte, pães, bolos e frios. Os garçons oferecem café, leite, sucos e espumante. Também é possível levar sua refeição para um terraço ali ao lado e tomar café apreciando a linda vista dos vinhedos e do vale. O hotel conta com uma piscina externa (também com vista para o vale), adega e bar. No último andar, há um restaurante para eventos, de onde é possível ter uma visão ainda mais magnífica da paisagem, já que é o ponto mais alto da construção.

Piscina externa do hotel. Foto: Kelly Pelisser

O hotel oferece quartos a partir de R$ 550 a diária, incluindo café da manhã. Há quartos de diversos perfis, com preços que podem chegar a R$ 2.817 a diária, com varanda com vista para o vale e banheira de hidromassagem. Os mais caros são os da parte da frente do hotel, voltados para a paisagem da vinícola Miolo. Dando uma olhada no site da rede Marriott, dependendo do dia, dá para pagar R$ 362 dos quartos mais simples. Os tratamentos do spa são pagos à parte, assim como o estacionamento.

Fonte em frente ao hotel pode ser acessada também por não hóspedes. Foto: Kelly Pelisser

Quem não é hóspede pode fazer fotos na área externa do hotel, onde fica a fonte na entrada (que tem uma vista linda para o vale), pagando o estacionamento. Não hóspedes também podem utilizar o Restaurante Leopoldina e o Bar Sabrage do hotel. Não é necessário pagar taxas, apenas o que for consumido.

Terraço onde é possível tomar café da manhã e ter vista do vale. Foto: Kelly Pelisser

O mais impactante de todo hotel é a paisagem, o entorno, o contexto. Seja para se hospedar ou apenas para visitar, o lugar é encantador e remete às regiões vinícolas mais famosas da Europa, com vales e vinhedos. E ainda por cima participar de um baile de máscaras no estilo imperial com esse cenário faz a gente acreditar que está em um filme de época. O Spa do Vinho Autograph Collection Hotel é, realmente, uma experiência única.

 

Spa do Vinho Autograph Collection Hotel

Onde fica: RS-444, km 21, em frente à vinícola Miolo, Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves, RS

Mais: site e Facebook